Porchat, você está certo!!!

A revista Trip publicou uma entrevista com Fábio Porchat que gerou muitos comentários e críticas por parte dos cristãos.

* Por Pr. José Ernesto Conti

O apresentador falou sobre trabalho e sexualidade e também expôs seu ponto de vista a respeito da espiritualidade. Porchat apontou a fé em Deus como uma “grande invenção” da humanidade, usada para tornar a vida mais suportável. Dentre os diversos absurdos dignos de quem fala do que não sabe, disse ele: “De Deus a astrologia, acho tudo uma grande invenção para as pessoas justificarem a existência, suportarem a vida, que é horrível. Também acho uma maluquice as pessoas acreditarem na Bíblia. Como é possível pegar um livro escrito há 2 mil anos, ler aquilo e seguir como código de conduta”.

Para ficar bem com todos, o comediante contemporiza: “É lógico que respeito a religiosidade das pessoas, cada um acredita no que fizer melhor para si. Só não acho que religião deva influenciar outros assuntos importantes”.

Gostaria de dizer para o Porchat que suas palavras não são originais. Essa é a realidade do pecado, e a função do diabo é nos fazer acreditar que tudo que vem de Deus é “maluquice”. Entende por que Paulo disse aos Coríntios que o “Cristo crucificado era loucura para os gentios”? Quando o apóstolo chegou a Atenas, os filósofos lhe perguntaram: “Você tem falado coisas estranhas aos nossos ouvidos” (At 17:20). Por isso Paulo disse que a loucura de Deus é mais sábia do que os homens. Parece mesmo uma maluquice acreditar na Bíblia (só parece); que Jesus veio ao mundo para nos salvar; que só Ele nos conduz de volta para o céu. É por isso que o Senhor resolveu resgatar os que creem pela maluquice da pregação!