20.6 C
Vitória
sexta-feira, 7 agosto, 2020

A urgência da igreja salgar e iluminar a sociedade

Leia também

Comércio demite 2,137 milhões de trabalhadores no trimestre encerrado em junho

Com muitos trabalhadores fora da força em função da pandemia, número de pessoas ocupadas no Brasil teve redução recorde de 9,6% no período

Américas continuam a ser epicentro da pandemia da covid-19

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom, insistiu na necessidade de adoção das medidas já conhecidas para controlar os contágios de covid-19

Embaixada brasileira foi atingida por explosões em Beirute

Apesar da destruição, o governo brasileiro informou que o impacto não causou danos estruturais ao prédio da embaixada brasileira Por Renata Tranches (AE) O Ministério das...

Certamente uma das melhores formas de a igreja salgar e iluminar é trabalhar mecanismos de prevenção e combate entre seus potenciais agressores: os homens

O jornal A Gazeta (datado de 13.06.2020) noticiou o covarde espancamento até a morte, pelo marido, de uma jovem de 25 anos, chamada Celina Conceição Brás, no município de Cariacica, ES. Vizinhos ouviram os gritos da moça pedindo por socorro, mas não chamaram a polícia. Limitaram-se a enviar áudios para o proprietário da casa durante à noite, que só foram ouvidos na manhã seguinte, quando o telefone foi ligado, sendo possível escutar os gritos de terror da moça, momentos antes de sua morte.

Quem chorará a morte de Celina?

Quem começará uma marcha, de proporções mundiais, ao exemplo do que foi feito com o afro-americano George Floyd, por todas as Celinas, Marias, Anas, Filomenas e tantas outras violentadas, espancadas, assassinadas todos os dias no Brasil ou em algum lugar do planeta?

No episódio de Floyd – que foi deitado de bruços e teve seu pescoço sufocado durante 8m e 46s por um policial de Minneapolis –, aprendemos que não somente a vida dos negros importam, mas todas as vidas importam!

Em janeiro de 2019, porém, a BandNews já noticiava que o Brasil ocupara o 5º lugar no ranking mundial de violência contra a mulher. Sabemos que com a pandemia essa estatística aumentou assustadoramente. Só em São Paulo, segundo Agência Brasil, aumentou 44,9%.

O secretário geral da Organização das Nações Unidas (ONU) lembra que “para muitas mulheres e meninas, a ameaça parece maior onde deveriam estar mais seguras: em suas próprias casas.”[1]

Essa combinação de tensões econômicas e sociais provocadas pela pandemia, bem como as restrições ao movimento, aumentaram dramaticamente o número de mulheres e meninas que enfrentam violência e abusos em quase todos os países.

Assim como Floyd sinalizou por várias vezes durante o tempo final de sua vida: não há como respirar… igualmente, sendo mulher ou se tendo uma filha mulher, no contexto que vivemos: não há como respirar

É certo que a violência doméstica pode ter muitas causas, como o ciúmes, a infidelidade conjugal mútua, o desemprego, a falta de diálogo, a falta de recursos financeiros, o consumo de bebidas alcóolicas, o agressor (como se percebe em muitos casos), possivelmente, ter sido criado em um lar violento, etc.

Mas há uma causa que é bíblica e não podemos nos furtar a ela. Efésios 5. 21, após nos remeter a importância da sujeição mútua nos relacionamentos, introduz o tema do lar cristão no qual é admoestado aos maridos (vs. 25 em diante) que amem suas mulheres como também Cristo amou a igreja e a si mesmo se entregou por ela.

Quem ama e se entrega não humilha ou degrada!

Ato contínuo, o Apóstolo Paulo no vs. 28, reporta que os maridos devem amar a sua mulher como ao seu próprio corpo. Quem ama a esposa, a si mesmo se ama. No vs. 29 é enfatizado: “porque ninguém jamais odiou a própria carne, antes a alimenta e dela cuida, como também Cristo o faz com a igreja”.

Nestes versos, temos de modo muito claro a exortação ao 2º mandamento, ensino de Jesus: Amarás a teu próximo como a ti mesmo! Logo:

Marido que ama a si próprio, ama sua esposa. Marido que agride esposa não possui amor próprio!

Na relação de Jesus com a igreja aprendemos que a noiva é amada e cuidada, justamente, para ser apresentada de modo glorioso, sem mácula, ruga, nem coisa semelhante… que dirá hematomas – no corpo ou alma.

Certamente uma das melhores formas de a igreja salgar e iluminar é trabalhar mecanismos de prevenção e combate entre seus potenciais agressores: os homens. E, inclusive, envolvê-los na luta contra a violência doméstica, a exemplo do que é feito no movimento He for She[2].

Há uma necessidade urgente do tema ser tratado no meio eclesiástico possibilitando que o lar volte a ser um local seguro para suas mulheres, sejam esposas, sejam filhas. A igreja precisa se levantar com Graça e Verdade, promovendo diálogo justo e imparcial, impactando a sociedade e dando voz às suas vítimas.

“Please I can’t breathe…”

Que Deus gere inconformismo em nosso meio quanto à situação, pois todas as vidas importam, igualmente, a de mulheres. Deus nos guarde.

Débora Fonseca e Cunha Coordena a Missão Luz na Noite desde 2001 e atua no aconselhamento cristão na área da sexualidade humana há mais de 20 anos; formada em Direito e Psicologia; é autora dos livros Uma Fera em Busca de Sentido e Aconselhamento Cristãos em Luta com a Homossexualidade. Em produção, sua terceira obra voltada às temáticas sexuais, agora, dependência e codependência emocional.

- Continua após a publicidade -

Comunhão Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

Semana de lives da Consciência Cristã 2021; Confira as datas!

O tema das lives, que acontece de hoje, 3, até sábado, 8, é "Feitos à imagem de Deus", que será a abordagem do Consciência Cristã 2021

Helena Tannure e Alda Célia no Congresso Vitoriosas

É a terceira edição do evento, que é voltado para mulheres. O tema do Congresso Vitoriosas 2020 será Transformadas. Saiba mais! 

Lagoinha abre curso Linhas de ensino; Saiba mais!

As aulas das turmas do primeiro módulo do Curso Linha de ensino se iniciam a partir de 17 de agosto. Saiba mais!

Fórum literário: O absurdo, a esperança e mais além

Realizado desde 2016, o Fórum literário é um curso para peregrinar nos caminhos da arte e da fé cristã. Evento, que será online, começa hoje, 27. Saiba mais aqui! 

Plugue-se

“Recuperando a esperança” e fortalecendo a fé

Baseado em milhares de histórias verdadeiras, "Recuperando a esperança" é um forte lembrete de nunca é tarde demais para mudar e se transformar

Justin Bieber e esposa batizados: “momento especial”

Justin Bieber e esposa foram batizados e publicaram fotos do momento nas redes sociais

Doses diárias de sabedoria com devocional de Provérbios

O devocional de provérbios é um lançamento da gravadora Nova Fase, apresentado pelo pastor Alirio Misael

Mari Borges passa a integrar o time de artistas da Musile

Cantora mineira, que tem 11 anos de carreira, vem crescendo nas plataformas. Seu canal no Youtube ultrapassa os 600 mil inscritos