As melhorias da Nova Almeida Atualizada

Foto: Jackson Gonçalves

Apresentada em Vitória (ES) a nova edição de uma das traduções mais lidas do país. Fruto de quatro anos de trabalho com a colaboração de diversas igrejas cristãs.

Uma Bíblia com uma linguagem atual e simples e adaptada ao português moderno. Muitas são as melhorias da Nova Almeida Atualizada (NAA), apresentada nesta terça-feira (10) no Espírito Santo. A capital do Estado recebeu uma comitiva da Sociedade Bíblica do Brasil para apresentação do trabalho, que contou com a presença de pastores e líderes ministeriais.

Até o final do ano, várias cidades do Brasil irão conhecer a Nova Almeida Atualizada através de representantes da SBB. Em cada visita, é realizado uma palestra específica apresentando o formato e os detalhes da versão. Os eventos organizados pela Sociedade Bíblica marcam as comemorações dos 70 anos da SBB e o Ano da Bíblia no Brasil.

Além de Vitória (ES), agora em abril, as apresentações acontecerão também no Rio de Janeiro (RJ), Engenheiro Coelho (SP), Poços de Caldas (MG), Recife (PE) e Natal (RN).

Bíblia
Vilson Scholz – consultor de Tradução da SBB

A Nova Almeida Atualizada foi lançada em novembro do ano passado. A Almeida é uma das traduções mais lidas do país. A nova edição é fruto de quatro anos de trabalho e tem a colaboração de diversas igrejas cristãs. A revisão segue a recomendação das Sociedades Bíblicas Unidas (SBU), que orienta que elas aconteçam a cada 25 anos.

Uma das mudanças, por exemplo, foi a substituição de palavras que exigiam consulta ao dicionário por palavras mais comuns no dia a dia.  Tem um texto clássico numa linguagem atual.

Paulo Teixeira,  secretário de Tradução e Publicações da Sociedade Bíblica do Brasil (SBB); e Vilson Scholz, consultor de Tradução da Sociedade Bíblica do Brasil, participaram do processo de estruturação desta N’AA. Eles concederam entrevista exclusiva à Comunhão.


Confira a Entrevista

Paulo Teixeira 

1) Quais as principais melhorias da nova versão em relação à anterior?
A Nova Almeida Atualizada tem um linguagem mais atual sem abrir mão do vocabulário e sintaxe eruditos, riqueza de estilos literários, além de legibilidade e sonoridade. Todos esses predicados, tão apreciados pelo leitor de Almeida, continuam presentes na Nova Almeida Atualizada. Além disso, seu texto é ideal para uso na igreja, para ler em voz alta, bem como para leitura, memorização e estudo pessoal. Podemos destacar algumas das principais mudanças como: termos que antes exigiam consulta ao dicionário foram substituídos sem perda de significado, a segunda pessoa (“tú” e “vós”) foi mudada para “você” e “vocês”, com exceção em orações e nos Salmos. Nosso maior desafio foi melhorar algo que já é excelente, fazendo com que o leitor se identificasse com a nova tradução. Um texto conhecido, mas, agora, de maior entendimento.

2) Os parâmetros de apresentação gráfica têm mudado bastante no mercado de comunicação. Essa preocupação fez parte do processo de atualização?
Sim, pensamos nestes parâmetros no momento da tradução. A adoção de uma tipologia mais legível, uma diagramação mais arejada, os salmos apresentados em uma única coluna, para valorizar o paralelismo da poesia hebraica e a organização dos conteúdos em parágrafos para facilitar as unidades de pensamento são alguns dos exemplos da preocupações que tivemos com as apresentações gráficas.

3) Sem acesso aos manuscritos originais e após passar por tantas traduções e adequações, como apontar provas da veracidade da mensagem que hoje seguimos?

Nós temos acessos aos manuscritos, por meio das cópias, algumas delas, muito próximas ao tempo em que os originais foram escritos. Esses manuscritos ficam localizados na Biblioteca Hebraica, em Jerusalém e no Museu do Livro, por exemplo. No Brasil, nós temos facsímiles. As cópias desses manuscritos estão todos colecionados, comparados e as suas análises, que são realizadas com muita seriedade, aparecem nos aparatos críticos de cada uma das edições acadêmicas das línguas originais publicadas pela Sociedade Bíblica do Brasil.

Vilson Scholz
Quais os parâmetros que ficaram determinados para essa atualização? Como decidir o que precisa ser “formal ou literal sempre que possível e dinâmico sempre que necessário”?

Os parâmetros foram determinados em conjunto com as lideranças da igreja. Mas alguns procedimentos foram adotados à medida que avançava a revisão. Quanto ao princípio do “literal sempre que possível”, é de uso comum no campo da tradução bíblica.

A nova versão já está disponível também no aplicativo Bíblia Plus, desenvolvido pelas Sociedades Bíblicas Unidas – aliança da qual a SBB faz parte?
Sim, a revisão foi lançada simultaneamente em papel e nos aplicativos.
Apesar de sua importância indiscutível, a Bíblia ainda é subutilizada pela população ao redor do mundo, mesmo por aqueles que possuem o livro sagrado em casa?
Isto é verdade. A triste realidade é que um terço da população mundial é analfabeta ou funcionalmente analfabeta (sabem ler, mas não leem). Por isso é importante colocar o texto em outros meios, como, por exemplo, o áudio.
Há alguma versão que o senhor discorda? Por quê?
Há traduções que são feitas por grupos com vistas a favorecer o ponto de vista daquele grupo. Estas são traduções “engajadas”, que resultam da distorção do sentido do texto original. Traduções feitas por uma denominação correm este risco. Assim, as melhores traduções são as que são feitas por equipes interdenominacionais, isto é, envolvendo tradutores (revisores) de diferentes denominações. Nas Sociedades Bíblicas, este é um procedimento padrão.
Tem alguma categoria de Bíblia que tem conquistado mais o público, com aumento maior nas vendagens?
Percebe-se que hoje as traduções da Bíblia que mais agradam são as que são relevantes, no sentido de comunicarem de forma mais direta, sem exigir um esforço muito grande do leitor. Nestes tempos agitados, poucos se dispõem a consultar um dicionário de minuto em minuto. Por isso, traduções mais simples são as que mais crescem em distribuição.

Apresentações da NAA

Rio de Janeiro
Data: 12 de abril de 2018
Horário: às 8h45
Local: Seminário Teológico Betel
Endereço: Av. Mal. Rondon, 1.020, Rocha, Rio de Janeiro – RJ
Palestrante: Vilson Scholz

Engenheiro Coelho (SP)
Data: 18 de abril de 2018
Horário: 
às 9h- e às 19h-
Local: Unasp –  Centro Universitário Adventista de São Paulo
Endereço: Estrada Municipal Pastor Walter Boger, s/nº,  Lagoa Bonita, Engenheiro Coelho – SP
Palestrante: Erní Seibert

Confira aqui a galeria de fotos em Vitória (ES)


Leia também

Lançada tradução bíblica Nova Almeida atualizada

Aproveite as promoções especiais na Loja da Comunhão!