back to top
28.8 C
Vitória
segunda-feira, 20 maio 2024

Ansiedade – um mal a ser evitado

Acabe com ela, antes que ela acabe com você!

Por Gedimar de Araújo

Filipenses 4.4-20 – NVT

4 Alegrem-se sempre no Senhor. Repito: alegrem-se! 5 Que todos vejam que vocês são amáveis em tudo que fazem. Lembrem-se de que o Senhor virá em breve. 6 Não vivam preocupados com coisa alguma; em vez disso, orem a Deus pedindo aquilo de que precisam e agradecendo-lhe por tudo que ele já fez. 7 Então vocês experimentarão a paz de Deus, que excede todo entendimento e que guardará seu coração e sua mente em Cristo Jesus.

Introdução

Confesso que nunca havia olhado para a passagem de Filipenses 4.4-20, na perspectiva de tratar da ansiedade. Sei que a passagem é extensa e que você será tentado a pulá-la, mas gostaria de te incentivar a ler atentamente e pausadamente esta passagem.

A ansiedade é vista pelos especialistas como o “mal do século”. De acordo com a Organização Mundial de Saúde, mais de 50% das pessoas que passam pelos hospitais são vítimas de ansiedade.

- Continua após a publicidade -

Ouvindo o jornal da hora do almoço, esta semana, ouvi essa notícia: “Sete em cada dez brasileiros sofrem de ansiedade e insônia por causa de dívidas”. Uau!! Isso é terrível, não acha? Você está incluído nessa estatística?

Sentir-se ansioso é normal, ou seja, todo ser humano fica ansioso em algum momento da sua vida. A ansiedade tem aspectos positivos e negativos. Por exemplo, a ansiedade positiva estimula o indivíduo a entrar em ação, porém, a ansiedade negativa, quando é excessiva, faz exatamente o contrário, impedindo a pessoa de reagir e a paralisando-a totalmente.

Mas, do ponto de vista prático, ansiedade é uma intensa preocupação e inquietação da alma. Quando Jesus falou sobre isso, na passagem de Mateus 6.25-34, revelou algumas verdades ao afirmar que: primeiro, a ansiedade é uma aflição que nos acomete pela incerteza do amanhã (v.25); segundo, a ansiedade é uma preocupação que cultivamos e produzimos dentro de nós (v. 25,27,31); terceiro, a ansiedade é uma inquietação acerca do futuro que nos paralisa no presente (v.34).

Isso posto quero esclarecer algumas coisas sobre a ansiedade do ponto de vista bíblico. Eu sou pastor, não sou psiquiatra nem psicólogo, por isso minha abordagem será tão somente focada no ponto de vista bíblico, não clínico.

O QUE É ANSIEDADE?

Temos como responder a essa pergunta apresentando o ponto de vista bíblico sobre o que é ansiedade. A ansiedade tem três causas principais:

  1. A ansiedade coloca o problema na perspectiva errada. Qualquer situação, vista pelos óculos da ansiedade se torna catastrófica. Quando eu olho para uma questão e ela me parece insolúvel, posso suspeitar que a estou olhando com as lentes da ansiedade.
  • A ansiedade antecipa o problema. Mesmo que o problema nem vá acontecer, a mente já materializou aquela derrota. A ansiedade lida com o amanhã como se fosse hoje. Por isso Jesus disse: “…basta ao dia o seu próprio mal”.
  • A ansiedade aumenta o problema. Aquilo que é pequeno se torna gigantesco. Aquilo que é possível, é considerado impossível. A ansiedade tem a capacidade de ampliar o problema muitas vezes. Veja o problema apenas como um problema a mais que você terá que lidar, e não como O PROBLEMA.
  • A ansiedade cria o problema. Ele nem existe, mas a ansiedade já o inventa. Claro que isso não impede de você pensar antecipadamente sobre possíveis problemas e se preparar para eles. O problema está em criar problemas insolúveis, que podem nunca acontecer.
  1. A ansiedade coloca a energia na perspectiva errada. Sua energia e seu pique vão embora quando você se vê tomado pela ansiedade. Jesus fez um convite especial para pessoas que se encontram tomadas pelo cansaço da vida, ele disse: 28“Venham a mim todos vocês que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso”. (Mt 11.28 – NVT). A ansiedade foca no problema e não na solução, e isso causa alguns sintomas, entre eles:
  • A ansiedade leva ao estresse. O que é o estresse? “É o estado de tensão emocional que produz um estado psicológico desagradável”. O estresse é uma ocorrência fisiológica normal no reino animal Mas, quando se torna permanente é prejudicial, pois deixa em um estado de alerta constante. A pessoa não consegue relaxar ou descansar, e aí surgem os problemas no sono.
  • A ansiedade leva ao esgotamento. Ninguém aguenta um alto nível de ansiedade e pressão por muito tempo. Viver assim é viver fora dos limites e isso vai provocar colapso físico, emocional e mental. A ansiedade traz uma sensação de que você está carregando um fardo muito pesado. A pessoa fica sem forças para fazer o que antes fazia, podendo levar à depressão.
  • A ansiedade leva ao descontrole emocional. A pessoa fica nervosa e se irrita por qualquer motivo. Quando a ansiedade é um estilo de vida, o descontrole emocional se instala definitivamente no comportamento do indivíduo. Isso pode rapidamente caminhar para fobias e transtornos mentais mais sérios.
  1. A ansiedade coloca a Fé na perspectiva errada. De forma geral, a ansiedade é provocada pela incredulidade. “A incredulidade é a incapacidade de crer que Deus está no controle”. A incredulidade ocupa a nossa mente e o nosso coração quando desviamos os olhos de Deus.

