Pr. Oliveira é homenageado pelo Governo

A Lei nº 10.697, que denomina o nome da unidade escolar de Pr. Oliveira de Araújo, foi decretada e sancionada pelo governador Paulo Hartung e publicada no Diário Oficial do Estado no dia 10 de julho

Escola Viva em Cobilândia, Vila Velha (ES), recebeu nome do pastor Oliveira de Araújo.

Para homenagear o Pastor Oliveira de Araújo, importante liderança religiosa para o Espírito Santo, o Centro Estadual de Ensino Fundamental e Médio em Tempo Integral – Escola Viva de Cobilândia, Vila Velha (ES), recebeu o nome de “Pastor Oliveira de Araújo”.

A Lei nº 10.697, que denomina o nome da unidade escolar, foi decretada e sancionada pelo governador Paulo Hartung e publicada no Diário Oficial do Estado no dia 10 de julho.
Ao longo de quase 30 anos de trabalho evangelístico, o pastor Oliveira, como era carinhosamente chamado, foi um exemplo de conduta ética, fé e respeito ao próximo.

Membro do Conselho Estadual de Ética, Pastor Oliveira exerceu importante papel no processo de reconstrução das instituições públicas do Estado no início dos anos 2000 e se dedicou intensamente à defesa de formação de novas lideranças. Combativo nas causas sociais e bom conselheiro, ele conquistou o respeito e a admiração de autoridades políticas e religiosas de diferentes correntes.

“Meu sentimento é de que a vida dele continua. Esta foi uma oportunidade de Deus, vindo do setor de educação é ainda mais gratificante, pois ele era um grande estudioso mesmo vindo de uma família muito humilde”, disse Alzira de Araújo, esposa do pastor.

Escola Viva

A Escola Viva Pastor Oliveira de Araújo iniciou as atividades neste ano, com a abertura de 640 vagas para estudantes do 9º ano do Ensino Fundamental e das 1ª, 2ª e 3ª séries do Ensino Médio, em Vila Velha, proporcionando um leque de oportunidades para os jovens capixabas.

A Escola Viva nasceu para ser uma escola de educação integral, com experiências educacionais amplas e profundas. Formar jovens capazes de realizar sonhos, competentes no que fazem e solidários com o mundo em que vivem. É com esses objetivos que o programa foi implantado e está sendo ampliado na rede pública estadual.

O programa já tem 17 unidades implantadas, distribuídas em 15 municípios: Afonso Cláudio, Cachoeiro de Itapemirim, Cariacica, Colatina, Ecoporanga, Guaçuí, Iúna, Linhares, Montanha, Muniz Freire, Pedro Canário, São Mateus, Serra, Vila Velha e Vitória.

Além da estrutura diferenciada e do currículo inovador, na Escola Viva os profissionais possuem dedicação integral e o tempo que o aluno permanece na escola é de 9 horas e 30 minutos. A carga horária é das 7h30 às 17 horas, sendo 1h20 minutos para o almoço e dois intervalos de 20 minutos para o lanche, ofertados dentro da escola.