“Eu sei que Deus proverá uma família para mim”

Foto: reprodução

A declaração é de Jonah, menino de 12 anos, que ora para ser adotado. Ele tem esperança de ter uma família

Um garoto de 12 anos que está no sistema de assistência social no Texas, nos EUA, há muitos anos diz que ainda acredita que Deus proverá uma família para ele. Jonah foi destaque no segmento de longa data da WFAA chamado “Wednesday’s Child”.

“Eu desejo ter conhecimento e sabedoria. A regra de ouro é tratar alguém da maneira que você deseja ser tratado, e é isso que eu faço ou, pelo menos, o que eu mais tento fazer”, disse ele em entrevista ao afiliado da ABC em Dallas.

Jonah acredita que Deus cuidou dele, mesmo através das dificuldades que sofreu em sua vida. “Ele me deu muitas e muitas coisas. Quanto aos abusos antes de eu entrar na CPS. Ele cuidou muito de mim. Todos os dias quando acordo eu sei que Deus está comigo. Sei quem eu sou e tenho orgulho de ser a pessoa que sou”, disse o garoto.

Estando no sistema de assistência social por quatro anos, Jonah está confiando no Senhor para lhe dar uma família que o amará e o adotará. “A razão pela qual eu quero ser adotado é porque sei que há uma família por aí que me encaixa da melhor maneira possível.”

O menino é um estudante do quadro de honra. E disse que recebeu um prêmio no ano passado por ser multitarefa.

Visão de vida

O segmento infantil de quarta-feira da WFAA oferece aos espectadores uma visão da vida das crianças que desejam ser adotadas e atualmente estão sob os cuidados do Departamento de Serviços Familiares e de Proteção do Texas. As famílias que desejam adotar crianças são incentivadas a entender ou estar dispostas a aprender sobre a dinâmica do abuso e da negligência.

“Os direitos dos pais dessas crianças foram rescindidos; portanto, estamos buscando uma família adotiva para elas. As crianças que apresentamos são todas as idades, raças e etnias. A maior população de crianças em um orfanato é grupos de irmãos e idade escolar.” Explica o WFAA em seu site.

Segundo a  KVIA, afiliada da ABC em El Paso , os dados do CPS divulgados na semana passada revelaram que mais de 20.000 crianças no Texas deixaram o sistema de assistência social. Entre esses, mais de 6.000 foram adotados e mais da metade foram adotados por seus familiares.

*Com informações de ABC em Dallas


leia mais

Ibrahim: A força que vem do alto
Persistência na fé: “É pra isso que vivo”