27.9 C
Vitória
sábado, 5 dezembro 2020

Bolsonaro sanciona com vetos PL que amplia beneficiários do auxílio emergencial

Leia também

Saúde necessita de investimento em governança de dados

"O País demanda urgentemente respostas e responsabilizações adequadas às empresas e órgãos que tratam dados pessoais sensíveis", afirma advogada Bianca Albuquerque

Operação Uruatu 2 faz buscas contra traficantes de animais

Segundo a PF, ao longo das investigações foram aprendidas centenas de animais silvestres no curso das investigações policiais

Governo anuncia operação de combate a crimes contra idosos

Após constatação de que o total de denúncias de crimes registrados por meio do Disque 100 aumentou durante a pandemia

O governo também barrou a possibilidade de pais “solo”, chefes de família, receberem o benefício em dobro (R$ 1,2 mil)

Por Marina Aragão (AE) – O presidente Jair Bolsonaro sancionou, com alguns vetos, o projeto de lei (PL) que permite a ampliação do grupo de pessoas beneficiárias do auxílio emergencial de R$ 600. A sanção foi publicada na madrugada desta sexta-feira (15) no Diário Oficial da União (DOU) e assinada pelo presidente e os ministros da Economia, Paulo Guedes, da Cidadania, Onyx Lorenzoni, e da Mulher, Damares Alves. A proposta havia sido aprovada pelo Senado Federal no dia 22 de abril e aguardava a sanção presidencial.

A lei entrará em vigor com os vetos, que deverão ser analisados posteriormente pelo Congresso Nacional. Deputados e senadores poderão manter ou derrubar a decisão do Executivo. De acordo com o presidente, os trechos foram vetados “por contrariedade ao interesse público e inconstitucionalidade”, uma vez que ferem o princípio da isonomia por privilegiar certas profissões em detrimento de outras. O governo justificou, ainda, que o Congresso não indicou a origem do recurso que seria utilizado nem o impacto das despesas no Orçamento Federal.

Vetos

No projeto aprovado pelo Congresso Nacional, havia uma lista com exemplos de profissionais beneficiados, já que na lei atual não há menção de profissões ou atividades específicas. Desde que fossem respeitadas as exigências, estavam no projeto, entre outros, pescadores profissionais e artesanais, agricultores, taxistas, motoristas de aplicativo e pipoqueiros ambulantes que vendem alimentos. No entanto, o presidente vetou o benefício para profissionais informais que não estão inscritos no Cadastro Único.

O governo também barrou a possibilidade de pais “solo”, chefes de família, receberem o benefício em dobro (R$ 1,2 mil). De acordo com o texto vigente, apenas as mães solteiras, maiores de 18 anos, têm direito às duas cotas. A ministra Damares Alves justificou o veto ao dizer que a proposta de ampliação não previa mecanismos de proteção às mães solteiras. Segundo o argumento, pais ausentes poderiam requerer o benefício, se colocando como chefes de família “de forma fraudulenta”, e impedir as mulheres – que realmente cuidam dos filhos – de receberem o auxílio. O presidente sancionou, no entanto, a ampliação do benefício para mães adolescentes, menores de 18 anos, que passarão a receber as duas cotas do benefício, assim como as chefes de família já amparadas pelo texto original.

O projeto do Congresso também permitia a cumulatividade do auxílio emergencial com o Programa Bolsa Família. Segundo a proposta, ficaria limitado a cada grupo familiar o recebimento de até duas cotas de auxílio emergencial ou de uma cota de auxílio emergencial e um benefício do Bolsa Família. Mas o Executivo também vetou.

Outro tópico que aguardava sanção presidencial era o de que aposentadorias, pensões e benefícios de prestação continuada de beneficiários idosos, pessoas com deficiência ou com enfermidade grave não poderiam ser cancelados durante o período de enfrentamento da covid-19. Entretanto, o governo argumentou que essa determinação poderia impedir que benefícios concedidos irregularmente pudessem ser revisados, e possivelmente interrompidos, pelo Estado.

O presidente vetou ainda que fintechs pudessem operacionalizar o pagamento e funcionassem como canal de repasse do auxílio emergencial.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Japão: suicídio mata mais que covid-19

Efeitos da pandemia na saúde mental no Japão. Segundo a Agência Nacional de Polícia, o suicídio matou mais pessoas em outubro do que 10 meses de covid-19 no país. Saiba mais!

Um.sounds no single “Traços”

Projeto está disponível em todas as plataformas digitais

Saúde necessita de investimento em governança de dados

"O País demanda urgentemente respostas e responsabilizações adequadas às empresas e órgãos que tratam dados pessoais sensíveis", afirma advogada Bianca Albuquerque

França abre investigação contra 76 mesquitas

Governo francês investiga mesquitas que fomentam o extremismo religioso. Saiba mais

Operação Uruatu 2 faz buscas contra traficantes de animais

Segundo a PF, ao longo das investigações foram aprendidas centenas de animais silvestres no curso das investigações policiais

O versículo mais lido de 2020!

O versículo campeão de leitura em 2020 é baseado em Isaías 41:10: “Portanto, não temais, pois estou contigo..." Saiba mais!

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

Conferência Paixão pela Juventude 2020

Realizado pela Juventude Batista Brasileira, evento será online e acontece em duas datas. A primeira será neste sábado, 28, e a segunda, dia 5 de dezembro. Saiba mais!

Miniconferência on-line: “Fé e Ciência para Corpos e Mentes”

Cientistas cristãos brasileiros respondem questões de fé e ciência para corpos e mentes. Tema será abordado na mini Conferência online. Saiba mais!

Seminário de ciências bíblicas em edição virtual; começa hoje

Realizado há 20 anos pela Sociedade Bíblica do Brasil, evento incentiva o estudo e capacita líderes sobre o uso da Bíblia.

Grandes artistas do Brasil no “BH profetiza”

Realizado pela cantora Camila Campos, O BH profetiza vai reunir diversos cantores, entre eles Weslei Santos, Gai Sampaio, pastora Helena Tannure e outros. Evento será transmitido ao vivo, nesta terça-feira, 17 
- Publicidade -

Plugue-se

O versículo mais lido de 2020!

O versículo campeão de leitura em 2020 é baseado em Isaías 41:10: “Portanto, não temais, pois estou contigo..." Saiba mais!

Novo álbum musical do Missionário R. R. Soares

O álbum "Em O nome de Jesus", com 12  músicas inéditas, foi lançado depois de cinco anos. Primeiro single do projeto está disponível em todas as plataformas e Youtube

Wilson Witzel é batizado em igreja evangélica

O batismo ocorreu um dia antes de Witzel protocolar sua defesa no tribunal misto, que julga o processo de impeachment dele. Saiba mais!

3 palavrinhas é indicado ao premio Gerando Salvação

Na categoria “Projeto Infantil”, o 3 palavrinhas, que é considerado o maior canal infantil gospel do mundo, concorre ao lado de Aline Barros e outras estrelas do segmento. Saiba mais!