24.1 C
Vitória
terça-feira, 18 maio 2021

Pastores enfrentam fome durante a quarentena na Índia

Por conta da quarentena, provocada pela covid-19, muitos não podem trabalhar. E as Igrejas são procuradas pelos membros mais pobres, já que muitos relatam fome

Boa parte do mundo está parado por causa da pandemia da COVID-19, e uma das medidas mais implantadas para conter o alastramento do Coronavírus é a quarentena. Na Índia, a população está proibida de andar pelas ruas e trabalhar. Mas essas decisões têm afetado aqueles que precisam trabalhar diariamente para ter o que comer. Muitos passam fome.

A Portas Abertas recebeu pedidos de socorro de vários pastores cristãos indianos. Eles não podem abrir as igrejas e continuar com os discipulados dos cristãos por conta das medidas.

Relatos de pobreza

Dhiraj (nome alterado por segurança) é um dos líderes que está à frente de uma igreja em uma favela de uma grande cidade indiana. Ele não recebe mais as ofertas, nos valores entre US$ 2,50 e US$ 0,50, para cobrir as despesas semanais.

“Estamos presos e não há mais ofertas. Não posso ir a lugar nenhum e não encontro outro trabalho. Estou pedindo ajuda para vocês”, testemunha. O parceiro da Portas Abertas, Rahul, confirma que há muitas congregações pobres no país.

“A maioria dos membros da igreja são assalariados diários e nenhum trabalho para o dia significa comida para o dia. As famílias dos pastores estão sofrendo mais. Temos um plano para alcançar aqueles que estão realmente morrendo de fome”, explicou.

Outras histórias

Outra história ouvida foi a de Jai* (nome fictício), que estava bem até que foi impedido de visitar os membros e agora faz parte de um grupo de 30 pastores que está morrendo de fome por causa do bloqueio.

Tara (nome fictício) também clama por ajuda. “Não temos o suficiente para alimentar nossos filhos. Não posso vê-los morrer de fome e não podemos ir para nossos pais. Por favor, faça algo para apoiar o corpo de Cristo”.

“As igrejas locais estão sendo procuradas por cristãos que já não sabem mais o que fazer para conseguir os alimentos diários. Somos capazes de ajudá-los espiritualmente, enviando mensagens e a palavra de Deus através das mídias sociais, como WhatsApp e Facebook. Mas não somos capazes de satisfazer as necessidades físicas e psíquicas. Podemos pedir a sua organização que ajude a fornecer comida para as pessoas pobres da igreja?”, questionou um irmão indiano.

*Com informações de Portas Abertas

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se