Violência sexual em crianças

Foto: Divulgação

O tema foi discutido durante um Congresso na Igreja Batista do Pará, que aconteceu no início do mês. Casos de violência no Estado assustam. Só em 218 foram 750 crianças entre 0 a 17 anos que sofreram violência sexual

“Acolher e educar” crianças e adolescentes foi o tema de um Congresso realizado na Primeira Igreja Batista do Pará nos dias 5 a 7 de abril, com especialistas do Ministério de educação e infantil de várias igrejas do Estado.

O assunto é um projeto desenvolvido pela Igreja para reduzir os casos de violência no Estado. De acordo com o relatório do Propaz, integrado a Santa Casa, 750 crianças entre 0 a 17 anos sofreram violência sexual em 2018. E 349 foram estrupadas.

“Como Igreja do Senhor, temos que combater todo o tipo de violência contra crianças e adolescentes porque são vulneráveis e não sabem se defender. Fale a favor daqueles que não podem se defender. Proteja os direitos de todos os desamparados”, explicou Olga Nogueira, do Ministério de Educação Cristã da Igreja.

O primeiro passo é discutir o problema e o que as igrejas podem fazer pela situação. “A intenção é reunir, capacitar e encorajar o povo de Deus para proteger crianças e adolescentes na família, escola, igreja e sociedade”, explicou.

Esta foi a primeira edição do Congresso. A ênfase foi à violência sexual. Teve oficinas e palestras voltadas para a prevenção ao abuso sexual nas igrejas e escolas. Foram apresentados recursos para ensinar as crianças e adolescentes a fugirem da situação e buscar ajuda com pessoas que confiam.

“Essa situação é preocupante. As crianças são vítimas do pai, padrasto, tio, primo, irmão, avô, professor, vizinho, até mesmo mães e babás. Crianças brancas, negras, pobres, ricas, da cidade ou do interior, todas são vulneráveis a este tipo de violência e precisam ser protegidas. E a igreja tem muito a contribuir”, diz.

Foto: Divulgação
Oficinas

As oficinas apresentaram ferramentas para desenvolver um trabalho efetivo na igreja, escola ou comunidade. Assim, oferecemos: Chá de bonecas e Encontro de Heróis, Projeto Calçada, Projeto Espaço Voar, Projeto Escola da Vida, Um novo olhar para Escola Bíblica de Férias.

Foto: Divulgação

Leia mais

O papel da Igreja diante da violência nas escola
Missão lança campanha Luz além do Abuso