back to top
26.9 C
Vitória
domingo, 16 junho 2024

Dízimo: novos dados sobre as percepções dos 10%

Foto: Reprodução

Quais são exatamente os pontos de vista predominantes dos cristãos sobre questões de mordomia e generosidade? E como a igreja local os está moldando?

Por Lilia Barros

Embora os pastores de hoje observem o dízimo como sendo central tanto para o financiamento de suas igrejas quanto para sua prática de generosidade, novos dados descobertos em Revisitando o dízimo e a oferta – o último lançamento da série O estado de generosidade, produzido em parceria com Generis e Gloo – sugerem que o dízimo tradicional não é amplamente compreendido ou praticado hoje.

Dois em cada cinco cristãos praticantes dão pelo menos 10% de sua renda anual como dízimo. Quando se trata de generosidade dentro da igreja local, apenas 21 por cento dos cristãos determinam que sua igreja dê 10 por cento ou mais de sua renda. Normalmente, suas doações variam (37%), enquanto um quarto (25%) não doa nada para sua igreja.

Os cristãos praticantes são muito mais propensos a definir suas doações em pelo menos 10% do dízimo habitual (42%), embora isso signifique que a maioria dos cristãos praticantes ainda está doando em quantias menores ou menos previsíveis. Não é só que o dízimo nem sempre é intencionalmente separado; o dízimo também não é bem compreendido pelos adultos americanos ou mesmo pelos cristãos em particular (e, podemos presumir, não é bem ensinado nas igrejas).

- Continua após a publicidade -

43% dos cristãos dizem que sabem o que significa o termo “dízimo”

Quando adultos americanos são questionados se estão familiarizados com o termo “dízimo”, cerca de dois em cada cinco (39%) indicam que estão familiarizados e são capazes de fornecer uma definição. A mesma porcentagem (39%), no entanto, indica que eles não estão familiarizados com o termo, e um quinto (22%) diz que está familiarizado com a palavra, mas não consegue se lembrar de seu significado.

Surpreendentemente, entre os cristãos (43%) e mesmo especificamente entre os doadores de igrejas (44%), menos da metade pode dizer com certeza o que é o dízimo. Os cristãos praticantes têm uma consciência muito mais forte do dízimo (59% sabem o que significa, 18% estão familiarizados), embora pouco mais de um em cada cinco desses frequentadores fiéis (22%) não reconheça o termo.

Em comparação com suas congregações, quase todos os pastores (99%) estão familiarizados com o conceito de dízimo e seu significado. É impressionante que esta esmagadora maioria dos líderes da igreja não esteja transmitindo seu conhecimento sobre o dízimo aos que estão em seus bancos.

Poderia ser porque os pastores não chegaram a um consenso sobre as especificidades ou expectativas das doações da igreja? Embora os pastores muitas vezes não considerem as doações que ocorrem fora da igreja como um dízimo (apenas 27% o fazem), eles tendem a dizer que o dízimo da igreja não precisa ser exclusivamente financeiro (70% contra 30% dos pastores que veem o dízimo estritamente como doação financeira).

Quando questionados sobre quanto suas congregações deveriam doar para a igreja, um em cada três pastores (33%) é a favor do tradicional dízimo de 10% – mas um em cada cinco acha que os congregados deveriam dar o suficiente para serem considerados sacrifícios (21%) ou tanto quanto eles estão dispostos (20%).

Os líderes da igreja e os cristãos podem se perguntar se importa se o dízimo sai do padrão. Afinal, as doações para a igreja não devem ser reduzidas a uma equação, e a generosidade sincera e reverente pode ser realizada com ou sem conhecimento profundo do dízimo.

Ainda assim, como uma ideia bíblica fundamental de mordomia cristã se torna um conceito nebuloso, levanta questões apropriadamente – sobre como os ministérios modernos abordam o financiamento e os recursos e, mais importante, sobre a cultura mais ampla de generosidade que está sendo cultivada entre os cristãos. 

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Publicidade

Comunhão Digital

Publicidade

Fique por dentro

RÁDIO COMUNHÃO

VIDA E FAMÍLIA

- Publicidade -