back to top
20.9 C
Vitória
domingo, 23 junho 2024

Tecnologia é utilizada por tradutores da Bíblia para levar a Palavra aos surdos

Foto: Wycliffe Bible Translators Australia

A estratégia de evangelização acontece a partir do metaverso com a utilização de avatares que traduzem as Sagradas Escrituras em libras

Por Patricia Scott 

Uma nova tecnologia está sendo oferecida pela Wycliffe Bible Translators, organização de tradução da Bíblia. A ferramenta possibilita que pessoas surdas de todas as línguas entendam a Bíblia e, assim, sejam transformadas pelo poder de Jesus.

A tecnologia “Camaleão” captura os movimentos de uma pessoa que assina as Escrituras e converte a aparência dela em um avatar, transmitindo em formato de vídeo a mensagem traduzida na língua de sinais. A inovação, que atende à comunidade surda global, protege a identidade do tradutor, assim como ultrapassa raças e culturas.

“Como um homem branco, se eu assinar o livro de Marcos, por exemplo, e o apresentar a outra cultura, não quero que essa cultura pense que a escritura é meramente ‘as crenças do homem branco’. A tecnologia de avatar do Camaleão remove essa noção, permitindo que o espectador converta o avatar para sua nacionalidade, tornando a aparência do tradutor anônima”, explica Burke.

- Continua após a publicidade -

Vale salientar que no trabalho de tradução das Sagradas Escrituras para surdos, a pessoa que apresenta a língua de sinais é automaticamente associada à Escritura que está retratando. No entanto, com a utilização de um avatar essa associação é anulada.

“Por anos, trabalhei como tradutor da Bíblia para surdos. As pessoas me conhecem como ‘o cara de Jesus’, mas meu objetivo é que os espectadores se concentrem no que a Bíblia está dizendo, não em mim. Camaleão oferece isso”, frisa Adan Burke, especialista em parcerias em linguagem de sinais na Tradutores da Bíblia Wycliffe (EUA).

É importante destacar que alguns cristãos vivem em lugares hostis ao Evangelho. Então, revelar a identidade de um tradutor em um desses países pode ser perigoso. Por isso, o avatar facilita a evangelização a partir da linguagem de sinais em países onde há perseguição pela utilização da Palavra de Deus.

Ideia futurista

Há mais de 10 anos, o Camaleão está sendo trabalhado por vários grupos, além de parceiros da organização Wycliffe. De acordo com o administrador da tecnologia, que ajudou a alavancar uma ideia cada vez mais próxima do futuro, o objetivo é ter o sistema em uso em todo mundo.

Em termos de tecnologia, a comunidade surda nem sempre foi priorizada. No entanto, agora há oportunidade de colocar a Palavra de Deus nas mãos de um dos grupos de pessoas que está entre os mais não alcançados em todo mundo.

“Todo grupo de pessoas em todo mundo merece a oportunidade de ouvir o Evangelho, os surdos não são exceção. Estou animado para colocar essa tecnologia inovadora nas mãos da comunidade global para testemunhar mais pessoas chegando ao conhecimento do Salvador Jesus Cristo. Permitindo a um grupo anteriormente marginalizado acesso imediato a Deus Este é o coração da grande comissão”, finaliza Burke.

Para atingir todos os públicos em alcance global, a internet é o acesso. Ao serem influenciadores de Jesus, os cristãos devem buscar estratégias inovadoras de evangelização com o objetivo de alcançar aqueles que precisam do amor do Senhor, independente do local em que estejam.

A internet concentra o mundo. Os missionários digitais são relevantes, e o metaverso é um canal, inclusive para a comunidade surda mundial.

Com informações CBN News 

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Publicidade

Comunhão Digital

Publicidade

Fique por dentro

RÁDIO COMUNHÃO

VIDA E FAMÍLIA

- Publicidade -