23.9 C
Vitória
sábado, 27 novembro 2021

Ministro Luiz Fux: A ciência vai vencer a covid-19

Na abertura do ano judiciário, o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Luiz Fux comemorou a vacina e exalta a ciência

Por Priscilla Cerqueira

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, abriu o ano judiciário com duras críticas ao negacionismo científico em relação à pandemia de covid-19. Ele afirmou que o momento pede fraternidade e “vozes ponderadas”.

Por isso, colocou a reconstrução do país entre as prioridades da Suprema Corte em 2021, junto com a manutenção da democracia. A abertura do ano judiciário foi realizada nesta segunda-feira (1º/2), em cerimônia que contou com a presença dos ministros do STF e do presidente da República, Jair Bolsonaro.

Fux explicou que o momento é de compaixão e criticou aqueles que não reconhecem a gravidade da pandemia de covid-19.

“Não devemos ouvir vozes isoladas, algumas inclusive no âmbito do Poder Judiciário, pessoas que abusam da liberdade de expressão para propagar ódio, desprezam vítimas e desprezam, através do negacionismo científico, o problema grave que vivemos. É tempo de valorizarmos as vozes ponderadas, confiantes e criativas, que labutem diuturnamente nas esferas pública e privada para juntos vencermos essa batalha”, afirmou.

Solidariedade

Na ocasião, Fux ainda disse também que o momento exige solidariedade, prudência e senso de responsabilidade. Ele argumentou que a pandemia “tem trazido lições que nos convidam a colocar a diferença em segundo plano, agir solidariamente e pensar no bem comum, pois a nossa sociedade e a democracia apenas funcionam quando não pensamos apenas em nós mesmos, mas em uns nos outros”.

Veja a declaração do ministro

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se