23.2 C
Vitória
segunda-feira, 18 janeiro 2021

Tomar ou não a vacina?

Medo, vacina produzida na China e “marca da besta”. Por que muitos brasileiros resistem à vacina contra a covid-19? Pode-se confiar na ciência? E a prova da fé em tempo de incerteza

Por Priscilla Cerqueira 

Eis a questão que impera no Brasil nos últimos dois meses. Em grupos de WhatzApp, em rodas de conversas, ou até mesmo em cultos, um dos assuntos dominantes é a multiplicação de mitos, mentiras, teorias conspiratórias contra as vacinas no país, que ainda segue sem previsão para vacinar a população.

O certo é que o novo coronavírus já matou mais de 150 mil vidas pessoas no Brasil na pandemia. Os casos são mais de 5 milhões em todo o país e neste início de 2021 continuam aumentando o número de vítimas. A vacina seria a esperança de uma proteção, para desacelerar a pandemia, e que tudo volte ao normal!

Mas não é bem assim! Já em aplicação no Reino Unido, recém autorizada nos EUA e com previsão de chegada no Brasil, cresceu a parcela da população brasileira que não pretende se imunizar contra a covid-19.

Em uma enquete realizada por Comunhão entre os dias 06 e 07 de janeiro, 58% das pessoas disseram que vão tomar a vacina, enquanto 42% responderam que não irão se imunizar. Na mesma enquete foi perguntado o motivo de tomar ou não. Para 71%, a vacina vai proteger e 29% entende que vai se imunizar para que tudo volte ao normal.

Medo, desinformação ou marca da besta?

Na luta contra a covid-19 no Brasil, chip na vacina, e outros mitos criaram a pandemia da desinformação. Os relatos vão de medo da implantação de um chip no cérebro até a falsa possibilidade de contrair câncer ou HIV – tudo decorrente de notícias falsas espalhadas. E ainda tem o fator de que a matéria prima de fabricação da vacina venha da China e que a mesma pode ter a marca da besta.

Na pesquisa de Comunhão, 30% das pessoas não tomaria a vacina por achar que é produzida na China e 13% acredita que ela tenha a “marca da besta”, que, de acordo com escatologistas e estudiosos do assunto, a Bíblia não fala sobre uma vacina ou chip.

Em apocalipse fala de uma ‘marca sobre a mão direita ou sobre a fronte’, sem a qual ninguém poderá comprar ou vender’ (Ap 13:16-17)”, afirma o pastor Thiago Titillo, que é especialistas em Teologia Bíblica e Sistemática – Pastoral.

O pastor Luiz Sayão, linguista e hebraísta brasileiro complementa a informação alegando que “não há nenhum sentido em acreditar que uma vacina implantaria um chip ligado ao Anticristo. Não tem base biológica e nem teológica. É até embaraçoso argumentar contra uma sugestão que não há qualquer ligação com a Bíblia”.

Além de descartar a hipótese de ship na vacina, Sayão também argumenta que toda a atividade humana deve ser avaliada por profissionais da área. “Usamos remédios e outros itens do cotidiano fundamentados na ciência. É loucura abrir mão da ciência. Todavia, uma vacina ou medicamento novo deve ser usado a partir da indicação de especialistas na área. Tudo indica que a vacina é a melhor maneira de lutar contra a pandemia, como se vê no Estado de Israel”.

Confiança na ciência

Desde que se começou as discussões em torno da vacina e sua eficácia, surgiram indagações sobre a sua procedência, inclusive rumores entre os próprios crentes, de que ela poderia alterar o DNA humano. A informação foi até disseminada pelo pastor Davi Goés, da Igreja evangélica Ministério Canaã, em Fortaleza (CE), durante uma pregação.

Conhecido por liderar o Projeto Genoma Humano, nos EUA, um dos cientistas mais respeitados do mundo, Francis Collins, que também é cristão, refutou a ideia de que a tecnologia da vacina de RNA, produzida pela Pfizer e Moderna, altera o código genético. “O RNA vive por muito pouco tempo em seu corpo. É rapidamente degradado porque ele tem uma meia-vida muito curta. Portanto, não fica nenhum resíduo do que tenha sido injetado, além de provavelmente algumas horas”, explicou.

Para os cientistas, as vacinas são a ferramenta mais eficaz no combate a doenças infecciosas. Vários estudos provaram que são seguras. “Quando a vacina estiver disponível, todos temos que nos vacinar. Faz parte do cuidado para que a covid-19 não volte a nos atormentar. Os cientistas se atentaram aos padrões de eficácia e segurança”.

