21.2 C
Vitória
quinta-feira, 4 junho, 2020

Estudo aponta que 77% das startups brasileiras devem retomar o faturamento em até seis meses

- Continua após a publicidade -

Mais lidas

Comissão Europeia avança para disponibilizar € 11,5 bi para recuperação da crise

A Comissão Europeia aprovou nesta quarta-feira, 3, modificações em seu orçamento para 2020 para disponibilizar 11,5 bilhões de euros para a recuperação econômica já em 2020.

Vacina contra covid-19 desenvolvida em Oxford será testada no Brasil

A vacina contra a covid-19 que está sendo desenvolvida na Universidade de Oxford, no Reino Unido, será testada também no Brasil, conforme publicação no Diário Oficial da União.

CPI identifica 2 milhões de anúncios do governo em sites de ‘conteúdo inadequado’

Relatório produzido pela CPI das Fake News mostra que o governo federal investiu dinheiro público para vincular 2 milhões de anúncios publicitários em canais que apresentam "conteúdo inadequado".

Bolsonaro formaliza general Eduardo Pazuello como ministro interino da Saúde

O presidente Jair Bolsonaro formalizou no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira (3) o nome do general Eduardo Pazuello para exercer, interinamente, o cargo de ministro de Estado da Saúde.

Ainda dentre os resultados, destaca-se que 75% das startups não demitiram funcionários no período da pandemia e a média de confiança de retomada é de 8,4

(AE) – O estudo divulgado no início de maio pela Liga Insights, braço de conteúdo da Liga Ventures, em parceria com o iDEXO, frente de inovação aberta da TOTVS, e com o InovAtiva, revela que 77% das startups brasileiras estão confiantes que retomarão seus faturamentos em até seis meses, Ao todo, foram entrevistados 234 fundadores e diretores de startups para entender os desafios e impactos encarados pelas startups brasileiras neste momento. Ainda dentre os resultados, destaca-se que 75% das startups não demitiram funcionários no período da pandemia e a média de confiança de retomada é de 8,4.

‘Vivemos um cenário desafiador em que as startups foram obrigadas a repensar estratégias, tomar decisões rápidas e adaptar seus negócios para uma nova realidade. O COVID-19 colocou a inovação à prova e, ao mesmo tempo, a tornou ainda mais necessária. Fizemos esse levantamento para entender melhor o cenário e apoiar o ecossistema nos próximos passos’, comenta Vítor Andrade, diretor geral do iDEXO, frente de inovação aberta da TOTVS que gera negócios entre startups e pequenas e médias empresas brasileiras   

Impacto do isolamento

A recomendação de isolamento social, iniciada em março de 2020, impactou diretamente o nível de atividade de alguns setores da economia. Segundo o estudo, mais de 40% das startups sofreram reduções maiores que 30% na receita mensal, destacando os setores de RH, Comércio/Varejo e Educacional. Embora o segmento de varejo tenha sido um dos mais impactados neste primeiro momento, é um dos que vê maior perspectiva de aumento do número de clientes, devido a mudança do hábito de consumo que passa a ser remoto por conta do isolamento. Isso gera a oportunidade para digitalização dos players, que encontram nas plataformas online a saída para enfrentar a crise

‘Em uma visão geral, todas as startups sentiram reflexos nas receitas e foram obrigadas a revisar a estrutura de custos. Embora para a maior parte delas o número de clientes tenha se mantido, o impacto na receita mensal representou uma redução de 50% ou mais. Quando analisamos o runway, termo em inglês que designa quanto tempo a startup pode permanecer em operação, considerando o valor disponível em caixa e as despesas mensais, um terço das startups encontra-se em situação de mais urgência, com caixa disponível para até três meses’, comenta Raphael Augusto, diretor de inteligência de mercado da LIGA Ventures.

A fim de prolongar esse valor de caixa e aumentar o fôlego de vida do negócio, o foco tem sido a redução ou cortes de gastos sempre que possível, como por exemplo os custos com escritório, já que o home office se tornou a forma mais eficiente de trabalho durante esse período e, muito provavelmente, no cenário pós-pandemia também. Entre outras medidas adotadas, prazos e contratos acabam sendo renegociados com fornecedores e, em alguns casos, suspensos temporariamente. Em paralelo, o investimento em marketing também sofreu queda, como reflexo das vendas desaquecidas e da paralisação do mercado como um todo.

