Ceará – Força Nacional começa a deixar o Estado

Foto: José Cruz/Agência Brasil

Tropas atuam há 31 dias na crise de segurança do estado. Desde o início do ano, ocorreram 261 ataques contra ônibus, prédios públicos e comércios.

Os 420 agentes da Força Nacional de Segurança Pública que estão atuando no Ceará desde o início da série de ataques criminosos vão deixar o estado esta semana. Segundo o secretário nacional de Segurança Pública, Guilherme Theophilo, a desmobilização será “progressiva” e poderá ser automaticamente suspensa e revertida caso necessário.

A chamada Operação Terra da Luz, da Força Nacional, completou um mês nesta segunda (4). Segundo Theophilo, mesmo “sem grandes números de apreensão” para apresentar, a iniciativa foi bem-sucedida, tendo ajudado a reduzir o número de ocorrências.

De acordo com o secretário, os ataques a ônibus, veículos particulares, estações de abastecimento de energia elétrica e outras instalações dos últimos dias não estão necessariamente associados à ação de organizações criminosas.

“O que temos ainda hoje, uma ou outra queima de veículo, de ônibus, já não são mais ataques ‘terroristas’ de facções criminosas, mas sim de oportunistas que estão se aproveitando do clima de terror para manter um pouco desse clima. A desmobilização será progressiva para evitar que sejamos surpreendidos com a possível recuperação dos ataques criminosos”, afirmou o secretário.

Ao mesmo tempo em que começará a retirar do estado os agentes da Força Nacional que, integrados às forças de segurança locais, reforçam o patrulhamento das principais vias de circulação e das garagens de ônibus, o Ministério da Justiça planeja auxiliar o estado com o envio de agentes penitenciários que se somarão aos já cedidos pela Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária, subordinada ao Departamento Penitenciário Nacional (Depen), do Ministério da Justiça.

“Eles vão ajudar na transferência de presos que estão em cadeias públicas para as penitenciárias de maior segurança”, acrescentou Theophilo. O envio de agentes da Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária para o Ceará foi autorizado pelo ministro Sergio Moro no fim de janeiro.

*Com informações da Agência Brasil 


Leia mais

Coalização pelo Evangelho conclama oração pelo Ceará
Ceará: Força-tarefa federal nas penitenciárias
Oremos pela igreja no Ceará

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!