20 C
Vitória
sexta-feira, 23 abril 2021

“Vovó imortal”, italiana de 102 anos é curada do covid-19

Italica Grondona, a “vovó imortal”, venceu a batalha contra o novo coronavírus. Aos 102 anos, a italiana se tornou símbolo de esperança em um dos países mais atingidos pela Covid-19

Conhecida como “vovó imortal”, Italica Grondona venceu a batalha contra o novo coronavírus. Aos 102 anos, a italiana se tornou símbolo de esperança em um dos países mais atingidos pela Covid-19.

“Nós a apelidamos de ‘Highlander’ – a imortal”, disse a médica Vera Sicbaldi, que tratou Italica Grondona no hospital San Martino, em Gênova.

A idosa ficou 20 dias internada por conta da doença, na cidade italiana de Gênova, mas conseguiu se recuperar e recebeu alta do hospital e está em um lar de idosos. Agora, ela se juntou aos mais de 15 mil italianos que venceram o coronavírus no país.

“Não sei qual é o segredo dela, mas sei que ela é uma mulher livre e independente. Ela sofreu muito, mas ama a vida”, disse o sobrinho, Renato Villa Grondona à CNN .

Itália

A idade média das pessoas que testaram positivo para coronavírus e posteriormente morreram na Itália é de 78 anos, de acordo com o Instituto Nacional de Saúde do país.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se