19.9 C
Vitória
quinta-feira, 9 dezembro 2021

Quem é a cristã, chefe de imprensa de Trump?

Defensora do atual presidente norte-americano, a cristã Kayleigh McEnany ocupa um dos cargos mais difíceis do governo: “Deus me colocou neste lugar com um propósito”,declarou

Kayleigh McEnany é o nome de um dos cargos mais difíceis do governo do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Além de ser defensora de Trump, ela também defende o amor ao país e o mais importante de tudo, seu relacionamento com Deus. Cristã, Kayleigh  afirma que seu cargo no governo faz parte de um propósito de Deus

“Acredito que Deus me colocou neste lugar para um propósito e por uma razão, como Ele faz com toda e qualquer vida. Estamos todos aqui por uma razão – disse ela em entrevista ao portal cristão CBN News.

A secretária terá a missão de apresentar, explicar e defender as decisões e políticas de Trump em meio aos ataques de uma mídia que tenta diariamente hostilizar o chefe de Estado dos EUA com notícias falsas e narrativas distorcidas.

Frequentemente em oração, McEnany revelou que estava nervosa e ansiosa antes de sua primeira coletiva no cargo, mas que após orar junto com sua família se sentiu confiante para a nova função.

– Eu estava extremamente nervosa e sentindo muita ansiedade. Liguei para minha mãe e, no viva-voz, minha família e todos nós oramos juntos e, de repente, respirei fundo e, depois dessas orações, segui em frente. Senti tanta força, entrei e conversei com o Presidente, e depois saí e fiz o trabalho que só poderia ser feito se Deus estivesse lá, me ajudando no caminho – relatou.

E foi justamente a fé que fez a nova secretária de Imprensa passar por um momento difícil no último ano, quando descobriu que a mãe e outras mulheres da família possuíam um gene com alta probabilidade para o câncer de mama, que também foi replicado nela.

– Era perto da véspera de Natal, e eu estava chorando porque recebi uma ligação do médico dizendo que eu tinha essa mutação genética. Eu não sabia o que fazer com a notícia – disse.

Após se casar, McElnany fez a mastectomia com apoio do esposo, Sean Gilmartin, e disse estar praticamente livre da possibilidade de ser afetada pela doença.

– Fiz uma mastectomia poupadora de mamilo e eles removeram o tecido mamário. Hoje posso dizer que nunca vou ter câncer de mama. Minhas chances são de 0,001% por causa dessa escolha – afirmou

Questionada se conseguiria defender o presidente Donald Trump, a jovem respondeu prontamente que encontra no atual chefe de Estado uma pessoa que defende a liberdade religiosa e que, por isso, tem a ousadia para defendê-lo.

– As pessoas são atacadas por sua fé, não apenas eu, mas homens e mulheres cristãos em todo o país. É lamentável, mas acho que encontramos uma voz real no Presidente Trump, que defende a liberdade religiosa, é a favor da vida e nos deu essa ousadia – completou.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se