26.7 C
Vitória
sexta-feira, 18 setembro 2020

A ética e a opção na orientação sexual

Leia também

Anvisa autoriza que Pfizer dobre número de voluntários em testes para vacina

O laboratório informou que vai expandir o número de participantes do estudo para a vacina, chegando a cerca de 44 mil participantes

Fumaça do Pantanal que chega a SP pode agravar casos de doenças respiratórias

Outra recomendação que Cardenuto indica é a de evitar aglomerações, uma medida que já deveria ser cumprida em função do novo coronavírus

Lava Jato denuncia Cabral e Bezerra por propinas em contratos do DER

Segundo a peça, registros contábeis apreendidos com o operador de Cabral na Calicute mostram que Maciste efetuou, entre 2011 e 2017

Duas citações que saíram no passado em jornais aqui em São Paulo indicam uma tentativa de buscar outros rumos para o estabelecimento do tema deste artigo.

A primeira foi a de um ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), que afirmou ser o órgão sexual “um plus, um bônus, um regalo da natureza. Não é um ônus, um peso, um estorvo, menos ainda a reprimenda dos deuses”.

Quando se fala que o órgão sexual é um plus da natureza, há consciente rejeição de fatos científicos consagrados, como a integralidade do corpo – o corpo é o que é. Nada é um plus da natureza, porque simplesmente tudo o que nosso corpo possui constitui a sua própria natureza. Dizer que o órgão sexual é um plus da natureza seria o mesmo que se sossegar diante da cegueira que seria facilmente justificável com a afirmação paralela de que os olhos são um plus da natureza. O mesmo sobre a fala, a audição. Além disso, ninguém justificaria o desejo de ficar com os olhos fechados o resto da vida, em silêncio ou mesmo colocando um tampão nos ouvidos afirmando que os órgãos destes sentidos sejam um plus da natureza. O que o ex-ministro do STF fez foi apenas um joguete inconsequente de palavras cientificamente insustentável.

A outra afirmativa veio de um defensor do neoconceito de orientação sexual e identidade de gênero como opções possíveis para cada um que queira rejeitar a natureza biológica corporal como indicativa da natureza sexual. O autor afirma que a identidade de gênero ou orientação sexual devem ser objeto de decisão de cada um sem a influência da sociedade, e que a heterossexualidade não é proveniente da orientação corporal, mas uma imposição da sociedade sobre a vontade pessoal. Como resultado, somos heterossexuais como vítimas compulsórias dessa imposição e seres inferiores.

Temos aqui um argumento (o do ministro do STF) corroborando a cultura como fonte de verdade e o outro argumento rejeitando a cultura [produzida pela sociedade] nesse papel, mas este último acaba sendo vítima de sua própria hipótese, pois se, de um lado, rejeita a pressão da cultura sobre a busca da identidade de gênero e orientação sexual, acaba sendo fruto da própria semeadura do imperativo da cultura sobre as opiniões, pois na verdade o articulista nada mais faz do que buscar comprovação do que é culturalmente hoje disseminado.

Além disso, essas duas hipóteses são fruto do imperativo da autonomia humana semeada pela chamada pós-modernidade (hipermodernidade), que elimina qualquer princípio ético que possa ser aceito como universal de modo a sustentar a sobrevivência de todos por meio de valores éticos mínimos. Assim, vivemos num mundo em que cada um faz o que quer e o pior, o que seu coração e seus impulsos irresistivelmente ordenam. O resultado disso já é perceptível ao observarmos a banalização da sexualidade que acaba sendo reduzida à mera satisfação de impulsos imediatistas e deixa de ser parte constituinte de relacionamento histórico e íntimo durável. A sexualidade se banalizou. O mesmo pode-se dizer a respeito do aumento da violência e de sua sofisticação. Esses dois exemplos indicam o imperativo da vontade própria e autônoma em busca da satisfação pessoal imediata, custe o que custar.

Se o uso desses estratagemas continuarem, logo teremos a defesa da pedofilia, da poligamia, do homicídio. Onde vamos parar? Qual será o limite?

Lourenço Stélio Rega é teólogo, eticista e educador. Diretor da faculdade Teológica Batista de São Paulo. Mestre em Teologia e em Educação e doutor em Ciências da Religião 

 

 

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Como descobrir qual o propósito de Deus pra mim?

"Aquilo que ocupa a maior parte de nosso tempo, mesmo sem termos exata noção, é o propósito que estamos construindo." O tema é muito pertinente,...

Copom corta Selic de 3,00% para 2,25% ao ano, em decisão unânime

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central decidiu, por unanimidade, reduzir a Selic (a taxa básica da economia) em 0,75 ponto porcentual, de 3,00% para 2,25% ao ano

China vive desafios comerciais sem precedentes, diz ministro do Comércio

Nos quatro meses iniciais de 2020, as exportações chinesas caíram 9% em comparação com um ano antes, enquanto importações recuaram 5,9%, de acordo com dados divulgados na semana passada

Recuperação de crédito no País sobe 1,1% em abril, aponta Boa Vista

No acumulado em 12 meses finalizados em abril houve declínio de 0,8% e de 0,1% no ano até abril

Vida devocional: A ginástica espiritual

Um exercício indispensável para crescermos fortes e sadios espiritualmente é o devocional diário. Por relaxamento ou desconhecimento de sua importância, ter tempo para Deus...

O que Deus quer de mim?

Todos nós temos um chamado de Deus, uma missão. Como saber o que Ele separou, como tarefa para você em Sua obra? Uma das decisões...

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

Live solidária: artistas em favor da Igreja Perseguida

Denominado de "Seja um com eles", a live solidária é um grito de ajuda a igreja perseguida. Paulo César Baruk, Rebeca Nemer, Eyshila, André Aquino são alguns dos convidados. Saiba mais!

Arte da Graça em casa; Conscientização do setembro amarelo

Em formato online, o evento une shows e workshops incentivando a tolerância, paz e música. Saiba mais!

Aquecimento Sepal 2020, com Edméia Williams e Rodrigo Gomes

Transmissão acontecerá nesta segunda-feira, 14 de setembro, às 19 horas. Saiba como participar!

Encontro nacional Renas: “Ser criança em tempos de incerteza”

É a 13ª edição do Encontro Nacional da Rede Evangélica Nacional de Ação Social (Renas). Evento, que acontece em outubro, será online. Saiba mais!
- Publicidade -

Plugue-se

Kemuel e Priscilla Alcântara conquistam Platina Triplo

Platina Triplo é uma certificação pelo grande alcance que as canções dos artistas tiveram nas plataformas digitais de música Nesta quinta-feira, 17, Kemuel e Priscilla...

Ajude um cego a ler a Bíblia e ter a vida transformada

A iniciativa quer distribuir a Bíblia para cegos em todo o Brasil e promover a acessibilidade para pessoas com deficiência visual. Saiba mais!

Amanda Loyola, floresce uma potência vocal do gospel

Artista capixaba, que ficou conhecida ao participar do quadro Jovens Talentos, do Programa Raul Gil, já lançou três canções pela Sony.

Brasil está lendo menos, mas a Bíblia ainda é o livro preferido

Apesar dos leitores brasileiros estarem lendo menos, pesquisa "Retratos da leitura" apontou que a Bíblia continua sendo o livro preferido dos brasileiros. Saiba mais!