Bíblia: o Livro dos Humildes de Coração

Foto: Reprodução

A Bíblia sempre será vida para corações humildes, da mesma forma que a água para seres com muita sede

O ser humano bebe água desde muito cedo como fonte de sustento e sobrevivência. Mesmo não sendo pediatra, sei bem que a indicação para ingestão de água é apenas após os seis primeiros meses de vida, uma vez que o leite materno é o essencial até então.

Ocorre que só descobrimos a composição química da água após a sexta série do ensino fundamental, oportunidade em que se tem contato com a matéria de química. Ora, o fato de não saber as peculiaridades e profundidades da composição da água não afastava a importância e necessidade dela para nossa sobrevivência.

A água mantém vivo os que a conhecem com extrema profundidade técnica, bem como os que a definem apenas como líquido transparente e sem gosto.

Nesta esteira, a Bíblia pode ser vista como um livro simples por aqueles que não têm a oportunidade de o estudar com profundidade técnica teológica, entretanto mesmo estes terão a revelação viva da Palavra de Deus que os farão viver em abundância.

Existem pessoas que nunca saberão que o antigo testamento foi escrito 95% em hebraico e 5% em aramaico, mas por meio da fé terão acesso ao coração de Deus que os farão viver a plenitude da vontade do Pai.

Há pessoas que não sabem absolutamente NADA de geografia Bíblica e muito menos como interpretar as viagens de Paulo a partir de um mapa da estrutura romana do primeiro século, mas possuem a revelação de que Jesus pisou nesta terra se revelando como Deus, morrendo como homem, ressuscitando como Rei dos Reis.

Lado outro, vemos pessoas que sabem a composição bíblica, significado de cada palavra em Hebraico e sua aplicação estrutural no antigo testamento bem como o grego no novo testamento, todavia duvidam que esta água os pode fazer viver por toda a Eternidade.

Entendem, como se fossem PHDs em água, quais são os livros da Lei, poéticos, proféticos e históricos e qual a importância destes para a consumação dos tempos, todavia filtram demasiadamente o líquido que já é puro.

A verdade é que as Sagradas Escrituras se traduzem na PALAVRA DE DEUS e, sendo assim, deve ser estudada e digerida dia após dia como instrui o Salmista. (Sl. 1.2)

Cumpre destacar, que seu estudo técnico teológico existe BEM DEPOIS DA SUA PRÓPRIA EXISTÊNCIA, lembrando-nos de que estudar é importante, mas a verdade vem apenas por meio da Revelação do Espírito Santo, não dos livros.

Paulo demonstra notória humildade quando afirma que o Espírito de Deus conhece a profundidade dos pensamentos de Deus e este os revela a quem quer (1 Co. 2.10 e 11), demonstrando que muito estudo sem pouca revelação é como Gatorade, que é uma água sofisticada, MAS NÃO É ÁGUA PURA.

Me parece que o entendimento das Sagradas Escrituras é precedido por humildade de coração do tipo: Pai Celestial, quero beber dá agua do entendimento de Cristo Jesus, crescendo ao ponto de entender toda a profundidade de sua composição, mas jamais me esquecendo de é o Espírito que nos conduz a verdade que me sustenta e faz viver.

Meu primeiro contato com a Teologia foi em um seminário quando tinha 25 (vinte e cinco) anos, e, após me formar neste e seguir para uma Faculdade de Teologia, vejo quanta profundidade existe nas Escrituras.

Ocorre, que tenho conhecido a composição deste Livro Divino há apenas cinco anos, mas este tem sustentado e mudado minha vida desde o meu nascimento, para glória de Deus.

Repito: no mesmo passo que aprendi a composição química da água apenas aos 12 (doze) anos, aprendi o entendimento técnico Bíblico tão somente aos 25 (vinte e cinco) em diante, não obstante esta Palavra tem sido a lâmpada dos meus pés e a luz dos meus caminhos antes mesmo de saber o que é Luz.

Diante disso me parece certo concluir que as Sagradas Escrituras são maior do que a Teologia, e que o Espírito Santo é infinito em Deus e seus pensamentos, ao contrário de todos os Livros do mundo.

Seria bom se todos conseguissem conciliar Sagradas Escrituras, Teologia, Espírito Santo e Livros. Entretanto, o indígena de uma tribo fechada ou analfabeto que sequer sabem o que são todas estas coisas, poderão ter contato com a simplicidade da palavra de Deus, que também pode ser complexa, e terem suas vidas transformadas e resignificadas.

Tanto o ser humano simples, como o PHD em teologia terão quer se ajoelhar e dizer: Pai, por meio do Santo Espírito, revela-me a sua Palavra. A Bíblia sempre será vida para corações humildes, da mesma forma que a água para seres com muita sede.

Isaque Wilson Pereira – Formado em Direito Pela PUC Minas – Pós Graduado em Direito Civil pela PUC –  Pós Graduado em Psicanálise pela Puc – Formado em Teologia Pelo Seminário Rhema – Graduando em Teologia Pela Faculdade Batista de Minas Gerais. Atualmente Voluntário em Projetos Na Convenção Batista/MG e Metodista Wesleyana Inconfidentes salário e recolhimento de FGTS


Leia mais

Educando com a Bíblia
A Bíblia e a Igreja cristã