22.1 C
Vitória
sexta-feira, 1 julho 2022

Capixabas estão se divorciando mais

A facilidade para encerrar o relacionamento matrimonial de forma extrajudicial pode ter contribuído para a alta de divórcios no Estado

Por Lilia Barros

A quantidade de casais que optaram pelo divórcio, no ano passado, aumentou 21% no Espírito Santo, um número muito acima da média nacional, que registrou um aumento de 0,34%, de acordo com o Colégio Notarial do Brasil – Conselho Federal (CNB-CF).

Para o diretor de Tabelionato de Notas do Sindicato dos Notários e Tabeliãs do Espírito Santo (Sinoreg-ES), Diniz Cypreste de Azevedo, a facilidade e rapidez da via extrajudicial para o divórcio, direto no cartório, concluída em até 48h, tem facilitado para aqueles que desejam encerrar o relacionamento matrimonial.

A psicóloga Maria Selma Brito Lopes Dantas, de Domingos Martins, Região Serrana, aponta um dos principais motivos para o fim do casamento. “Penso que a falta de diálogo tem sido um fator que potencializa conflitos emocionais que não são expressados ao cônjuge. As pessoas estão sem tempo para o outro. Dessa forma, pode ser que para alguns recorrer a separação sem burocracia, seja um meio de acabar com o conflito”, explica.

 

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se