18.5 C
Vitória
segunda-feira, 6 julho, 2020

Lamento informar, mas merecemos este governo

Mais lidas

Partida entre Fluminense e Botafogo será transmitida em TV aberta

Partida entre Fluminense e Botafogo será transmitida em TV aberta

Presidente sobrevoou áreas afetadas por ciclone em Santa Catarina neste sábado

"Governo está a disposição para ajudar os atingidos", diz Bolsonaro. Confira!

Como é ser cristão em um país budista?

Apesar do budismo ser visto como uma religião pacífica, seguidores do cristianismo sentem a força da pressão ao se converterem

Flexibilização do isolamento pode ter levado 1,1 milhão de volta ao trabalho

Segundo a Pnad Covid, pesquisa divulgada pelo IBGE, de 7 a 13 de junho, a taxa de desemprego no País estava em 12,4%, ante 11,8% na semana anterior

Claro que você pode não se enquadrar no que vou descrever aqui. E, se este é o seu caso, estou certo de que concordará comigo que, infelizmente, faz parte da exceção. Pois bem, tirando honrosas exceções, estatisticamente insuficientes para mudarem o cenário geral, o mesmo povo que reclama da corrupção
do Governo é tão corrupto quanto ele. Melhor: é tão corrupto o quanto pode. Muitos dos que se queixam dos políticos, dos servidores públicos e dos comerciantes desonestos, na verdade, reclamam de não terem acesso aos mesmos níveis de ganhos ilícitos. Jesus, no Sermão do Monte, alerta a não querermos tirar o cisco do olho do outro antes de removermos a trave dos nossos (Mateus 7.1,5). Parece este ser o caso da população, rápida em condenar os políticos e os empresários, mas igualmente corrupta, desleal e/ou desonesta. Infelizmente, é verdade que o povo tem o Governo que merece.

Caso o leitor discorde de mim, vejamos: em todas as eleições vemos trocas de voto por jogo de camisas de futebol, botijões de gás, remédios ou coisas do
gênero. Tem brasileiro que apoia o “gatonet”, fura fila (nos estabelecimentos ou ao utilizar o acostamento nos engarrafamentos), estaciona em vaga para deficientes, aceita se livrar de uma multa dando uma “cervejinha” para o guarda, senta-se na cadeira preferencial do coletivo e finge dormir quando aparece quem tem direito a ela, joga lixo em local inapropriado, simula doença para ficar em casa recebendo salário, utiliza atestado médico falso, pede para não ter carteira assinada no novo emprego para continuar a receber seguro-desemprego.

E ainda, que superfatura notas fiscais para ficar com o “troco”. Que altera o medidor de energia elétrica ou usa água clandestina. Há quem compre Bíblias e CDs piratas só porque são mais baratos (originários de empresas que sonegam impostos e usam, na maioria das vezes, mão de obra escrava!). Quem baixa músicas e filmes cristãos gratuitamente em sites ilegais. Quem usa o horário e o equipamento do trabalho para fazer algo para a igreja sem o conhecimento e a permissão do patrão… e por aí vai. Certa feita, todos queriam apedrejar uma mulher adúltera, mas Jesus recomendou que aquele que estivesse sem pecado atirasse a primeira pedra. Hoje, temos dois problemas: muitos atiram a primeira pedra sem qualquer exame prévio de consciência, e outros tentam seguir caminho tão errado quanto, que é o fingir que algumas coisas não são pecado. À adúltera, Jesus, após salvá-la do apedrejamento, disse para “não pecar mais”.

Infelizmente, muitos cristãos hoje criam desculpas para dizer que o pecado não é pecado. Ou que o seu pecado não é tão grave quanto o pecado do político,
do vizinho etc. E ainda há os que só julgam os erros dos outros e não enxergam os próprios. Os exemplos poderiam continuar, mas vou parar por aqui. Já basta para dizer que, enquanto o brasileiro não parar de praticar essas (não tão pequenas) corrupções, o Governo não será nada se não a reprodução da mesma
(falta de) ética que impera na sociedade.

Daí, o nosso grande desafio, como cidadãos e como cristãos, é vivermos uma vida íntegra, de forma a sermos exemplo. Manter nosso “metro quadrado” honesto, trabalhador, digno. Esse é o ensino de Tito 2.6,7: “Em tudo seja você mesmo um exemplo para eles, fazendo boas obras”. Recomendação semelhante está em 1 João 2.6: “Aquele que afirma que permanece nEle deve andar como Ele andou.”

Num país onde há tanta gente corrupta, o cristão precisa fazer a real diferença. Não apenas no discurso, mas até nas pequenas ações. Se você é esse tipo de cristão, continue! Seja sal e luz (Mateus 5.13-16). Não se deixe abater ou influenciar pelos corruptos (Efésios 5.8-17); é você quem tem que influenciá-los. Não se omita; lute para mudar esta sociedade. Esse é o seu dever enquanto estiver aqui. O Governo desta terra é passageiro. O de Deus é eterno.

William Douglas é juiz federal/RJ, professor universitário e escritor. Considerado o maior especialista em concursos pelas revistas Veja, Você S/A e Valor Econômico, possui mais de 1 milhão de livros vendidos e falou para mais de 1,6 milhão de pessoas. É um dos autores do best-seller “As 25 Leis Bíblicas do Sucesso”

- Continua após a publicidade -

Comunhão Digital

- Continua após a publicidade -

Fique Por Dentro

Artistas cristãos na ação social “Eu Soul VC”

Entre os artistas cristãos confirmados estão Casa Worship, Renascer Praise, André e Felipe, Rebeca Carvalho e Leandro Borges

The send Argentina é adiado para 2021

Em comunicado, os organizadores do The Send disseram que a data exata será definida assim que o governo tiver o poder de reativar eventos maciços

Em agosto, 16º Fórum de Ciências Bíblicas

Com o tema “A Bíblia para as novas gerações”, evento será realizado nos dias 13 e 14 de agosto, no Centro de Eventos de...

Expoevangélica 2020 é adiada para dezembro

Neste ano, a Expoevangélica celebra 15 anos e pretende realizar uma grande festa em Fortaleza (CE).

Plugue-se

Kanye West anuncia nova música de trabalho com temática gospel

Em um vídeo curto Kanye West divulgou detalhes da melodia da canção "Wash Us In The Blood" (Lava-nos no Sangue)

Enciclopédia dos adventistas em formato digital

Enciclopédia é fruto de um trabalho de dezenas de profissionais em várias partes do mundo e inclui material sobre pioneiros adventistas na América do Sul

Juliano Son canta “Nada mudou”, do EP Tudo Novo

Canção é o quinto e último single do projeto musical Tudo Novo, de Juliano Son

Kemuel e o fenômeno da música “Algo Novo”

Com quase cinco milhões de vies no Youtube, "Algo Novo", tem impactado a vida de muita gente e diversos testemunhos de cura