23 C
Vitória
terça-feira, 4 agosto, 2020

Generosidade: O padeiro doador de pão e de fé

Leia também

PIB contraiu 11,2% no 2º trimestre de 2020

Em relação ao segundo trimestre de 2019, a queda na atividade econômica apontada pelo IAE foi de 11,7%

Esperamos que agosto seja o pico da covid-19 nas Américas, diz Jarbas Barbosa

Durante a coletiva, o diretor-assistente da Opas comentou o fato de que o padrão de transmissão da doença na América Latina tem se mostrado distinto da Europa

Brasil: Prefeitos se unem em campanha de combate à covid-19

Iniciativa é da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), que negociou com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) autorização especial para veicular comunicação sobre a doença em jornais, sites, rádios e na TV durante toda a pandemia

Atitude é do empresário Roberto Aparecido Ribeiro, 59 anos, dono de uma padaria em Dracena, interior de São Paulo, que resolveu ajudar famílias que não conseguem comprar o pãozinho para se alimentar: “Deus nos sustenta”, diz

“Deus é quem providencia o pão de que precisamos para viver. Ele nos sustenta, mesmo nos tempos difíceis”. Esse é um pequeno trecho da frase escrita no papel fixado de uma embalagem de pão francês fresquinho da cesta do empresário Roberto Aparecido Ribeiro, 59 anos, dono de uma padaria no Centro de Dracena (SP) há 22 anos.

Ele nunca negou um pão para uma pessoa realmente necessitada em matar a fome. E conta que um freguês do estabelecimento deu a ideia para colocar uma cesta de pãezinhos na porta de entrada com o seguinte aviso: “Se você não tem como comprar o seu pãozinho hoje, pegue aqui”.

“As pessoas carentes que não têm condições de comprar um pãozinho vêm até o balcão para pedir e até ficam constrangidas. Eu nunca neguei um dia, antes mesmo desta ideia”, diz Ribeiro.

Cestinha de amor, fé e caridade

O empresário acatou a ideia do cliente e deu certo a ideia que a cestinha de “amor, fé e caridade”, assim como se sente Ribeiro, em e ver que dos pãezinhos não fica um sequer no final do dia. “Coloco de 10 em 10 pãezinhos na cesta e a gente fica feliz quando não sobra”, afirma.

Ele conta que devido à pandemia da Covid-19 as pessoas estão perdendo os seus empregos e muitas famílias sequer têm o “pão de cada dia” para colocar na mesa. E assim resolveu fazer esse ato de generosidade.

padeiro_doação
Foto: Carlos Volpi/TV Fronteira

“Hoje produzimos em torno de 2.400 pãezinhos por dia. Antes da pandemia, produzíamos 3.600, uma queda de 40%. Cristo se faz pão e o que reduzimos na produção hoje talvez seja aquele que estava precisando se alimentar”, diz Ribeiro sobre o momento difícil na economia.

Ele também afirma que, mesmo com a queda nas vendas, conseguiu manter seus 15 funcionários. “Pode um dia até me faltar algo, talvez. Mas, ao ver as pessoas pegando os pãezinhos, a gente fica feliz”, ressaltou.

*Com informações do G1

- Continua após a publicidade -

Comunhão Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

Helena Tannure e Alda Célia no Congresso Vitoriosas

É a terceira edição do evento, que é voltado para mulheres. O tema do Congresso Vitoriosas 2020 será Transformadas. Saiba mais! 

Lagoinha abre curso Linhas de ensino; Saiba mais!

As aulas das turmas do primeiro módulo do Curso Linha de ensino se iniciam a partir de 17 de agosto. Saiba mais!

Fórum literário: O absurdo, a esperança e mais além

Realizado desde 2016, o Fórum literário é um curso para peregrinar nos caminhos da arte e da fé cristã. Evento, que será online, começa hoje, 27. Saiba mais aqui! 

Marcha pra Jesus é cancelada em São Paulo

Por causa do coronavírus a prefeitura de São Paulo cancelou a Marcha para Jesus. O maior evento cristão do mundo ocorreria em 02 de novembro deste ano

Plugue-se

Amanda de Sá feat Sanderson Moraes “Nossa bandeira”

Nossa bandeira é o terceiro lançamento da artista pela Sony music desde que venceu o festival de Música Eagle, edição ES, em setembro do ano passado

Faces da perseguição: o preço de viver pela fé

Viver pela fé em meio a perseguição. Na séria faces da perseguição, mostra a história do pastor Jean Marc, que enviou a família para um esconderijo no Congo, mas ficou na República centro-africana por causa da igreja. Saiba mais!

Max Weber: Economia e religião estão interligadas?

No livro "A ética protestante e o espírito do capitalismo", o sociólogo alemão, Max Weber, se debruça em um estudo minucioso sobre as religiões e o sistema econômico do século XX

Vida após a morte em “O Céu é de Verdade”

"O Céu é de verdade" foi sucesso de bilheteria nos Estados Unidos, conta a história de uma criança que visita o paraíso em uma experiência de “quase morte”