back to top
25.9 C
Vitória
quinta-feira, 20 junho 2024

Como o crente deve agir quando sua paciência chega ao limite?

O trânsito não tem culpa se você está atrasado e não conseguiu sair mais cedo. Portanto, tenha paciência e não aja com impulsividade. Foto: Freepik

Lidar com o ser humano não é uma tarefa fácil. Contudo, o cristão precisa dar o testemunho baseado na mansidão.

Por Cristiano Stefenoni

Quando você faz algo bom, dificilmente alguém vê. Mas experimenta cometer um erro. Logo questionarão: “essa pessoa não é crente?” O fato é que lidar com o ser humano não é uma tarefa fácil. E há três situações em que a paciência do crente é testada no limite: no trânsito, no trabalho e em uma fila, seja ela qual for.

Contudo, o cristão precisa dar o testemunho baseado na mansidão. O apóstolo Paulo já sabia dessa dificuldade quando alertou, “Se for possível, quanto depender de vós, tende paz com todos os homens” (Romanos 12:18). Por isso, Comunhão separou algumas dicas que poderão te tirar do sufoco quando você está no limite, confira:

No trabalho

  • As empresas dão muito valor a quem possui equilíbrio emocional. É grande a quantidade de profissionais talentosos que estão fora do mercado por causa de seu temperamento. Não seja um deles.
  • Um profissional cristão jamais desrespeita os seus superiores. Ele pode até não concordar com algo, mas tratará isso com educação e na hora certa.
  • Crente deve fugir das rodas de fofoca da empresa, aquelas que falam mal do chefe, do salário, de tudo e de todos. Quando a “bomba” estourar, advinha para quem vai sobrar?
  • Jamais aja por impulso dentro no seu trabalho. Está aborrecido, estressado, chateado? Dê um tempo para respirar. Saia do local, vá tomar água, ir ao banheiro, na rua dar uma volta rápida, mas nunca revide ou ataque ninguém.

No trânsito

  • Cuidado. Você nunca sabe quem está do outro lado do volante. Pode ser alguém armado, uma pessoa com problemas de saúde ou até alguém que frequenta a sua igreja e ficará decepcionado com a sua atitude.
  • O trânsito não tem culpa se você está atrasado e não conseguiu sair mais cedo. Portanto, antes de agir com impulsividade, lembre-se que do outro lado também há pessoas ocupadas, que têm seus compromissos, suas famílias e merecem respeito.
  • Adianta correr, ser imprudente no volante e não chegar ao destino por causa de um acidente? O cristão deve ter cautela ao dirigir, principalmente se estiver com algum carona. Ambas as vidas são um presente de Deus e devem ser cuidadas como tal.
  • Cristão de verdade respeita as leis de trânsito, anda com a documentação em dia, não passa o sinal vermelho, deixa livre a faixa de pedestres, fica atento aos ciclistas, enfim, é educado em cada quilometragem que trafega.
  • Aproveite os momentos dentro do veículo para estar em comunhão com Deus: ouça músicas cristãs, louve junto, ouça pregações, ore (mas de olho aberto por favor), enfim, estar em sintonia com o Céu evitará fazer bobagem na Terra.

Nas filas

  • Não gosta de esperar em uma fila? Advinha? Nem você e nem ninguém que está nela. Ou você conhece alguém que se programou para sair de casa para ir passear em uma fila de banco? Portanto, tenha paciência e aguarde a sua vez.
  • Não banque o esperto. Respeite as filas preferenciais. Caso elas não existam, ceda a sua vaga aos idosos, aos deficientes e às gestantes. Ser cristão é ser gentil.
  • Uma fila pode ser uma boa oportunidade de testemunhar, de falar do amor de Jesus para alguém. Portanto, caso tenha a chance, testemunhe daquilo que Cristo tem feito por você. Além de ajudar espiritualmente outra pessoa, fará o tempo passar mais rápido.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Publicidade

Comunhão Digital

Publicidade

Fique por dentro

RÁDIO COMUNHÃO

VIDA E FAMÍLIA

- Publicidade -