21.9 C
Vitória
terça-feira, 21 setembro 2021

Vinho Nacional acompanha o sucesso do agro brasileiro

O Brasil está aumentando desempenho do agronegócio e em 2021 deve fazer com que a participação do agro no PIB brasileiro ultrapasse os 30%

Avaliação foi feita pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/Esalq-USP) em parceria com a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Seguindo esse crescimento os espumantes moscatéis brasileiros cresceram 37,76% seguido dos vinhos finos com 34,35% nos primeiros 4 meses de 2021. Estes são os dados oficiais da União Brasileira de Vitivinicultura – Uvibra.

E o tempo será um forte aliado do vinho nacional, pois as videiras estão ficando cada vez mais velhas e, os vinhedos com as plantas sadias, terão uma vida mais longa e, com isso, os vinhos ganham mais em qualidade e quantidade de produção.

Segundo Giuliano Elias Pereira, da Embrapa Uva e Vinho, o que tem feito as vinícolas brasileiras melhorarem é a organização: ‘O fato das diferentes regiões e associações estarem se organizando e buscando a certificação com as IGs, faz com que haja uma união do setor, em prol da qualidade, o que tem contribuído sobremaneira para a melhoria constante dos processos de produção das uvas e de elaboração dos vinhos.’

O vinho torna-se Pop no Brasil à medida que o consumidor passa a conhecer mais sobre a produção nacional e diminui o preconceituoso com relação ao vinho brasileiro. O consumidor se tornou mais curioso e começou a perceber as qualidades dos produtos que, de fato, evoluíram nas técnicas de viticultura e enologia, na reputação das marcas e regiões, apresentação das garrafas, cor, aroma e paladar.

Segundo Mauro Zanus, Pesquisador em Enologia da Embrapa Uva e Vinho, ‘o brasileiro se tornou mais curioso e passou a explorar a enorme diversidade da nossa produção existente em função das diferentes geografias, técnicas de elaboração e variedades de uvas. Outra percepção importante por parte do consumidor é de que, em se tratando de vinhos e de produtos agrícolas, se deve valorizar os produtos da nossa terra – os nossos terroirs’.

Um ótimo exemplo é o destaque para os espumantes nacionais, ressalta Mauro Zanus, ‘Pelo seu bom preço, reconhecimento internacional, robustez e constância de qualidade, ano após ano, os espumantes brasileiros também foram identificados pelos consumidores como uma ótima compra, em custo/benefício, comparativamente aos importados.’

Segundo dados do Ministério das Comunicações, o Brasil ocupa o terceiro lugar no ranking mundial de uso diário da internet. Com o crescimento da conectividade da população brasileira surgiu a oportunidade de comercialização dos vinhos nacionais on-line. A criação do primeiro marketplace exclusivo para vinícolas nacionais teve como objetivo de fortalecer a divulgação do setor e empoderar a cultura do vinho nacional. Com mais de 250 variedades de vinhos nacionais, o brUva fomenta a diversidade do vinho e colabora com a sua disseminação e consumo no mercado brasileiro.

Com informações de Agência Estado

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se