O cientista Gustavo Assis, da Associação Brasileira de Cristãos na Ciência vai mais além. “Achar que usar vacina exclui ou reduz a ação de Deus é um erro, pois Ele age através de quaisquer meios. Temos que ouvir o que a ciência tem a dizer sobre as vacinas e apenas a ciência, certos de que qualquer verdade descoberta pela ciência é verdade de Deus e participa da sua ação soberana no mundo”, explica.

Proteção legal e obrigatoriedade da vacina

Outra questão que se discute em torno do assunto é em relação à segurança jurídica da vacina Em dezembro do ano passado, o Supremo Tribunal Federal decidiu, por dez votos a um, que a vacina contra a covid-19 é obrigatória, e que estados, Distrito Federal e municípios também têm autonomia para estabelecer regras para a imunização. Desde a decisão do STF, o presidente Jair Bolsonaro vem alegando que o Supremo retirou poder do governo federal e que, por isso, não poderia tomar decisões sobre o combate à pandemia.

“O STF decidiu que o Estado pode determinar aos cidadãos que se submetam, compulsoriamente, à vacinação contra a covid-19, prevista em lei. Mas, quem se recusar a vacinação, sofrerá medidas restritivas como multa, impedimento de frequentar determinados lugares, fazer matrícula em escola. Porém, não pode fazer a imunização à força”, explicou o doutor em Ciência da Religião, Antônio Carlos da Rosa Silva Júnior.

Antônio Carlos afirma que a decisão do Supremo deixa as pessoas confusas. “Uma pessoa leiga não tem como saber quem está com a razão. A questão está em saber se o ‘povo’ percebe isso. Daqui a pouco vão dizer que os não vacinados deverão ficar longe das igrejas”, argumenta.

Diante desse embaraço, tantas dúvidas e o que fazer, Francis Collins afirma que os cristãos deverão pensar na ciência como uma dádiva do criador. Confiando ou não na vacina, é melhor voltar-se à fé, como muitos já estão fazendo, e crer que Deus está no controle da vida e da morte.

“Recomendo aos cristãos que enxerguem o desenvolvimento da ciência como bênção de Deus para a humanidade. O fato de termos conseguido desenvolver vacinas com alguma segurança e eficácia em menos de um ano é bênção de Deus. Certamente vejo que todo este processo está debaixo de Seu controle e soberania”, acrescenta Gustavo.

 

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Profeta à mesa do rei?

A Igreja de Jesus Cristo tem sobre si a responsabilidade de ser a voz profética que denuncia o pecado e toda sorte de injustiças.

Vietnã ganha a primeira Biblioteca pública cristã

Vietnã ocupa a 19 colocação na Lista Mundial da Perseguição de 2021, da Portas Abertas. Saiba mais!

Um versículo que transformou a vida de um homem

Kumar Swamy, que era filho de um feiticeiro, na Índia, se transformou após ler um versículo bíblico. Saiba mais!

Selo do rei bíblico Jeroboão é autenticado por cientistas em Israel

Após vários anos de rigorosos testes de laboratório eito por cientistas da Universidade Ben-Gurion, de Israel, o selo foi autenticado. Saiba mais!

Ao cheiro das águas, com Neide Martins

Neide Martins é a nova aposta do estilo pentecostal no Brasil

“Abandono” é o novo single da Banda Catedral

Canção inédita é uma crítica social 

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

Encontro para a Consciência Cristã em fevereiro; Saiba mais!

Pela primeira vez em mais de duas décadas, o tradicional encontro para a Consciência Cristã será realizado online.

The Send online será neste sábado, 9

Um dos maiores eventos de louvor, adoração evangelismo no mundo, o The send, costuma reunir milhares de pessoas. Saiba mais!

Passion Conference no último dia do ano; Saiba mais!

O cantor Fernandinho é o único artista brasileiro a participar da Passion Conference. Saiba mais!

Aulas criativas e transformadoras sobre a Bíblia

Para quem ensina a Bíblia, mas tem dificuldade no preparo das aulas, um workshop gratuito será apresentado pelo pastor Lécio Dornas, em janeiro. Saiba mais!
- Publicidade -

Plugue-se

Vietnã ganha a primeira Biblioteca pública cristã

Vietnã ocupa a 19 colocação na Lista Mundial da Perseguição de 2021, da Portas Abertas. Saiba mais!

“A Deus seja a glória”, Nani Azevedo sai do hospital

Internado há vários dias por complicações de covid-19, o cantor Nani Azevedo recebeu alta hospitalar nesta sexta-feira, 15.

“Abandono” é o novo single da Banda Catedral

Canção inédita é uma crítica social 

Morre o pai da cantora Cassiane

O anúncio de sua morte foi feito pelas redes sociais de Cassiane. As causas da morte ainda não foram reveladas pela família. Saiba mais!