back to top
27.9 C
Vitória
sábado, 22 junho 2024

Cristãos promovem cultos secretos em florestas escuras na Coreia do Norte

Foto Representativa Portas Abertas

Eles se reúnem dessa maneira para adorar o Senhor, orar uns pelos outros e compartilhar sobre Cristo no país que ocupa o 1º lugar na LMP 2023

Por Patricia Scott 

Classificada como o “pior lugar do mundo” para um cristão viver, a Coreia do Norte ocupa o 1º lugar na Lista Mundial da Perseguição (LMP) 2023 elaborada por Portas Abertas. A instituição revela que há notícias de que os seguidores de Jesus se encontram em florestas, no escuro, com apenas uma vela para iluminar o caminho. Eles se reúnem dessa maneira para conseguir adorar o Senhor, orar uns pelos outros e compartilhar sobre Cristo.

Vale salientar que entre 50 e 70 mil cristãos estão presos na Coreia do Norte. Eles são obrigados a realizar trabalhos forçados nas prisões chamadas “Kwalliso”, onde ficam os presos políticos. Nos presídios, os seguidores de Jesus se encontram em banheiros para cultuar a Deus. Uma prisioneira que conseguiu escapar da prisão revela: “Aquele lugar não foi feito para um ser humano, até porque, para os guardas, não somos humanos. Somos menos do que animais”.

Violência e vigilância

“Ore para que os cristãos norte-coreanos sintam a presença de Deus e peça ao Senhor que conceda força sobrenatural para que suportem a violência e as condições deploráveis da prisão”, pede Portas Abertas, que compartilha ainda que, no país, seguir a Jesus é considerado um crime político. Dificilmente, os cristãos são julgados antes da condenação. Muitos desaparecem.

- Continua após a publicidade -

Na Coreia do Norte, as pessoas que entregam a vida para Jesus passam a ser constantemente vigiadas, tanto pelas autoridades quanto pelos próprios vizinhos. Nos locais de trabalho, a pressão e a perseguição são grandes. Isto porque se descobertos são apontados por delatores. Em troca, o Estado oferece recompensa, como porções de alimento ou fornecimento de eletricidade, de acordo com Portas Abertas.

A instituição missionária aponta ainda que, por trás da postura bélica do regime ditatorial, há uma hostilidade brutal contra os cristãos norte-coreanos. Eles são enviados para campos de trabalho forçado, em condições subumanas, ou são executados.

Com informações Portas Abertas 

 

 

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Publicidade

Comunhão Digital

Publicidade

Fique por dentro

RÁDIO COMUNHÃO

VIDA E FAMÍLIA

- Publicidade -