back to top
23.9 C
Vitória
sábado, 22 junho 2024

Obesidade: doença afeta mais da metade dos adultos no Brasil

Foto: Reprodução

No Dia Mundial da Obesidade, especialista chama atenção para os diversos fatores relacionados à patologia e recomenda avaliação médica alinhada a exames laboratoriais

Por Patricia Scott

A data 4 de março chama a atenção para o Dia Mundial da Obesidade. Mais de 1 bilhão de pessoas são portadoras dessa doença crônica, sendo 650 milhões de adultos, 340 milhões de adolescentes e 39 milhões de crianças, conforme dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). No Brasil, segundo projeções dos pesquisadores da Fundação Getúlio Vargas, a evolução da patologia é uma realidade e, caso a doença permaneça com a taxa de crescimento atual, em 2030 atingirá 24,5% da população.

Assim, a doença é uma preocupação global. Somente no Brasil, mais da metade dos adultos (60,3%) apresentam excesso de peso. Isso representa 96 milhões de pessoas. Cabe destacar que as mulheres são as mais afetadas, 62,6%, enquanto os homens somam 57,5%, de acordo com informações da Pesquisa Nacional de Saúde.

Segundo a especialista em emagrecimento saudável Elaine Dias JK, que é PhD em endocrinologia pela USP, a obesidade é uma doença crônica, multifatorial e complexa. Existem diversos fatores relacionados ao sobrepeso e, por isso, é fundamental que o paciente faça uma avaliação médica, embasada em exames laboratoriais.

- Continua após a publicidade -

“A obesidade é uma patologia e, infelizmente, a maioria das pessoas sofrem não somente por conta das demais doenças que ela pode acarretar, mas também por conta do preconceito, especialmente as mulheres”, destacada, acrescentando que há “muitos pacientes que recorrem ao médico, porque passaram por situações humilhantes no trabalho, na academia, dentro de casa, na loja de roupas e até em consultórios. O que está diretamente relacionado à falta de informação e conscientização da população”.

A endocrinologista enfatiza também que, além da genética, estão a ansiedade e a compulsão alimentar entre os principais gatilhos para gordura excedente no organismo. “Nas minhas consultas, trabalho muito a necessidade de qualidade de vida e autoaceitação com meus pacientes. Foi assim que percebi a importância de aliar tratamentos endocrinológicos com acompanhamento nutricional, psicológico e tecnologias que proporcionam bem-estar. O importante não é o quanto se pesa ou se emagrece, mas como o paciente se sente e os impactos na sua saúde”, detalha Elaine.

A obesidade reflete na maioria dos sistemas do corpo, diz a médica: coração, fígado, rins, articulações e sistema reprodutivo. “Ela é capaz de provocar uma série de doenças crônicas não transmissíveis (DCNTs), como diabetes tipo 2, doenças cardiovasculares, hipertensão, acidente vascular cerebral e várias formas de câncer, bem como problemas de saúde mental”, explica a Dra. Elaine.

Emagrecimento saudável

“O Dia Mundial da Obesidade é crucial para que seja ressaltada a questão de saúde pública, com um olhar renovado e informativo. Em vez de focar apenas nas informações convencionais, precisamos explorar algumas abordagens menos conhecidas, que podem fazer uma grande diferença no tratamento e prevenção da doença”, analisa a nutricionista Paola Abreu, especialista em emagrecimento.

A nutricionista observa o que deve ser evitado no tratamento da obesidade: dietas extremamente restritivas; pular refeições; consumo excessivo de alimentos ultraprocessados e sedentarismo. “A abordagem médica e nutricional é essencial no tratamento e prevenção da obesidade e do sobrepeso. Somente médicos e nutricionistas são capacitados para fornecer orientação personalizada que garanta segurança e eficácia das estratégias adotadas”, orienta Paola, frisando que a dieta equilibrada desempenha um papel fundamental no controle do peso.

É importante frisar que, recentemente, o pastor Luciano Subirá lançou o livro “O Cuidado do Corpo”, pela Mundo Cristão. Na obra, ele propõe uma revolução no estilo de vida com a redefinição de valores e crenças.  

Prevenção e tratamento: 5 alimentos destacados pela nutricionista 

– Vegetais de folhas verdes: ricos em fibras e nutrientes essenciais, promovem a saciedade e mantêm um peso saudável

– Proteínas magras: carne magra, peixe, ovos e leguminosas são fontes de proteínas magras que ajudam na construção muscular e na queima de gordura

– Frutas frescas: com baixo teor de calorias e alto teor de fibras, elas são uma opção saudável para satisfazer os desejos de doces sem comprometer a dieta

– Grãos integrais: substituir grãos refinados por grãos integrais ajuda a manter os níveis de açúcar no sangue estáveis e a promover a sensação de saciedade

– Gorduras saudáveis: abacate, nozes, sementes e azeite de oliva são fontes de gorduras saudáveis que podem ajudar no controle do peso quando consumidas com moderação

 

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Publicidade

Comunhão Digital

Publicidade

Fique por dentro

RÁDIO COMUNHÃO

VIDA E FAMÍLIA

- Publicidade -