back to top
23.9 C
Vitória
quinta-feira, 20 junho 2024

Bancado pela diretoria, Ceni tem carta branca e reformulará o São Paulo para 2023

Bancado pela diretoria, Ceni tem carta branca e reformulará o São Paulo para 2023 - Foto: Reprodução Twitter São Paulo FC/@SaoPauloFC
Bancado pela diretoria, Ceni tem carta branca e reformulará o São Paulo para 2023 - Foto: Reprodução Twitter São Paulo FC/@SaoPauloFC

Depois de muitas vaias e cobranças dos torcedores no Morumbi, o presidente Julio Casares quebrou protocolo e foi à coletiva de Ceni para confirmar a manutenção do técnico

Com chance mínima de ir à Libertadores de 2023 após derrota para o Internacional, nesta terça-feira, Rogério Ceni ganhou respaldo da diretoria para reformular o elenco e reerguer o São Paulo para a próxima temporada. Com carta branca, o treinador já avalia as peças que devem sair e indicará os nomes que pretende contar. Veteranos como Rafinha, Miranda, Eder e Reinaldo, com contrato no fim do ano, devem estar na barca tricolor.

Depois de muitas vaias e cobranças dos torcedores no Morumbi, o presidente Julio Casares quebrou protocolo e foi à coletiva de Ceni para confirmar a manutenção do técnico para o próximo ano, reforçando o acordo feito há algumas semanas.

“Não é comum eu estar aqui, mas se trata de uma manifestação da plena continuidade do técnico e de sua comissão, até porque já tínhamos um planejamento e ele segue”, disse Casares. “Como presidente, estou frustrado por não ter conquistado a sul-americana e pelo resultado de hoje (derrota de terça-feira), mas o clube foi a duas finais em três anos, e o trabalho do Rogério é sério e correto. Claro que esperávamos mais, mas vamos começar a fazer ajustes no elenco, mudanças pontuais, que primam pela mudança de perfil e pelo comprometimento com a visão total do Ceni.”

Além dos veteranos, Gabriel Neves, Marcos Guilherme, Andrés Colorado, Luizão (em janeiro) e Igor Gomes (março) também têm o contrato perto do fim e serão avaliados por Ceni, que espera montar um elenco com condições de “ser campeão.”

- Continua após a publicidade -

“No momento o planejamento é sobre quem segue e quem deixa o clube. Estamos analisando quem vence o contrato e a partir da próxima semana vamos ver quem poderemos trazer”, enfatizou o treinador. “Algumas mudanças já estão encaminhadas. O Brasileirão de 2023 será mais difícil que esse ano. Temos de diminuir a dívida ou investir em jogadores mais prontos para tentar ter chance de ser campeão”, observou.

Ceni pede que a diretoria seja franca com a torcida sobre o que pretende para 2023. Ele quer trazer peças importantes, mas sabe que pode bater de frente com a questão financeira delicada do clube. “Em uma única temporada é difícil de se aproximar de Palmeiras e Flamengo, que estão prontos e ganharam tudo no ano, mas se tivermos um pouco mais de recurso – área financeira não é minha, mas sei que diretores estão tentando, hoje situação está mais difícil -, podemos mudar com alguém que possa investir. Flamengo também viveu um momento difícil e se reergueu. O São Paulo tem história e camisa para isso. Mas precisamos jogar aberto com o torcedor.”

O técnico não quer dar a cara a tapa à toa. E pede que a diretoria seja franca antes do início da próxima temporada sobre qual São Paulo o torcedor verá. “Honestamente, quem se expõe se complica. E eu acabo me expondo muito. Tem de ocorrer mudanças, diminuir a folha salarial e espero que novas contratações sejam feitas, com novo perfil, com um time que tem fome, vontade de crescer. Se quisermos chegar longe, precisamos de um time mais forte, com experiência”, disse. “Ou assumimos que financeiramente é difícil e explicamos o que queremos.”

Sobre o desentendimento com Patrick no vestiário do Maracanã, Ceni garantiu que a paz está restabelecida. Mas mandou um aviso geral. “Ele já estava sofrendo com a recomposição e resolvi tirar, como fiz com dois no intervalo contra o Inter (Reinaldo e Luizão) e ele teve uma reação que não é condizente como profissional. Ontem (segunda-feira) ele pediu desculpas, veio para o jogo e a opção de não começar não foi por isso, foi para ter um meio mais consistente”, explicou. “Apesar da postura exacerbada, não tem nada de eu ou ele, está tudo resolvido. Mas quem não estiver pronto para sair não pode fazer parte de grupo. Já vi Raí, Muller, Careca, França, Dodô, Lucas Moura serem substituídos. Ou tem comportamento profissional ou temos de fazer escolhas. Ele segue trabalhando.”

Patrick, porém, terá de cumprir suspensão na última rodada do Brasileirão. A despedida do São Paulo na temporada ocorre na Serrinha, domingo, diante do Goiás. Rafinha voltará, enquanto André Anderson e o meia estarão suspensos. O meia, após se desentender com Rogério Ceni no Maracanã e iniciar a partida diante do Internacional no banco de reservas, forçou o terceiro amarelo após o apito final no Morumbi.

“Vamos tentar montar um time para buscar vencer. Se tivermos chances, vamos em busca da vitória, mas ficou muito mais difícil Acredito que haverá a possibilidade”, mantém as esperanças Ceni

Com informações Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Publicidade

Comunhão Digital

Publicidade

Fique por dentro

RÁDIO COMUNHÃO

VIDA E FAMÍLIA

- Publicidade -