back to top
24.9 C
Vitória
sábado, 15 junho 2024

Por que é importante incentivar os filhos a dar o dízimo?

Foto: Reprodução

Se a criança entender, desde cedo, o que é dizimar, qual é a importância disso e as bênçãos recebidas, a entrega na vida adulta será um ato de amor e obediência 

Por Patricia Scott

A educação dos filhos é responsabilidade da família. Os princípios e os valores cristãos devem ser aprendidos ainda na infância, a partir dos ensinamentos dos pais, para que, quando cheguem à idade adulta, estejam alicerçados na fé e cheios de confiança e intimidade com o Senhor.

Assim como devem ser estimulados a orar e a ler a Palavra de Deus, os pequenos devem ser ensinados pelos pais sobre a importância do dízimo dentro do contexto do cristianismo, de acordo com as Escrituras.

“O ensino sobre o dízimo implica muitas questões importantes para a formação dos valores cristãos no coração das crianças. Primeiro, a gratidão. Ensinar a criança a dar o dízimo a estimula a ser grata pelo cuidado e pelo sustento do Senhor”, pontua a pedagoga Flávia Negri Favarim, líder do Ministério Infantil da Primeira Igreja Batista de Piracicaba, em São Paulo. Ela acrescenta que isso também fortalece a fé dos pequenos, levando-os a crer no que não podem ver e a confiar na intervenção de Deus a partir da obediência e da gratidão. Assim, “há o desenvolvimento da intimidade no relacionamento com o Criador”, ressalta.

- Continua após a publicidade -

Flávia explica que deve ser transmitido para as crianças que dizimar é um ato de amor ao Senhor, como também que o dízimo é usado para abençoar o Reino de Deus. 

“Na nossa igreja, especificamente, o dízimo dos pequenos é destinado a missões. A escola bíblica também tem um papel fundamental nesse processo de aprendizado, mas as crianças naturalmente aprendem pela observação, então, o exemplo dos pais no compromisso de devolver o dízimo para a igreja é o primeiro passo”.

Todo aprendizado e toda vivência na infância, segundo Flávia, refletirão na fase adulta. Para justificar, ela cita Provérbios 22.6: Ensina a criança no caminho em que deve andar, e ainda quando for velho não se desviará dele. “Se a criança entende o que é o dízimo, qual importância e as bênçãos recebidas, a entrega na vida adulta será um ato de amor e obediência”.  

Dentro desse mesmo entendimento, a professora Sandra dos Santos Frignani, líder do Departamento Infantil AD Bangu Kids, da Assembleia de Deus em Bangu, na zona oeste do Rio de Janeiro (RJ), observa que a criança precisa reconhecer que tudo provém de Deus e devolver uma parte é gratidão e reconhecimento pelo que Ele faz.

“Dessa forma, ela estará sendo preparada para uma vida com compromisso para com Deus e para com o próximo”. Ao dizimar, segundo Sandra, as crianças, além de fortalecerem a fé, aprendem a “honrar a Deus com as primícias e a ter um coração adorador desde bem pequenos”.

Sandra ressalta que há várias formas de estimular a criança, de maneira lúdica, quanto à prática do dízimo. “Converse sobre como ela se sente ao entregar o dízimo. Enfatize que essa entrega deve ser com alegria e não por obrigação. Use recursos visuais nas histórias bíblicas, faça dinâmicas e jogos ensinando a dividir, enfim, seja criativo”.

A professora considera que, a partir desse ensinamento, a criança, ao receber a mesada ou um presente em dinheiro, saberá decidir “de coração, a devolver para o senhor a décima parte do que ganhou, pois foi ensinada com base bíblica”. 

Sandra enfatiza que ser grato e generoso é um exercício diário. Por isso, é necessário, desde cedo, que a criança tenha uma rotina diária de agradecimento a Deus: pelo fôlego de vida, pelos livramentos, pela família, pelos amigos. “A vontade de Deus é que sejamos gratos (1 Tessalonicenses 5.18). Jesus era grato mesmo antes de o milagre acontecer. A ingratidão impede as bênçãos de Deus. Ensine seus filhos a serem imitadores de Cristo, amar como Ele amou e ajudar sem olhar a quem”. 

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Publicidade

Comunhão Digital

Publicidade

Fique por dentro

RÁDIO COMUNHÃO

VIDA E FAMÍLIA

- Publicidade -