Já em termos de financiamento, as medidas de crédito ainda não emplacaram como uma alternativa, seja pelas dificuldades dos processos e até mesmo pelas taxas não atrativas ou condizentes com a realidade e perspectivas destes negócios. Mesmo tendo enfrentado significativas reduções de receita, a maioria das startups têm optado por manterem seus colaboradores e evitarem as demissões. O levantamento mostra que um quarto das startups fez cortes ou reduções de jornada neste primeiro mês, enquanto 75% dos entrevistados declararam que estão mantendo ou, até mesmo, aumentando os times. Em alguns casos, a redução da jornada de trabalho se mostra como uma alternativa à demissão e reflete na confiança em uma retomada do mercado em seis meses, para a maioria.

Quando o tema é o futuro próximo, visando a normalidade do setor econômico, 42% entendem que isso deve ocorrer em até três meses. Entretanto, assumindo que a retomada da economia do país ultrapasse esse período, um terço dos respondentes poderia ficar em situação crítica, tendo em vista os dados que apontam o período que conseguem manter as operações ou até quando vai a disponibilidade de caixa. Ainda que o cenário seja de incertezas, os fundadores e diretores de startups demonstram um otimismo frente à pandemia, projetando uma retomada dentro ainda dos parâmetros das suas visibilidades atuais, onde 77% dos respondentes consideram que em até seis meses irão retomar o faturamento médio de antes da crise.

Setor mais otimista

No setor de Logística e Transportes, considerado atividade essencial durante a crise, é o mais otimista dentre os analisados e também o mais crescente, esse percentual é de 90%, enquanto que apenas 53% das HR Techs – startups voltadas para o setor de recursos humanos -, acreditam que a retomada acontecerá em menos de seis meses. A implantação do trabalho remoto, as mudanças em andamento na legislação trabalhista, além da falta de clareza sobre contratações e demissões nos clientes no curto prazo tem tornado ainda mais incerto o cenário para os inovadores em Recursos Humanos. 

Já o setor de Saúde foi um dos mais impactados pela pandemia e tem demandado das startups respostas rápidas em um cenário de mudanças aceleradas. Por outro lado, a sobrecarga do sistema de saúde no país vai exigir uma maior capacidade de inovação nos curto e médio prazos, tornando assim um campo fértil para novas soluções

O atual cenário das startups no Brasil e no mundo vem aprendendo muito com os desafios impostos por esse momento, desde os empreendedores, passando pelos investidores, clientes, empresas e até mesmos os influenciadores e imprensa. A inovação é um hábito e uma importante aliada que, se praticada com consistência, mesmo em tempos de crise, pode contribuir ativamente para o presente e futuro dos negócios

- Continua após a publicidade -

Revista Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

Encontro Sepal em nova data

A data do encontro Sepal, que aconteceria em maio foi alterada para setembro. Medida foi tomada de acordo com as práticas para o enfrentamento da propagação do coronavírus

Vila Mix em Casa Gospel com grandes nomes

Grandes nomes do meio evangélico do Brasil como André Valadão e Deive Leonardo vão participar do VillaMix em Casa Gospel. Evento será transmitido pelo youtube. Saiba mais!

“Carreata da solidariedade”, Marcha para Jesus em SP

Realizada pela organização da Marcha para Jesus, a ação foi batizada de “Carreata da Solidariedade” e será realizada no dia 13 de Junho

Diante do Trono anuncia congresso online

Diante da pandemia do coronavírus, a banda anunciou o "Congresso Mulheres e Moças" online

Receber notícias

Gostaria de receber notícias em primeira mão? Assine gratuitamente agora:

Plugue-se

Lições da Escola Bíblica em libras

Conteúdo está disponível no canal da CPAD no Youtube. Todos os vídeos com as aulas estão em libras

Luiz Gwyer lança single “Ânimo”

Canção integra um repertório produzido por Luiz Gwyer em 2013 O cantor e compositor Luiz Gwyer acaba de lançar o single “Ânimo” em todas as...

Não ao racismo! O silêncio da indústria da música

No Brasil, a maior gravadora do país, a Sony Music, aderiu ao movimento anti racista

“Amazing Grace” cantado por pessoas de 50 países

Clipe foi gravado em lugares simbólicos e em idioma próprio de cada país participante