O jogador que se apaixonou pelo evangelho

Foto: Reprodução

Lucas Moura, herói do Tottenham, após vitória escreveu em suas redes sociais: ‘Nada é impossível para Deus. Eu me apaixonei pelo Evangelho lendo a Bíblia’

Num momento que pode ser considerado seu ápice na carreira, o atacante Lucas Moura compartilhou um versículo na legenda de uma foto em sua conta no Instagram. Em maio, ele foi o responsável por garantir ao Tottenham, seu clube atual, a primeira participação em uma final da UEFA Champions League.

Após o jogo disputado na Holanda, Lucas compartilhou uma foto sua, ajoelhado e apontando aos céus, com a legenda “For with God nothing shall be impossible.” Luke 1:37 (“Pois nada é impossível para Deus”, Lucas 1:37). E em uma entrevista no mesmo dia ele disse: “Deus é maravilhoso”.

Moura é muito sincera sobre sua fé. Ele diz que suas habilidades no futebol são “um talento que Deus me deu. Não só fazer eu acho que é um grande dom de Deus e eu acredito que se ele me deu esse talento, este presente, é porque ele quer para me usar neste ambiente, o meio do futebol, para conhecer alguns de seu propósito.

Suas performances e conquistas como uma estrela do futebol são importantes, mas não é a coisa mais importante.

“Certamente cada jogador quer para ser lembrado pelo que fez no campo, as performances, os títulos, eu também quero isso, porém, também querem a ser lembrado para o meu exemplo, como uma pessoa, eu quero para ser lembrado como um homem de Deus, uma pessoa com uma boa atitude e para mim, eu acho que é o que mais importa, o personagem, o bom exemplo de uma pessoa que ajuda as pessoas a encontrar Deus, eu quero ser lembrado por isso ”.

Conversão 

Lucas Moura se tornou um seguidor comprometido de Jesus Cristo quando chegou na França com o Paris Saint Germain (2013-2018). “Toda minha família é praticamente católica, assim como eu até eu deixar o Brasil em 2013”, afirmou.

Mas “depois de chegar à França, conheci pessoas que vieram trabalhar comigo e de uma maneira muito simples e sábia, elas me mostraram a Palavra de Deus, a Bíblia, e me mostraram mais sobre Jesus”, disse ele à Cross The Line, ministério focado em esportes e fé.

“Coincidindo com isso naquele momento, comecei a ter uma crise, sentia falta da minha casa, estava com saudades do Brasil e isso me fez pensar muito.

Comecei a me interessar pelo que essas pessoas estavam me dizendo, então comecei a ler a Bíblia e comecei a entender o amor de Deus por mim. A partir daí, foi muito rápido e comecei a entender a mensagem e me apaixonei por Jesus e com o evangelho de Cristo lendo a Bíblia”.


Leia mais

Sucesso na quadra e vitória em Deus 
“É preciso se alimentar de Deus”, afirma Stephen Curry