Quais são as grandes mentiras patrocinadas pela ansiedade?

  • Deus não sabe o que fazer. Isso ataca frontalmente a Onisciência de Deus. É uma afronta ao seu conhecimento e à sua capacidade de dar respostas a tudo; Quando Deus se cala, não é por não saber o que fazer, é para esperar você desejar que Ele faça a vontade Dele e não a sua.
  • Deus não tem poder para fazer. Essa outra mentira atinge a Onipotência de Deus. Deus jamais perdeu o controle da sua vida. Ele continua rigorosamente no controle de todas as situações. Ele tem todo poder no céu e na terra.
  • Deus não estará aqui quando tiver que fazer. Mais um ataque a um atributo essencial de Deus que é a sua Onipresença. Você nunca estará num lugar onde Deus não possa te alcançar. Deus nunca te deixará e nunca se esquecerá de você

A ansiedade é consequência da falta de fé em Deus, e também é gerada pela falta de conhecimento de Deus e de Sua Palavra.

Como vencer a ansiedade?

Agora quero voltar os olhos para a mensagem de Paulo aos Filipenses, especialmente os versos de 4 a 9.

  1. Faça da alegria a sua força (v.4). Aprenda a se alegrar em Deus. Faça do Senhor a fonte da sua alegria. O tema de Filipenses é A VERDADEIRA ALEGRIA, aquela que somente Deus pode te dar. Quando essa alegria invade seu coração, você não precisa mais “andar” ansioso.
  2. Faça da bondade a sua vitrine (v.5). Seja amável. Não permita que os problemas te tornem amargo e insensível. Não deixe de ser bondoso. Continue acreditando nas pessoas. Gentileza atrai gentileza. Mude o foco dos seus interesses e foque no interesse dos outros.
  3. Faça da oração a sua vacina (v.6). Se a ansiedade é a doença a oração é a vacina que previne essa doença. A oração não apenas vai acabar com a ansiedade, como também vai prevenir que ela aconteça. Paulo ensina que a oração eficaz é focada em Deus, tem pedidos definidos, e verdadeiramente agradecida. (Adoração/Petição/Gratidão)
  4. Faça da paz o seu juiz (v.7). “Seja a paz de Cristo o árbitro em vosso coração, à qual também, fostes chamados em um só corpo; e sede agradecidos” (Cl 3.15 – ARA). A versão da NVT é esclarecedora: “Permitam que a paz de Cristo governe o seu coração, pois, como membros do mesmo corpo, vocês são chamados a viver em paz. E sejam sempre agradecidos”. Quando seu coração não estiver em paz, lembre-se de atacar a sua ansiedade e não os outros.
  5. Faça dos valores éticos o seu foco (v.8). Toda ansiedade começa na mente e vai para os demais membros do corpo. Mas a origem é a mente. Por isso Paulo manda focar (concentrar) naquilo que é verdadeiro, nobre, correto, puro, amável e admirável e recomenda levar “todo pensamento à obediência de Cristo” (II Co 10.5). Você não pode negociar os seus valores bíblicos.
  6. Faça da obediência a sua prática (v.9).  Aqui Paulo enfatiza a força do exemplo pessoal. A prática cristã deve ser a evidência de uma vida autêntica, vivida com base nos princípios estabelecidos por Deus e não segundo os padrões deste mundo. Paulo usa quatro verbos que frisam o processo de aprendizado: Aprender, receber, ouvir e ver. Mente, coração, ouvidos e olhos a serviço do Reino de Deus. Isso sim é ser um verdadeiro discípulo. Você tem sido um testemunho vivo da Palavra de Deus?

Resumindo, podemos afirmar que uma vida sem ansiedade será uma vida de: Felicidade; Generosidade; Espiritualidade; Serenidade; Integridade e Fidelidade.

Espero que este estudo tenha te ajudado a identificar as causas de sua ansiedade, e ao identificá-las, poder encarar objetivamente as áreas que você deve mudar. Além disso você precisa lutar com as “armas certas”, sua vitória é possível e está garantida em Cristo Jesus, Nele temos o sim e o amém para todas as promessas de Deus. E por fim que você consiga avaliar se está vivendo uma vida longe da ansiedade.

Ou você acaba com a ansiedade ou ela vai acabar com você!!

Deus te fortaleça!

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Publicidade

Comunhão Digital

Publicidade

Fique por dentro

RÁDIO COMUNHÃO

VIDA E FAMÍLIA

- Publicidade -