23.3 C
Vitória
terça-feira, 16 agosto 2022

Waguinho lança “Creio Que Tu És a Cura” em ritmo de samba

Foto: Divulgação

O single, gravado por Gabriela Rocha, faz parte do projeto do artista voltado para regravações de sucessos da música gospel. Ouça!

Por Patricia Scott 

Waguinho lança “Creio Que Tu És a Cura”, pela Central Gospel Music. Com o single, o cantor, com mais de 30 anos de trajetória musical, dá sequência ao projeto de regravações de sucessos da música gospel em ritmo de samba. A canção está nas plataformas de áudio, e o clipe disponível no canal da gravadora no YouTube. 

A música, gravada por Gabriela Rocha, em 2012, faz o artista rememorar a libertação dos vícios graças ao imensurável amor de Deus. “O Senhor me curou de um vício de drogas que vivi por 25 anos, por isso que eu creio que Ele é a cura para tudo”, testemunha e prossegue: “‘Creio Que Tu És a Cura’ tem uma letra que mexe muito comigo, porque verdadeiramente procurei cura para os meus vícios, para os meus problemas, minhas necessidades. Procurei a solução em tantos lugares, mas a fama, o dinheiro e o sucesso não puderam fazer nada. Vi que verdadeiramente só Jesus poderia fazer isso”.

A produção musical repete a parceria do cantor com Sandro Cordeiro. Já o projeto audiovisual é assinado pelo diretor e roteirista Felipe Arcanjo. As imagens do videoclipe, diz o cantor, estão carregadas de muita emoção.

“Ao final da gravação, eu e meus músicos estávamos chorando, sentindo verdadeiramente a presença de Deus. Minha expectativa é sempre que a minha música, no ritmo genuinamente brasileiro, leve a Palavra aos cativos e oprimidos que estão perdidos no mundo”, frisou o cantor, que promete lançar músicas inéditas com “participações abençoadas”.

“Creio Que Tu És a Cura” é a última canção do projeto, que reúne sucessos do gospel regravados em ritmo de samba na voz de Waguinho. O trabalho, iniciado em 2021, conta ainda com os singles “Tá Chorando Por Quê?” (2021), do Preto no Branco; “Eu Escolho Deus” (2021), de Thalles Roberto; “Vai Valer a Pena” (2021), de Juliano Son; e “Maranata” (2022), do Ministério Avivah.

 

 

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Entre para nosso grupo do Telegram

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se