23 C
Vitória
sábado, 31 outubro 2020

Na Cúpula da Biodiversidade, Bolsonaro cita ‘cobiça internacional’ por Amazônia

Leia também

Anvisa informa que não recebeu pedido de registro formal para vacina russa

Quando a Anvisa revisa todos os documentos técnicos e regulatórios e verifica os dados de segurança e eficácia

STF começa a julgar pedido do PDT para afastar Guedes

"A amplitude do objeto da arguição de descumprimento de preceito fundamental não significa admitir seja qualquer ato", registrou Marco Aurélio

Indicador de incerteza na economia cai para 143,8 pontos em outubro, diz FGV

O componente de Mídia recuou 4,0 pontos, para 126,0 pontos, contribuindo negativamente em 3,5 pontos para a queda do indicador geral no mês

Em agosto de 2020, o Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) detectou 1.499 km² de desmatamento na Amazônia Legal

Por Nicholas Shores e Emilly Behnke (AE)

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira, 30, em discurso transmitido na Cúpula da Biodiversidade da Organização das Nações Unidas (ONU), que rechaça “de forma veemente” o que chamou de “cobiça internacional” sobre a Amazônia brasileira. Ele prometeu também “defender” a região de “ações e narrativas que agridam os interesses nacionais”.

No pronunciamento preparado, Bolsonaro repetiu termos que já haviam aparecido na sua reação a uma declaração do candidato democrata à Presidência dos Estados Unidos, Joe Biden, como “cobiça” e “soberania”. Em debate com o presidente Donald Trump na noite de ontem, Biden disse que, se eleito, iria reunir países e doar US$ 20 bilhões para a proteção da região amazônica Sem mencionar o governo brasileiro, acrescentou que, se a destruição do bioma continuasse, haveria “consequências econômicas significativas”.

“Na Amazônia, lançamos a Operação Verde Brasil 2, que logrou reverter, até agora, a tendência de aumento da área desmatada observada nos anos anteriores”, discursou Bolsonaro na cúpula da ONU, sem detalhar a medida usada para embasar sua afirmação. Em agosto de 2020, o Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) detectou 1.499 km² de desmatamento na Amazônia Legal, alta de 68% em relação a agosto de 2019.

“Vamos dar continuidade a essa operação para intensificar ainda mais o combate a esses problemas que favorecem as organizações que, associadas a algumas ONGs, comandam os crimes ambientais no Brasil e no exterior”, acrescentou o mandatário.

Nesse ponto da fala, o presidente brasileiro sustentou que, mesmo enfrentando a pandemia do novo coronavírus, seu governo teria reforçado ações de vigilância sobre biomas em 2020 e fortalecido meios para combater “a degradação dos ecossistemas, a sabotagem externa e a biopirataria”.

Ele apontou ainda que, no Pantanal, o governo federal teria fortalecido a “integração entre as agências governamentais, com o apoio das Forças Armadas”, para combater de forma coordenada os focos de incêndio, segundo Bolsonaro, “no entorno” dessa região.

“Isso mostra que mantemos firme nosso empenho em buscar o desenvolvimento sustentável do País, com esteio em uma agricultura baseada na biotecnologia, de comprovada eficiência, e também na preservação do nosso patrimônio ambiental”, disse.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Bolsonaro recebe Crivella para gravar vídeo de apoio

A assessoria do prefeito informou que Crivella ouviu conselhos do presidente e os dois gravaram programa oficial para a campanha eleitoral

Bolsonaro reforça que não quer privatizar o SUS

Presidente destacou ainda que não pode remanejar recursos do Legislativo para a Saúde e que não era um "ditador"

‘Nós estamos fazendo mais com menos’, diz Bolsonaro

"É uma honra muito grande ter um Exercito brasileiro com esse grau de patriotismo e dedicação à pátria", decalarou o presidente

Ex-porta-voz Rêgo Barros critica Bolsonaro em artigo

No ano passado, o porta-voz passou a ser alvo de críticas de um dos filhos do presidente, o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ)

Governo não planeja prorrogar GLO na Amazônia até 2022, diz Mourão

Vice-presidete apresentou nesta quarta-feira, 28, ao presidente Jair Bolsonaro o planejamento de estratégias do Conselho da Amazônia

‘Discretamente, vou começar a atuar nas campanhas’, diz Bolsonaro

"Terminando as eleições (eu gravo). Não quero dor de cabeça com política. Você me desculpa, mas não vou gravar", concluiu o Presidente

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

Culto vai celebrar os 48 anos do Hospital Evangélico

Por conta da pandemia, culto de ação de graças será em formato drive-in, em Vila Velha (ES). 

Semana dos manuscritos do Mar Morto; Saiba mais!

Arqueólogos e especialistas vão apresentar um dos mais impactantes achados da humanidade, na semana dos manuscritos do Mar Morto. Evento, que começa nesta segunda,19, é gratuito!

Live Solidária “Um Com Eles” em Libras

A live solidária, realizada pela Portas Abertas, será transmitida pelo Facebook, e estará acessível a todos que entendem a língua brasileira de sinais. Saiba mais!

Desafio Superação em corrida virtual; É neste domingo, 18

Em alusão ao Outubro Rosa, o Desafio Superação vai mobilizar mulheres cristãs de todo o Brasil em prol da saúde. Saiba mais!
- Publicidade -

Plugue-se

Larissa e Isabela e Mariana Valadão cantam o amor

Baseada no amor cristão, música é o quarto lançamento de Larissa e Isabela pela Sony

Nova fase da Academia da Bíblia SBB

Com novos cursos, o projeto de capacitação bíblica da SBB deseja auxiliar o cristão no estudo aprofundado da Palavra de Deus. Saiba mais!

Quando Deus é a fonte do equilíbrio em campo e da força emocional

Sucesso na Liga dos Campeões da Europa, o goleiro Keylor Navas, 33 anos, dirige estudos bíblicos com um grupo de 10 pessoas em Paris.

Clovis Pinho, o que vem por aí?

Novo single de Clovis Pinho deve chegar ao mercado em novembro. Saiba mais!