back to top
20.9 C
Vitória
domingo, 23 junho 2024

“Precisamos falar da importância do estudo bíblico”, diz pastor Wilson Porte

Pastor e teólogo Wilson Porte. Foto: Victor Rodrigues.
Pastor e teólogo Wilson Porte. Foto: Victor Rodrigues.

Wilson Porte, teólogo e pastor da primeira Batista Liberdade de Araraquara em São Paulo, destaca a importância do ensino teológico para as igrejas no Brasil

Por Victor Rodrigues

A Bíblia é a Palavra de Deus. Conhecer às Escrituras Sagradas não é importante somente para o processo de tomada de decisão. É, também, necessário para conhecer e entender como viver a vida de acordo com a vontade do Senhor.

Em entrevista à Comunhão, o pastor e teólogo Wilson Porte, presidente da Igreja Batista da Liberdade em Araraquara, São Paulo, e presidente do conselho do Seminário Martin Bucer, em São Paulo, destacou a importância do estudo bíblico nos dias atuais.

Porte, que também é autor de livros como “Um Pregador da Graça”, “Depressão e Graça”, “Um Guia para a Nova Vida” e “Pentateuco”, destacou que, por meio das Escrituras, o homem tem acesso ao plano de Deus para toda a humanidade, e a correção das intenções do coração do homem faz parte do estudo da Palavra.

- Continua após a publicidade -

“Pois a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais afiada que qualquer espada de dois gumes; ela penetra ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e julga os pensamentos e intenções do coração.” (Hebreus 4:12).

Qual diagnóstico você faz da igreja brasileira em relação ao conhecimento bíblico e ao púlpito saudável? 

Wilson Porte – Então, depende muito do que nós chamamos de igreja brasileira. Vamos ter igrejas que são bem saudáveis, onde os púlpitos possuem pastores fiéis, e a gente vai ter igrejas que são o oposto extremo disso. Existem igrejas no Brasil que são saudáveis, são poucas, estão bem espalhadas, mas elas existem. Por outro lado, nós temos um número gigante de igrejas no nosso país compostas de pessoas que foram formadas em locais e  por pessoas que nem criam que a Palavra de Deus é a Palavra de Deus. Em vez de pregarem a Palavra, elas trazem outras coisas para prenderem as pessoas. 

Pastor e Teólogo Wilson Porte. Foto: Victor Rodrigues.
Pastor e Teólogo Wilson Porte. Foto: Victor Rodrigues.

O que fazer para mudar essa geração pouco estudiosa, biblicamente falando? 

Wilson Porte -Precisamos falar muito a respeito da importância do estudo bíblico, da leitura, da fuga, da mera curiosidade e a respeito do perigo das distrações que as redes sociais hoje podem nos trazer. Como exemplo, os streamings de vídeo como Netflix, ou o próprio YouTube, temos tanta informação que a gente quer saber de tudo e, ao mesmo tempo, a gente não se aprofunda em nada. Curiosidades matam a estudiosidade. E nós não fomos chamados para saber de tudo, mas naquilo que pudermos conhecer, sabermos profundamente para abençoarmos quem não conhece aquilo. Então, a solução é alertar as pessoas para o perigo das meras curiosidades. 

Muitos questionam a teologia reformada sobre ser gelada. Será que estudar esfria a fé ou aviva?  

Wilson Porte -Estudar a Palavra de Deus aviva a fé. No Salmo 39, Davi vai dizer que, quando ele meditava nas promessas de Deus do passado, um fogo ardia no coração dele. A leitura de um livro cristão para a edificação não é uma mera leitura, é uma leitura através da qual nós buscamos um relacionamento, mas não com um fim em si mesmo, isso qualquer ímpio faz. Agora, quando eu leio para buscar ser mais parecido com Cristo, para louvar a Deus pela história, para conhecer aquela doutrina e saber o que ela me convida a responder, isso mexe comigo.  A própria Reforma Protestante, a Reforma Inglesa e o movimento puritano passaram por grandes avivamentos, e todos eles eram infinitamente mais estudiosos do que somos hoje. Quem primeiro mandou missionário para o Brasil foi João Calvino, na década de 50 de 1500. Os primeiros missionários que vieram para todas as américas, de norte a sul, foi Calvino que mandou, então, como pode esfriar a fé? Se for a leitura pela leitura, é obvio que essa fé vai esfriar.

Poderia falar sobre seu último lançamento “Pentateuco” e qual a importância do"Precisamos falar da importância do estudo bíblico", diz pastor Wilson Porte Antigo Testamento para a Fé cristã ?

Wilson Porte – O Pentateuco é meu sétimo livro e é fruto de aulas sobre o Antigo Testamento que eu tenho dado há cerca de 12 anos já. Então, o objetivo é analisar o que está por trás do Pentateuco. A ideia é mostrar todo o contexto religioso por detrás, o Babilônico, egípcio, e que influenciou os judeus ao ponto de eles se tornarem simpáticos a esses deuses pagãos, durante todo o Antigo Testamento. Então, houve uma influência, que envolve a história da vida de Moisés que é autor desses livros, o contexto apologético, por detrás do livro de Gênesis, e a relevância disso é grande para a leitura do novo, pois nós não conhecemos bem o novo sem conhecer o antigo, o novo é o cumprimento do antigo. 

Quais as consequências de se viver uma vida cristã com pouca profundidade bíblica? O que determina uma vida cristã sadia?  

Wilson Porte – É não usufruir de todos os benefícios da salvação. Se eu não conheço Deus, eu não posso amá-lo, e, se eu não o amo, eu não desfruto, pois eu só conheço estudando. E uma vida cristã sadia é aquela na qual eu neguei a mim mesmo, tomei a minha cruz e sigo Cristo, onde, dia após dia, eu reconheço que eu não sou mais, e tudo será pela Palavra e direção dEle. 

O que a Igreja poderia fazer para avançar mais no sentido teológico? 

Wilson Porte – Isso é um exemplo que os próprios pastores precisam dar. Eu creio que, se os pastores não forem um exemplo de piedade e de estudiosidade, dificilmente a igreja vai fazer alguma coisa. Se aqueles que são chamados para o conhecimento e para o ensino não buscam conhecer nem ensinar o que está no ensino bíblico, dificilmente as pessoas vão fazer isso de sua própria cabeça.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Publicidade

Comunhão Digital

Publicidade

Fique por dentro

RÁDIO COMUNHÃO

VIDA E FAMÍLIA

- Publicidade -