26.9 C
Vitória
domingo, 28 novembro 2021

Endocrinologista alerta para importância de medicamentos contra obesidade

O Supremo Tribuna Federal (STF) derrubou lei que permitia vendas de remédios contra a obesidade. A lei do ano de 2017 liberava uso de algumas medicações e agora foi revogada

Por Munik Vieira

Essas medicações foram proibidas em 2011 e em 2017 voltaram a ser comercializadas, e ontem foram revogadas. As medicações anfepramona, femproporex e mazindol estão proibidas e sibutramina chegou a ser citada porém segue com comercialização normal.

Para a endocrinologista e especialista em Medicina Esportiva, Gisele Lorenzoni, a resolução interfere de forma negativa no tratamento da obesidade, apesar de tais medicações estarem sendo utilizadas em menor escala nos dias atuais. “Estes medicamentos (anfepramona, femproporex e mazindol) já tem uma menor escala de uso, mas sua proibição sempre afeta no tratamento, porque cada paciente responde melhor a um tipo de medicação”, explica a endocrinologista.

De acordo com Gisele, a prevalência da obesidade vem aumentando significativamente e especialmente no último ano com a pandemia. “Ela é uma doença crônica e deve ser tratada como tal, assim como hipertensão e diabetes, por exemplo,” explica. “Existem outros remédios mais modernos, novos, com efeito excelente no controle do peso, mas ainda de custo elevado, o que dificulta em muito o tratamento de pacientes com obesidade, e acaba diminuindo ainda mais o nosso arsenal terapêutico”, ressalta a especialista.

O Brasil é um dos países com menor número de medicamentos para obesidade, o que dificulta ainda mais os cuidados. “Mesmo com novos medicamentos para perda de peso, que tem nos ajudado muito, encontramos barreiras com custo inviabilizando ainda mais o tratamento da doença”, finaliza a endocrinologista.

Obesidade

A obesidade é definida pelo índice de massa corporal (IMC) maior que 30 – calcula-se o peso em quilos dividido pela altura ao quadrado – é uma doença crônica que acarreta outros diversos problemas de saúde, incluindo o câncer.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se