28.8 C
Vitória
terça-feira, 23 abril 2024

Desbloqueie sua felicidade

Foto: Freepik

Por não saber o que nos faz felizes, ou por medo de que a felicidade seja passageira e que algo de ruim aconteça em seguida, bloqueamos a felicidade

Por Lilia Barros 

Desde os primórdios, os seres humanos têm buscado a felicidade como um objetivo central em suas vidas. Isso ocorre porque somos seres emocionais. Queremos sentir alegria, amor e satisfação, e evitar sentimentos como tristeza e frustração. Mas, a felicidade existe ou é ilusão? Ter clareza sobre isso afetará todas as áreas da vida. O trabalho, os relacionamentos, o lazer, os planos, estão alinhados ao propósito que se persegue.

É comum desejar a felicidade e seguir no caminho contrário a ela, seja por baixa autoestima, medo ou desconhecimento. Mas há uma saída e ela está ao nosso alcance. Ativar a felicidade para si mesmo e para outra pessoa é uma conquista que requer propósito, clareza e determinação.

A psicóloga cristã Marisa Lobo ressalta que é preciso ter a consciência de que a busca pela felicidade pode ser complexa, por diversos motivos. “Primeiro, cada indivíduo possui suas próprias definições de felicidade, o que torna difícil estabelecer um padrão único. O que me faz feliz pode não ser o mesmo para você. Cada um de nós enfrenta desafios únicos ao longo do caminho. É importante lembrar que a felicidade não é um destino final, mas sim uma jornada contínua. Devemos ser gentis com nós mesmos, aceitar que nem todos os dias serão perfeitos e buscar o equilíbrio em todas as áreas de nossas vidas.”

- Continua após a publicidade -
Desbloqueie sua felicidade
Marisa Lobo é escritora, psicóloga, teóloga, especialista em direitos humanos, pós-graduada em saúde mental. Foto: Arquivo Pessoal

Tudo que se faz, se adquire e experimenta; toda convivência e relacionamentos; tudo que se estuda e descobre de novo, tem por objetivo final encontrar a satisfação, a felicidade pessoal e coletiva. Viagens a lugares paradisíacos podem proporcionar momentos de grande alegria, mas a felicidade ainda pode estar sendo bloqueada. É por isso que Marisa Lobo ensina a ativá-la não apenas como um sentimento prazeroso, mas como estilo de vida.

“Acreditem ou não, todos nós temos os meios para sermos felizes, mas muitas vezes, não sabemos como desbloquear atitudes e sentimentos para sermos felizes. A felicidade está ao nosso alcance, basta sabermos aproveitá-la. Com autoconhecimento, gratidão, relacionamentos saudáveis, vivendo o presente e buscando equilíbrio, podemos encontrar a felicidade em nossa vida diária. Lembre-se de que cada pessoa tem sua própria jornada, então não se compare aos outros. Seja gentil consigo mesmo e celebre suas conquistas. E nunca se esqueça de ser grato a Deus. Deem graças ao Senhor porque ele é bom; o seu amor dura para sempre.” (Sl 118)

Entretanto, segundo ela, é possível que alguém não queira ou não saiba ser feliz. “Algumas pessoas podem não ter uma compreensão clara do que é a felicidade para elas. Algumas pessoas podem ter medo de serem felizes. Isso pode parecer estranho, mas é verdade. Às vezes, temos medo de que a felicidade seja passageira ou que algo ruim possa acontecer depois de nos sentirmos realmente felizes. É importante reconhecer e superar esses medos para permitir que a felicidade entre em nossas vidas. Muitas vezes, as pessoas não sabem o que as faz verdadeiramente felizes porque não se conhecem o suficiente, e pouco sabem do que Deus espera delas. É fundamental explorarmos nossos interesses, paixões e valores para descobrir o que nos traz alegria e satisfação, e mergulhar na Palavra e nos valores bíblicos que destravam os nossos medos e desbloqueiam a felicidade. E a Palavra de Deus nos dá o caminho “Deleita-te também no Senhor, e ele te concederá o que deseja o teu coração.” (Sl 37:4)

Perfil de quem é mais feliz

Pessoas que têm um senso de gratidão são mais propensas a serem felizes. Pessoas que têm fé em Deus, verdadeiramente, são mais propensas a serem felizes. Pessoas que conseguem apreciar as coisas boas da vida e expressar gratidão por elas ajudam a criar um estado de espírito positivo que aumenta a satisfação geral.

Segundo Marisa, personalidades extrovertidas, pessoas resilientes, altruístas, com uma atitude positiva e um senso de gratidão, que exercitam, põem em prática sua fé, os ensinamentos bíblicos, são mais propensas a serem felizes. No entanto, é importante lembrar que a felicidade é subjetiva e cada pessoa tem suas próprias características e experiências que contribuem para sua felicidade. O mais importante é encontrar o equilíbrio entre cuidar de si mesmo e dos outros, cultivar uma mentalidade voltada para a espiritualidade, a crença e fé em Deus, e apreciar as pequenas coisas da vida.

Ajude alguém a ser feliz

Podemos encorajar as pessoas a se perguntarem o que as faz felizes e a explorarem diferentes atividades e experiências. Incentivar a autorreflexão e o conhecimento bíblico sobre autoestima, entender que nossa fé, nossa religião, nos ensina a buscar a felicidade.

Mas Marisa ressalta que é importante lembrar que a felicidade é uma jornada contínua, e que Deus está com você nessa jornada. “Devemos aprender a apreciar os momentos de felicidade e não projetar para o futuro ou olhar o passado para lamentar. O seu futuro depende de como você trata o seu presente. Aproveite os momentos, mesmo que sejam breves, e busque constantemente maneiras de cultivar mais momentos felizes em sua vida, Assim você vai consolidando a felicidade”, conclui a psicóloga.

Cinco passos para ser feliz:

  1. Autoconhecimento: o primeiro passo para ser feliz é se conhecer verdadeiramente. Tire um tempo para refletir sobre seus valores, paixões e objetivos na vida. Em Provérbios 4, 7-9 a Palavra de Deus nos adverte: “A sabedoria é a coisa principal; adquire, pois a sabedoria, emprega tudo o que possuis na aquisição de entendimento. Exalta-a, e ela te exaltará; e, abraçando-a tu, ela te honrará. Dará à tua cabeça um diadema de graça e uma coroa de glória te entregará”.
  2. Gratidão: agradeça pelas coisas boas que acontecem em sua vida, mesmo as pequenas. A gratidão ajuda a valorizar o que temos e traz uma sensação de contentamento. Em Salmos 118 está escrito: Deem graças ao Senhor porque ele é bom; o seu amor dura para sempre”.
  3. Relacionamentos saudáveis: cultive amizades verdadeiras e relacionamentos positivos. Estar cercado de pessoas que nos apoiam e nos fazem bem é essencial para a felicidade, como ensina Eclesiastes 4: 9-10.
  4. Viva o presente: muitas vezes, ficamos presos ao passado ou preocupados com o futuro. É preciso aprender a viver o momento presente, aproveitando cada instante e encontrando alegria nas pequenas coisas (Mateus 6:34).
  5. Busque o equilíbrio: promova equilíbrio entre trabalho, lazer e autocuidado, como recomendado em Provérbios 3, 21-22. Priorize seu bem-estar físico e mental, reservando tempo para atividades que te fazem feliz.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Publicidade

Comunhão Digital

Publicidade

Fique por dentro

RÁDIO COMUNHÃO

VIDA E FAMÍLIA

- Publicidade -