back to top
26.9 C
Vitória
domingo, 16 junho 2024

Para 52% dos evangélicos, Lula é pior que Bolsonaro

Lula tem tentado se aproximar da comunidade evangélica, mas tem encontrado resistência. Foto: Ricardo Stuckert

A desaprovação em relação ao governo atual também cresceu entre os evangélicos, passando de 56% (janeiro) para 62% (dezembro), alta de 10,71%

Por Cristiano Stefenoni

Para 52% dos evangélicos, a gestão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) é pior que o de seu antecessor, Jair Bolsonaro (PL), segundo pesquisa do PoderData/ Poder360, realizada de 16 a 18 de dezembro e divulgada no último final de semana. A desaprovação também cresceu, passando de 56% (janeiro) para 62% (dezembro), alta de 10,71%. O pico da rejeição foi em setembro, quando bateu os 64%.

Já os que consideram o atual governo melhor do que o seu antecessor é de 30%. Mas no âmbito geral da pesquisa, onde são incluídos não apenas os evangélicos, 49% consideram a administração de Lula melhor do que a de Bolsonaro, 38% acham pior e outros 15% igual.

A pesquisa foi realizada por meio de ligações para celulares e telefones fixos. Foram 2.500 entrevistas em 244 municípios nas 27 unidades da Federação. A margem de erro no estrato geral da pesquisa é de 2 pontos percentuais. O intervalo de confiança é de 95%.

- Continua após a publicidade -

Para tentar “quebrar o gelo” e reduzir esse distanciamento com os evangélicos, o governo tem feito várias ações em prol da comunidade evangélica. No dia 27 de novembro, por exemplo, foi assinado um protocolo de intensões pelo ministro do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, Wellington Dias, para que as igrejas sejam uma porta de encaminhamento de pessoas em situação de fome, pobreza e desemprego para programas sociais, como o Bolsa Família, benefícios previdenciários e Minha Casa, Minha Vida.

Também está para ser votada a PEC 05/23, que amplia as isenções tributárias de igrejas e veda quaisquer impostos sobre a aquisição de bens e serviços para formação do patrimônio, geração de renda e prestação de serviços pelas organizações religiosas de qualquer culto.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Publicidade

Comunhão Digital

Publicidade

Fique por dentro

RÁDIO COMUNHÃO

VIDA E FAMÍLIA

- Publicidade -