27.4 C
Vitória
sexta-feira, 15 janeiro 2021

ONU alerta para graves efeitos do aquecimento global

Para evitar superar o aumento da temperatura de 1,5°C, relatório divulgado defende um consumo energético mais eficiente, agricultura mais sustentável e menos extensiva, entre outras medidas.

Aquecimento global – O Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) da Organização das Nações Unidas (ONU) emitiu um alerta na última segunda-feira (08) sobre limitar o aumento da temperatura global a 1,5°C, diferente da meta do Acordo de Paris, que é de 2°C.

Desta forma, seria possível evitar drásticas alterações no clima. Para tal feito, serão necessárias “mudanças rápidas, vastas e sem precedentes” em nível global, alertou um relatório da ONU.

“Manter o aquecimento global em um nível inferior a 1,5°C, em vez de 2°C, será muito difícil, mas não é impossível”, disse o presidente do IPCC, Hoesung Lee, na apresentação do relatório.

As temperaturas do planeta já estão cerca de 1°C acima dos níveis pré-industriais e, caso o ritmo de aumento continue, a temperatura global deve atingir 1,5°C entre 2030 e 2052, segundo o IPCC.

“Os próximos anos serão provavelmente os mais importantes na história humana”, disse Debra Roberts, co-presidente do IPCC.

Para que a meta mais ambiciosa de 1,5°C seja atingida, as emissões de gases de efeito estufa provocadas pela humanidade teriam que ser reduzidas, em relação aos níveis de 2010, em cerca de 45% até 2030, chegando a zero por volta de 2050.

Quaisquer emissões que ultrapassem esse patamar teriam que ser compensadas com a remoção de gases de efeito estufa do ar com tecnologias como a captura e o armazenamento de gás carbônico. Contudo, o IPCC afirma que a eficácia de tais técnicas não está provada em grande escala.

O órgão explica que 0,5°C faz toda a diferença. Superar o limite de 1,5°C resultaria num maior aumento do calor extremo, de chuvas torrenciais e da probabilidade de secas, algo que teria efeito direto sobre a produção de alimentos, sobretudo em regiões sensíveis como o Mediterrâneo e a América Latina.

“Fizemos nosso trabalho, passamos a mensagem. Agora é a vez dos governos – é responsabilidade deles tomar medidas a respeito disso”, disse Jim Skea, professor do Imperial College em Londres e copresidente do IPCC.

Também afetaria a saúde, o fornecimento de água e o crescimento econômico, com um impacto especialmente negativo para populações mais pobres e vulneráveis do planeta, diz o texto, que conta com 6 mil referências científicas e foi assinado por 91 especialistas de 40 países.

Para evitar superar essa barreira de 1,5°C, o relatório afirma que é necessário um consumo energético mais eficiente, assim como uma agricultura mais sustentável e menos extensiva. O uso de energias renováveis teria que ser responsável pela geração de 70% a 85% da eletricidade até 2050, ante os atuais 25%.

Além disso, seria preciso multiplicar por cinco o investimento atual no setor tecnológico para conseguir fazer com que transportes, edifícios e as indústrias emitam muito menos poluentes.

Resultados

De acordo com o painel de cientistas, se o limite de 1,5°C for respeitado, o aumento do nível do mar até 2100 seria dez centímetros menor que no caso de um aumento de 2°C. Da mesma forma, a probabilidade de que o Oceano Ártico fique sem nenhum gelo durante o verão seria de apenas uma vez a cada cem anos com um aquecimento de 1,5°C, em vez de uma vez por década com aquecimento de 2°C. Os recifes de coral diminuiriam de 70% a 90% com o limite de 1,5°C respeitado, em vez de desaparecerem quase totalmente (99%) com um aumento de até 2°C.

“Cada pequeno aumento de temperatura importa, principalmente porque o aquecimento de 1,5°C ou mais aumenta os riscos associados com mudanças de longo prazo e irreversíveis, como a perda de alguns ecossistemas”, disse Hans-Otto Pörtner, copresidente do grupo de trabalho II do IPCC.

O relatório será usado como base para as discussões da 24ª Conferência do Clima (COP24), a ser realizada em dezembro em Katowice, na Polônia.

No encontro, cujo propósito é discutir formas de implementar o Acordo de Paris, líderes globais estarão sob pressão para elevar a ambição de seus planos nacionais para a redução das emissões de gases causadores do efeito estufa.

O documento apresentado pelo IPCC nesta segunda-feira é o primeiro de uma série a ser divulgada pelo painel de cientistas em seu sexto ciclo de avaliações sobre o clima. No ano que vem, o órgão divulgará um relatório especial sobre oceanos e a criosfera e outro documento sobre como a mudança climática afeta o uso da terra.

leia mais

Trump discursa na ONU sobre guerra comercial

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Covid voltou com força e é preciso evitar festas

o Brasil registrou 1.075 mortes pela covid, maior balanço diário desde setembro, segundo dados coletados por veículos de imprensa

Especialista alerta sobre cuidados no uso do QR Code

o usuário nunca deverá usar QR Codes que foram enviados de um remetente desconhecido, por e-mail ou mensagens instantâneas

Brasil está lendo menos, mas a Bíblia ainda é o livro preferido

Apesar dos leitores brasileiros estarem lendo menos, pesquisa "Retratos da leitura" apontou que a Bíblia continua sendo o livro preferido dos brasileiros. Saiba mais!

Eles são prioridade

Pesquisa revela que os pais cristãos escolhem a igreja pensando nos filhos. Saiba mais!

235 milhões precisam de assistência humanitária em 2021

Os fatores que atingem os mais vulneráveis estão o aumento dos preços dos alimentos e a quebra de rendimentos

Dia do Evangélico – Espiritualidade e Fé

Os evangélicos já representam cerca de um terço da população do Brasil. Saiba mais!

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

Encontro para a Consciência Cristã em fevereiro; Saiba mais!

Pela primeira vez em mais de duas décadas, o tradicional encontro para a Consciência Cristã será realizado online.

The Send online será neste sábado, 9

Um dos maiores eventos de louvor, adoração evangelismo no mundo, o The send, costuma reunir milhares de pessoas. Saiba mais!

Passion Conference no último dia do ano; Saiba mais!

O cantor Fernandinho é o único artista brasileiro a participar da Passion Conference. Saiba mais!

Aulas criativas e transformadoras sobre a Bíblia

Para quem ensina a Bíblia, mas tem dificuldade no preparo das aulas, um workshop gratuito será apresentado pelo pastor Lécio Dornas, em janeiro. Saiba mais!
- Publicidade -

Plugue-se

Juliano Son e seu “Voaremos”

Em parceria com Júlia Vitória, o artista inicia 2021 desejando novos vôos ao vento do Espírito Santo. Saiba mais!

Larry e Devi Titus em a vida a dois como você nunca viu!

Em "Ele diz, ela diz", Larry e Devi Titus traz uma abordagem inovadora, dedicada a casais em que marido e mulher têm personalidade marcante e atuam em alguma esfera de liderança

Amanda Wanessa apresenta melhoras em seu quadro de saúde

Cantora sofreu um acidente grave na semana passada. Nas redes sociais, família informou que Amanda Vanessa está sem sedativos e com a pressão normal. Saiba mais!

Nani Azevedo continua internado

Em um texto publicado no instagram, o artista está com infecção na garganta e com uma inflamação no miocárdio, causado por complicações da Covid-19. Saiba mais!