24.4 C
Vitória
sexta-feira, 18 setembro 2020

Weintraub deixa o Ministério da Educação

Leia também

Anvisa autoriza que Pfizer dobre número de voluntários em testes para vacina

O laboratório informou que vai expandir o número de participantes do estudo para a vacina, chegando a cerca de 44 mil participantes

Fumaça do Pantanal que chega a SP pode agravar casos de doenças respiratórias

Outra recomendação que Cardenuto indica é a de evitar aglomerações, uma medida que já deveria ser cumprida em função do novo coronavírus

Lava Jato denuncia Cabral e Bezerra por propinas em contratos do DER

Segundo a peça, registros contábeis apreendidos com o operador de Cabral na Calicute mostram que Maciste efetuou, entre 2011 e 2017

Por Jussara Soares (AE)

Em vídeo publicado nas redes sociais, o ministro da Educação, Abraham Weintraub anunciou nesta quinta-feira, 18, sua saída do governo. O presidente Jair Bolsonaro vinha sendo pressionado a fazer um gesto de trégua ao Supremo Tribunal Federal (STF), e aparece ao lado de Weintraub no vídeo com o anúncio da demissão, a exemplo do que fez com Regina Duarte. Weintraub foi o décimo a cair desde o início do governo.

“Eu estou saindo do MEC, vou começar a transição agora e nos próximos dias eu passo o bastão para o ministro que vai ficar no meu lugar, interino ou definitivo. Neste momento, não quero discutir os motivos da minha saída, não cabe. O importante é dizer que recebi o convite para ser diretor de um banco, já fui diretor de um banco no passado, volto ao mesmo cargo, porém no Banco Mundial”, disse Weintraub em vídeo publicado no Twitter.

Após a fala de Weintraub no vídeo, Bolsonaro diz que é “um momento difícil para todos”, mas afirmou que vai manter os compromissos de campanha. “É um momento difícil, todos os meus compromissos de campanha continuam de pé. A confiança você não compra, você adquire. Todos que estão assistindo são maiores de idade e sabem o que o Brasil está passando. O momento é de confiança, jamais deixaremos de lutar pela liberdade”, declarou

Segundo o agora ex-ministro, ele deve assumir uma representação brasileira na diretoria do Banco Mundial, que fica sediado em Washington, nos Estados. O atual secretário de Alfabetização, Carlos Nadalim, nome ligado ao guru do bolsonarismo, Olavo de Carvalho, é cotado para assumir seu lugar na pasta.

Weintraub ficou 14 meses no cargo, período no qual acumulou desavenças com reitores, estudantes, parlamentares, chineses, judeus e, mais recentemente, ministros do Supremo. O argumento dos que defendiam a demissão era de que ele se tornou um gerador de crises desnecessárias justamente no momento em que o presidente, pressionado por pedidos de impeachment, inquérito e ações que podem levar à cassação do mandato, tenta diminuir a tensão na Praça dos Três Poderes.

A permanência no posto se tornou insustentável após Weintraub se reunir, no domingo, 14, com manifestantes bolsonaristas e voltar a atacar ministros do Supremo. O grupo desrespeitou uma ordem do governo do Distrito Federal, que proibiu protestos na Esplanada dos Ministérios.

No encontro, o agora ex-ministro repetiu a crítica a magistrados: “Eu já falei a minha opinião, o que faria com esses vagabundos”. A declaração remete ao que ele já havia dito na reunião ministerial do dia 22 de abril. À época, Weintraub afirmou que, por ele, colocaria na cadeia os ministros da Corte, a quem classificou como “vagabundos”. Weintraub responde a um processo por causa dessa afirmação.

Na segunda-feira, 15, Bolsonaro chegou a recriminar a ida do seu ministro ao ato, dizendo que ele não foi “prudente”. Na ocasião, já indicava que o auxiliar seria demitido.

Amigo dos filhos do presidente, Weintraub vinha resistindo no cargo nos últimos meses por manter o apoio da ala ideológica do governo, da qual fazia parte. Ao nomear um “olavista” como substituto, Bolsonaro reduz as críticas que poderiam surgir em sua base mais radical.

Gestão na educação também foi contestada

Weintraub assumiu o cargo em abril do ano passado, no lugar do professor Ricardo Vélez Rodriguez, demitido por apresentar “problemas de gestão”, nas palavras do próprio Bolsonaro.

