31.9 C
Vitória
domingo, 28 novembro 2021

Manaus, a capital brasileira a beira do colapso

Por conta do aumento das mortes de covid-19, Manaus vive colapso com hospitais sem oxigênio, doentes levados a outros estados e cemitérios sem vagas. Governo do Amazonas decretou toque de recolher na capital

Manaus, capital do Amazonas, vive uma crise sem precedentes com o avanço dos casos de Covid-19. Está a beira do colapso! Com internações batendo recordes, unidades de saúde ficaram sem oxigênio. O estado está sendo obrigado a enviar pacientes para outros estados.

Os cemitérios também estão lotados, tiveram o horário de funcionamento ampliado e instalaram câmaras frigoríficas. Para frear o vírus, o governo decidiu proibir a circulação de pessoas entre 19h e 6h em Manaus.

A situação dramática que vivem os hospitais da cidade em virtude do aumento de casos de covid-19 é relatada por moradores e até mesmo profissionais de saúde.

“Acabou o oxigênio de toda uma unidade de saúde. Tem muita gente morrendo! Pelo amor de Deus!”. Foi o clamor da psicóloga Thalita Rocha em um vídeo, gravado em frente ao SPA (Serviços de Pronto Atendimento) de Redenção, em Manaus.

“O que eu vivi hoje nem nos meus piores pesadelos eu pensei que poderia acontecer. Não ter como assistir paciente, não ter palavras para acalentar um familiar. Isso é uma coisa que vai ficar uma cicatriz eterna nos nossos corações”, declarou a médica residente Gabriela Oliveira, do Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV).

oxigênio_Manaus
Crise de abastecimento de oxigênio em Manaus. Reprodução/Junio Matos |A crítica

Toque de recolher

Por conta da gravidade da situação, o governador Wilson Lima anunciou, nesta quinta-feira (14), um decreto que proíbe a circulação de pessoas em Manaus entre 19h e 6h. Todas as atividades, exceto serviços essenciais para a vida, também estarão proibidos de abrir.

A medida deve valer a partir da publicação do decreto, prevista ainda para esta quinta. Entre as medidas, estão a suspensão do transporte coletivo de passageiros entre rodovias e rios do estado, fechamento de todas as atividades e circulação de pessoas entre 19h e 6h. Só pode sair de casa quem trabalha em áreas estratégicas: saúde, segurança pública, imprensa.

Cemitérios lotados

Manaus registrou 198 enterros nesta quarta e bateu recorde de sepultamentos diários pelo quarto dia consecutivo. Desse total, 87 enterros tiveram a causa declarada como Covid-19. Com aumento da demanda, a Prefeitura de Manaus ampliou horário do funcionamento dos cemitérios até as 18h.

Veja vídeo de moradores relatando o colapso

*Com informações de R7 e G1

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se