Presidente da Convenção Batista Brasileira sofre acidente na Bahia

por sorte ninguém se feriu
Acidente foi em Ilheus, Bahia. Foto: Roberto Silvado

Luiz Roberto Silvado, presidente da Convenção Batista Brasileira estava com o Pastor César e o Pastor Eli Fernandes, ex vice-presidente da Convenção. Acidente foi nesta sexta-feira (5). Ninguém se feriu.

Os três estavam indo para um retiro de pastores, em Ilhéus, no Sul da Bahia. Silvado e Eli eram os preletores. Eles iriam pregar no encerramento do Congresso. O carro em que estavam não conseguiu subir a ladeira de uma rua, conhecida como Plano inclinado. O motorista tentou desceu de ré. O automóvel se desgovernou, bateu em um barranco e acabou virando.

Por pouco não acontece uma tragédia. Ninguém se feriu. Pastores foram encaminhados para um hospital da região, mas passam bem. Eles sentiram apenas dores pelo corpo. Os pastores foram retirados do carro com a ajuda de moradores próximos e da polícia.

A Comunhão conversou com o pastor Roberto Silvado. Ele disse que foi um livramento de Deus. “Graças a Deus não capotou pois aí cairíamos no mar, pois a ladeira é do lado de uma ponte. Graças a Deus pelo livramento de algo mais sério que poderia ter acontecido conosco. Deus é bom o tempo todo”, declarou.

por sorte ninguém se feriu
Luiz Roberto Silvado é Presidente da Convenção Batista Brasileira. Foto: JMN

Após o acidente, os pastores Roberto e Eli ainda foram para o Congresso pregar. “Preguei o tema do evento que abordava sobre o Ministério pastoral e realidade virtual.  Não podia parar a vida por causa de um acidente. Pastores são discípulos antes de serem pastores. São gente como todos na igreja”, disse.

Segundo Roberto, o acidente deixa uma lição preciosa. ”Momentos como este dão consciência da fragilidade da vida. Isso nos faz valorizar o presente de Deus que é a vida. Eu saio deste acidente ainda mais gratos a Deus por cada dia de vida. E fortalece em mim o senso de missão nesta vida. Deus manteve minha vida pois ele tem “ missão” a ser cumprida. Que assim seja, cumpra- se em mim a vontade d’Ele”, concluiu.