Menino de 5 anos, ferido no tiroteio do Texas recebe alta

Ryland Ward, de 5 anos, foi baleado várias vezes Foto: Chancie McMahan

Ryland Ward, 5 anos, estava internado no hospital há dois meses. Ele recebeu alta. O garoto foi baleado cinco vezes e perdeu a mãe e as duas irmãos no massacre da primeira Igreja Batista de Sutherland Springs, no Texas, em novembro do ano passado.

O pequeno Ryland lutava pela vida no hospital. “Este garoto estava em movimento hoje. Assim que voltou da terapia, ele almoçou no parque, depois caminhamos um pouco ao redor do hospital. Então a boa notícia veio: que ele voltaria para casa. Obrigado a todos que ajudaram Ryland durante esta jornada”, disse Heather Bradley, prima do garoto.

Ele foi submetido a cirurgias para reparar os ferimentos sofridos no estômago, na virilha e no braço. Mas a mãe do garoto, Joann Ward, e as irmãs Brooke Ward, de 5 anos, e Emily Garza, 7, não sobreviveram ao tiroteio. Outra de seus irmãs, Rihanna, sobreviveu depois que uma bala arrancou os óculos de seu rosto.

Campanha

Para ajudar a custear as despesas do garoto no Hospital e na sua recuperação, foi criada uma campanha na internet. Cerca de 150 mil dólares foram arrecadados. Doadores e defensores que ajudaram a financiar sua recuperação ficaram entusiasmados com a notícia.

“Louvado seja Deus pelas orações respondidas! Esta é a melhor coisa que já ouvi em toda a semana! Ryland, estou tão feliz por você e tão orgulhosa de você! Que lutador! Você faz meu coração sorrir. Eu continuarei orando por você e por sua família enquanto sua jornada continuar. Essa criança tem um chamado, um propósito e oro para que Deus revele isso a ele já no início de sua vida. Minha oração é que Ryland busque a Deus com todo o seu coração e nunca se afaste de Deus.”, escreveu Sonia Hurley.

Tragedia

O massacre na Primeira Igreja Batista de Sutherland Springs foi no dia cinco de novembro de 2017. Devin Kelley, de 26 anos, entrou na Igreja pouco depois do início das 11 horas. E disparou vários tiros contra as pessoas que estavam no templo.

A tia de Ryland, Leslie Ward, que vive a poucos quarteirões da igreja, disse ao ‘New York Daily News’ que, quando chegou à igreja, encontrou Ryland e sua mãe deitada entre os bancos. “Eu encontrei meu sobrinho na frente, com dor”, disse ela. “Foi ruim. Havia apenas cadáveres em todos os lugares. Não era o que eu queria ver, mas na época, eu não estava preocupada com isso. Eu estava preocupada em encontrar minha família”.

Leia mais

Ataque em igreja no Texas deixa 26 mortos e vários feridos

Atirador de ataque em Igreja no Texas foi professor de estudos bíblicos

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!