Edição 225

Ao criar o homem e a mulher, Deus fez com um encaixe perfeito no principal par da Sua obra e deixou claro na Palavra que eles deviam se completar. E sexo faz parte daquilo que é necessário para sustentar um casamento, tanto que especialistas o apontam como é um dos principais responsáveis pela separação conjugal atualmente.

Os cristãos, caso não tenham a orientação adequada, também podem sucumbir diante desse problema. A união abençoada pelo Altíssimo corre o risco de se romper quando o casal não mantenha um vínculo franco, saudável e completo entre quatro paredes. Então resolvemos falar abertamente sobre esse assunto. A abordagem ocorreu de forma direta e honesta, tratamento que precisa estar presente também quando a vida sexual é discutida no meio evangélico, principalmente pelas igrejas.

O conteúdo da matéria é surpreendente e esclarecedor, com opinião de especialistas e testemunhos de pessoas que não têm medo de dizer a verdade, doa a quem doer, sem puritanismos e ou crenças desconexas com a Bíblia. Sim, senhores, muita coisa que se justifica quanto ao sexo não está fundamentada nas Escrituras ou é interpretada erroneamente.

E por falar em questões entendidas equivocadamente, Comunhão também destaca a administração das igrejas nesta edição. É, elas devem ser gerenciadas com pulso firme para alcançar seus objetivos, com organização, estratégias e metas. Vale a pena conhecer o que tem surgido no mercado para ajudar as congregações a implantar ou incrementar as práticas administrativas ministeriais.

Estamos contando neste mês a história da rainha Ester, uma mulher à frente do seu tempo, que lutou bravamente ao interceder pelo seu povo junto ao rei Assuero, mesmo sem a autorização deste, colocando sua vida em risco. E qual a relação dessa personagem bíblica forte e ao mesmo tempo bela e delicada com as mulheres dos dias de hoje? Venha descobrir.

As duas entrevistas deste número também estão imperdíveis. Uma delas é com o presidente da Convenção Batista do Espírito Santo, Doronézio Pedro de Andrade, que ressaltou o centenário da instituição e outros assuntos que envolvem a denominação no Estado.  Conversamos, ainda, com a psicóloga cristã Marisa Lobo, que aponta seus argumentos contra a ideologia de gênero pregada por educadores. O assunto, aliás, é tema do congresso que a especialista vai participar no Espírito Santo em junho.

Na sociedade contemporânea, reservar um tempo para ter intimidade com Deus tem sido uma tarefa difícil, mas essa é uma atitude que precisa de organização e muito necessária. Confira na reportagem as orientações para destinar um momento em sua agenda para ficar a sós com o Pai, mesmo na tribulação do dia a dia.

E mais: “Na Estrada”, “Plugue-se”, “O Pastor Responde”, “Missões”, “Política” e muito mais.

Aproveite sua revista!

Mário Fernando Souza
Editor Executivo

 

Compartilhe