Recomeçando a vida fora da prisão

Foto: Reprodução

Recomeço! Uma Igreja dos EUA está ajudando ex-presidiárias a iniciar um novo capítulo de suas vidas. Além de receberem suprimentos básicos, elas também ganham uma bíblia e uma palavra de encorajamento

Recomeço! Uma iniciativa simples, mas de muito significado para quem passou parte da vida dentro de uma prisão. Esse é o valor de um projeto social criado para ajudar mulheres que saem da cadeia e desejam recomeçar a vida, orientadas por Deus.

É o “Love in a backpack” (Amor em Uma Mochila). Ministério da Igreja Episcopal de St. John, em Ashfield, em Massachusetts, nos EUA, que tem ajudado ex-presidiárias a iniciar um novo capítulo de suas vidas.

O trabalho consiste em oferecer a essas mulheres uma mochila cheia de suprimentos após a libertação. O objetivo é suprir as necessidades básicas dessas mulheres até que elas consigam retomar às suas vidas. Além desses itens básicos, elas também ganham uma Bíblia Sagrada e uma palavra de encorajamento.

Acolhimento

Às ex-detentas se sentem acolhidas, amadas e mais confiantes em recomeçar a vida quando percebem que são amadas pela Igreja. Além da utilidade dos materiais doados, a principal mensagem é a do amor e atenção ao próximo.

“Sentimos a alegria de fazer a obra de Deus através de nossas mãos, servindo as mulheres mais necessitadas durante um período de transição frágil e assustador”, disse Mary Link, uma das líderes do projeto.

O projeto conta com a parceria de outras igrejas. “Várias outras igrejas e grupos têm parceria conosco todos os anos, ajudando-nos a aumentar o número de mochilas que podemos reunir para prover as mulheres. Alguns parceiros apenas coletam pacotes ou produtos de higiene pessoal, outros enchem três ou mais pacotes inteiros”, destacou.

Ampliação

Cerca de 80 mulheres são libertas anualmente no presídio atendido pelo grupo. A meta é ampliar o projeto para que todas sejam alcançadas.

“Em cada pacote incluímos uma carta de apresentação e um cartão de nota escrito manualmente dizendo que embora nunca nos encontremos, a nossa pequena igreja está orando por elas e desejando sucesso, juntamente com os itens práticos que esperamos que sejam úteis”, informa o Link.

*Com informações de Christian Post


leia mais

A igreja que acolhe
Igreja acolhedora para venezuelanos