29.6 C
Vitória
sexta-feira, 22 janeiro 2021

Weintraub comparara ação contra fake news com nazismo

Entidade judaica reagem, “um basta no uso político do Holocausto por autoridades do governo brasileiro”

Por Redação (AE)

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, voltou a comparar a ação da Polícia Federal no inquérito das fake news com o regime nazista. Na manhã desta quinta-feira, 28, Weintraub publicou nas redes sociais uma foto de militares nazistas apontando armas para um grupo de judeus com uma mensagem comparando a cena ao Brasil atual.

“Primeiro, nos trancaram em casa. Depois, brasileiros honestos buscando trabalho foram algemados. Ontem, 29 famílias tiveram seus lares violados! Sob a mira de armas, pais viram suas crianças e mulheres assustadas terem computadores e celulares apreendidos! Qual o próximo passo?”, escreveu o ministro.

O texto é uma clara releitura ao texto “E não sobrou ninguém”, do pastor luterano Martin Niemoller. “Primeiro, os nazistas vieram buscar os comunistas, mas, como eu não era comunista, eu me calei. Depois, vieram buscar os judeus, mas, como eu não era judeu, eu não protestei. Então, vieram buscar os sindicalistas, mas, como eu não era sindicalista, eu me calei. Então, eles vieram buscar os católicos e, como eu era protestante, eu me calei. Então, quando vieram me buscar… Já não restava ninguém para protestar”, diz o texto do alemão.

Não é a primeira vez que Weintraub compara a operação da PF a episódios vinculados ao holocausto. Na quarta-feira, 27, o ministro escreveu que o dia da operação seria lembrado como “a Noite dos Cristais brasileira”. Noite dos Cristais é como ficou conhecida a noite de 9 de novembro de 1938, quando sinagogas, lojas e residências judias foram atacadas na Alemanha. O episódio é considerado um marco no enrijecimento a perseguição do povo judeu pelo regime nazista.

Reações

A mensagem do ministro foi contestada pelo Comitê Judaico Americano, uma das principais organizações da comunidade judaica nos Estados Unidos, que pediu um basta no uso político do Holocausto por autoridades do governo Jair Bolsonaro. “Chega! O reiterado uso político de termos referentes ao Holocausto por oficiais do governo brasileiro é profundamente ofensivo para a comunidade judaica e insulta as vítimas e os sobreviventes do terror nazista. Isso precisa parar imediatamente”, disse a associação pelo Twitter, em inglês, na quarta-feira.

A Confederação Israelita do Brasil (Conib) também condenou a comparação de inquérito do STF à Noite dos Cristais feita por Weintraub. “Não há comparação possível entre a Noite dos Cristais, perpetrada pelos nazistas em 1938, e as ações decorrentes de decisão judicial no inquérito do STF, que investiga fake news no Brasil. A Noite dos Cristais, realizada por forças paramilitares nazistas e seus simpatizantes, resultou na morte de centenas de judeus inocentes, na destruição de mais de 250 sinagogas, na depredação de milhares de estabelecimentos comerciais judaicos e no encarceramento e deportação a campos de concentração”, disse a Conib.

“As ações do inquérito, por sua vez, se dão dentro do ordenamento jurídico, assegurado o direito de defesa, ao qual as vítimas do nazismo não tinham acesso. A comparação feita pelo ministro Abraham Weintraub é, portanto, totalmente descabida e inoportuna, minimizando de forma inaceitável aqueles terríveis acontecimentos, início da marcha nazista que culminou na morte de 6 milhões de judeus, além de outras minorias”, acrescentou a entidade no texto.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Joe Biden: Um novo tempo?

O que podemos fazer pela América do Norte? Podemos orar pelo país e continuar a proclamar em alta voz que “bem-aventurada é a nação...

CGADB: Campanha quer batizar 110 mil pessoas no Brasil

No ano em que a maior denominação do país celebra 110 anos no Brasil, a campanha tem como meta batizar até 20 de junho, 110 mil pessoas no país. Saiba mais!

Bolsonaro diz que se vacina da AstraZeneca chegar hoje, amanhã segue para Estados

A previsão do governo é que 2 milhões de doses vindas da Índia sejam entregues no Aeroporto de Guarulhos (SP) nesta tarde e sigam para o Rio de Janeiro

FGV: confiança da indústria cai 3,5 pontos em janeiro ante dezembro, diz prévia

Caso a queda se confirme, será a primeira baixa no indicador desde abril de 2020, início da pandemia do novo coronavírus

Consulta pública sobre regulamentação da legislação trabalhista

De iniciativa da Casa Civil, a consulta pública vai estar disponível até o dia 19 de fevereiro. Saiba mais!

Anjos da madrugada: Transformando vidas pelo Brasil

Realizado por um grupo de voluntários cristãos, os chamados Anjos da Madrugada oferecem comida, banho e roupa limpa. Saiba mais!

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

Encontro para a Consciência Cristã em fevereiro; Saiba mais!

Pela primeira vez em mais de duas décadas, o tradicional encontro para a Consciência Cristã será realizado online.

The Send online será neste sábado, 9

Um dos maiores eventos de louvor, adoração evangelismo no mundo, o The send, costuma reunir milhares de pessoas. Saiba mais!

Passion Conference no último dia do ano; Saiba mais!

O cantor Fernandinho é o único artista brasileiro a participar da Passion Conference. Saiba mais!

Aulas criativas e transformadoras sobre a Bíblia

Para quem ensina a Bíblia, mas tem dificuldade no preparo das aulas, um workshop gratuito será apresentado pelo pastor Lécio Dornas, em janeiro. Saiba mais!
- Publicidade -

Plugue-se

Fé na caminhada cristã! Fernandinho batiza os filhos

Ao lado do pastor Rodrigo Oliver, Fernandinho batizou seus filhos neste domingo, 17 e escreveu no instagram: "Um dos melhores dias das nossas vidas", escreveu o artista.

Vietnã ganha a primeira Biblioteca pública cristã

Vietnã ocupa a 19 colocação na Lista Mundial da Perseguição de 2021, da Portas Abertas. Saiba mais!

“A Deus seja a glória”, Nani Azevedo sai do hospital

Internado há vários dias por complicações de covid-19, o cantor Nani Azevedo recebeu alta hospitalar nesta sexta-feira, 15.

“Abandono” é o novo single da Banda Catedral

Canção inédita é uma crítica social