31.9 C
Vitória
domingo, 28 novembro 2021

Fluminense vence Flamengo pela 4ª vez no ano

Em seu primeiro Fla-Flu como titular, John Kennedy fez valer a fama de carrasco rubro-negro, oriunda das categorias de base, ao fazer dois gols na vitória do Fluminense por 3 a 1 para cima do Flamengo na noite deste sábado, no Maracanã, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro

Por Kim Belluco, especial para a Agência Estadão

O resultado que afasta a equipe de Renato Gaúcho da briga por mais um título nacional.

Para o lado tricolor, a vitória recoloca a equipe na luta por uma vaga na próxima edição da Copa Libertadores da América e quebra uma marca importante na história do clássico. O Fluminense não vencia o rival por quatro vezes no mesmo ano desde 1971. Só em 2021, foram seis confrontos, com quatro triunfos tricolores, um empate e um do Flamengo, o que lhe rendeu o título estadual.

O revés fez o Flamengo ser ultrapassado pelo Fortaleza e cair para a terceira posição, com 46 pontos, dez abaixo do líder Atlético-MG, que ainda joga na rodada. O Palmeiras, com 46, é outro que poderá ‘roubar’ a posição do rubro-negro na tabela de classificação. O Fluminense, por outro lado, continuou em oitavo, mas agora com 39 pontos, se aproximando do G-6 e aliviando, de vez, a pressão em cima do técnico Marcão.

Sem jogadores consagrados como Fred, Gabriel Barbosa e Bruno Henrique, as apostas de Flamengo e Fluminense foram em jovens revelações. Do lado rubro-negro, Renato Gaúcho surpreendeu ao escalar Vitor Gabriel, de apenas 21 anos, na vaga de Pedro, que sofreu uma lesão no joelho, de última hora, e virou desfalque. Já Marcão apostou em John Kennedy, 19, enquanto seu artilheiro não sai do Departamento Médico.

Em seu oitavo jogo pelo Fluminense na atual edição do Brasileirão, John Kennedy desencantou. O atacante não deixou a torcida sentir saudade de Fred e abriu o placar aos 16 minutos. Ele recebeu belo cruzamento e exigiu grande defesa, à queima-roupa, de Diego Alves. No rebote, completou para o fundo das redes.

O gol aconteceu no momento exato, bem quando o Flamengo estava dominando. O time de Renato Gaúcho começou o jogo na habitual pressão e desperdiçou grande oportunidade de marcar logo de cara, quando Matheuzinho aproveitou a confusão dentro da área do Fluminense para cabecear no travessão.

Após o gol, o Fluminense aumentou o ímpeto, mas o Flamengo continuou com a posse de bola, devido à qualidade de seus jogadores, mas a melhor chance saiu com o jovem Vitor Gabriel. Marcos Felipe, no reflexo, defendeu. Em vantagem, o time tricolor colocou os 11 jogadores atrás da linha do meio de campo para não dar espaço ao rival.

No segundo tempo, John Kennedy voltou a roubar a cena. A noite era mesmo do atacante. No primeiro lance de perigo do Fluminense, aos 15 minutos, ele aproveitou a indecisão de Diego Alves para se jogar na bola e fazer o segundo, novamente num momento oportuno. O Flamengo montou a blitz na área tricolor, mas sem ser efetivo como em outras oportunidades.

De tanto insistir, o Flamengo esboçou uma reação ao marcar com Renê, aos 25 minutos. Tudo levava a crer que o empate seria questão de tempo, mas não foi desta vez. Aos 40, Abel Hernández, que substituiu John Kennedy, destaque da partida, aproveitou um erro de Gustavo Henrique para chapar no ângulo de Diego Alves e confirmar mais uma vitória do Fluminense diante do maior rival em 2021.

Na próxima rodada, o Flamengo enfrenta o Atlético-MG no sábado, às 19h, no Maracanã. No domingo, às 16h, o Fluminense visita o Ceará, no Castelão, em Fortaleza.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se