Embora seguisse com prestígio na ala ideológica, a gestão de Weintraub também era alvo de críticas na comunidade acadêmica e no meio político. Como mostrou o Estadão nesta quarta-feira, radiografia feita na pasta por uma comissão da Câmara indicou uma série de “omissões” do ministro durante o enfrentamento da crise do coronavírus no País. O grupo já havia apontado em novembro “paralisia” nas ações da pasta.

Logo após assumir o ministério, Weintraub também enfrentou protestos em todo o País contra o corte nos orçamentos de universidades federais. Em entrevista ao Estadão, ele afirmou que reduziria os repasses a instituições que não apresentassem o desempenho acadêmico esperado e, ao mesmo tempo, promovessem “balbúrdia” em seus câmpus.

A frase foi usada por estudantes durante atos nas ruas e o MEC precisou recuar, estendendo o bloqueio de verba para todas as universidades federais. Recentemente, os ataques a Weintraub aumentaram nas redes sociais após sua resistência em adiar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Mesmo assim, em maio, o governo confirmou que o Enem será postergado, por causa da pandemia do coronavírus.

A decisão, porém, expôs mais um capítulo da queda de braço dentro do governo. Bolsonaro teve de enquadrar Weintraub após ser informado pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que sofreria derrota no Congresso se insistisse em manter a data do Enem.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Kemuel e Priscilla Alcântara conquistam Platina Triplo

Platina Triplo é uma certificação pelo grande alcance que as canções dos artistas tiveram nas plataformas digitais de música Nesta quinta-feira, 17, Kemuel e Priscilla...

Justiça determina que Flordelis use tornozeleira eletrônica

Defesa da deputada federal ré pela morte do marido, o pastor Anderson, informou que vai recorrer da decisão. Saiba mais!

Júlia Vitória: “Amo expressar meu amor por Jesus em música”

Aos 18 anos Júlia Vitória virou um fenômeno nas plataformas digitais de música do Brasil. Conheça a artista!

Balões com mensagens de amor e de esperança em Cataguases (MG)

Como forma de evangelizar, principais pontos turísticos, comércio e locais públicos de Cataguases (MG) ganharam 1.500 balões com mensagens de amor e esperança. Saiba mais!

A força tarefa de jovens cristãos para salvar animais no Pantanal

Na tentativa de salvar animais do incêndio que atinge o Pantanal, jovens da igreja Adventista está coletando alimentos para uma ONG distribuir entre os animais.

Ajude um cego a ler a Bíblia e ter a vida transformada

A iniciativa quer distribuir a Bíblia para cegos em todo o Brasil e promover a acessibilidade para pessoas com deficiência visual. Saiba mais!

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

Live solidária: artistas em favor da Igreja Perseguida

Denominado de "Seja um com eles", a live solidária é um grito de ajuda a igreja perseguida. Paulo César Baruk, Rebeca Nemer, Eyshila, André Aquino são alguns dos convidados. Saiba mais!

Arte da Graça em casa; Conscientização do setembro amarelo

Em formato online, o evento une shows e workshops incentivando a tolerância, paz e música. Saiba mais!

Aquecimento Sepal 2020, com Edméia Williams e Rodrigo Gomes

Transmissão acontecerá nesta segunda-feira, 14 de setembro, às 19 horas. Saiba como participar!

Encontro nacional Renas: “Ser criança em tempos de incerteza”

É a 13ª edição do Encontro Nacional da Rede Evangélica Nacional de Ação Social (Renas). Evento, que acontece em outubro, será online. Saiba mais!
- Publicidade -

Plugue-se

Kemuel e Priscilla Alcântara conquistam Platina Triplo

Platina Triplo é uma certificação pelo grande alcance que as canções dos artistas tiveram nas plataformas digitais de música Nesta quinta-feira, 17, Kemuel e Priscilla...

Ajude um cego a ler a Bíblia e ter a vida transformada

A iniciativa quer distribuir a Bíblia para cegos em todo o Brasil e promover a acessibilidade para pessoas com deficiência visual. Saiba mais!

Amanda Loyola, floresce uma potência vocal do gospel

Artista capixaba, que ficou conhecida ao participar do quadro Jovens Talentos, do Programa Raul Gil, já lançou três canções pela Sony.

Brasil está lendo menos, mas a Bíblia ainda é o livro preferido

Apesar dos leitores brasileiros estarem lendo menos, pesquisa "Retratos da leitura" apontou que a Bíblia continua sendo o livro preferido dos brasileiros. Saiba mais!