25.5 C
Vitória
quinta-feira, 18 agosto 2022

VICTIN: o rapper que esbanja versatilidade

Foto: Divulgação

O artista de 22 anos, contratado da Sony Music Gospel, lança o EP “Jesus Invadiu a Cena” com cinco músicas autorais, que revelam todo o seu potencial musical

Por Patricia Scott 

Ele é jovem e talentoso, natural de Teresópolis, na Região Serrana do Rio de Janeiro. Victor da Silva Aparício, de 22 anos, é o VICTIN para o público gospel. Novato na carreira musical, iniciada em 2021, o rapper tem conquistado cada vez mais fãs. Contratado da Sony Music Gospel, o artista apresenta bastante versatilidade nas “batidas”.

Desde os 11 anos, VICTIN compõe. Aos 14, ele já estava envolvido com rap, hip hop, cultura urbana. No entanto, como não possuía recursos financeiros para arcar com os custos de produção, no ano passado o rapper teve a ideia de falar suas composições nas redes sociais em forma de poesia. “Foi a maneira que encontrei de mostrar a minha música para o mundo sem precisar de investimento, apenas telefone e internet”, revela.

O autoral “Prazer, Jesus” foi o primeiro single independente lançado, em 2021, pelo cantor, que viralizou nas redes sociais. “Deu muito certo. A repercussão foi muito boa”, conta. Resultado, VICTIN teve outra ideia: enviar e-mail para algumas gravadoras, mostrando o trabalho. “Daí, a Sony Music entrou em contato. Marcamos uma reunião, e a parceria foi iniciada. Estou muito feliz com o que estamos construindo juntos”.

“Jesus Invadiu a Cena”

Pela gravadora, o lançamento de estreia, em março de 2022, foi com a canção autoral “Já Agradeço”, que traz uma mensagem sobre gratidão à graça que o Senhor concede a cada um. A música é um hip hop/trap, que chama a atenção pelo ritmo animado, sem contar a batida afro/tropical contagiante. O videoclipe da canção traz artistas da cena do rap, como Asaph, Tico Sensei, Brunno Ramos e Salmazo.

Foto: Divulgação

“Minha ideia é entregar o novo, o autêntico, algo que jamais foi visto com o que Deus me deu: o rap. A mensagem da música é de olhar para o céu e agradecer, abrir os braços e entender a graça que Deus nos deu. Meu objetivo é mostrar que existe, sim, música e rap cristocêntricos de qualidade”, salienta e continua: “Essa música quebra a barreira do gospel e alcança milhares de pessoas, para a glória de Deus”.

Na sequência, em maio de 2022, VICTIN apresentou ao público outra música autoral, “Eu Te Amo”, em feat com a amiga Bia Jordão, que é atriz e influenciadora digital. A faixa, um hip hop/trap, é uma love song. “As pessoas imaginam um encontro. A canção sendo cantada para a namorada ou alguém que amo. Quisemos brincar com o sentimento automático, mas no final revelamos que a música é para Deus”. O cantor diz ainda que a voz meiga de Bia, além do jeito doce e espontâneo, fez toda a diferença. “É o que traz a magia para essa música”.

“Já Agradeço” e “Eu Te Amo” fazem parte do EP que possui o sugestivo título de “Jesus Invadiu a Cena”, lançado por VICTIN neste mês de junho. No total, o projeto traz cinco faixas autorais. O terceiro single apresentado é “Filho do Homem”, um drill com referências estrangeiras e o beat mais pesado, além de “Dona Maria” e “Aff”. “Nesse trabalho mostrarei minha versatilidade. Cada música traz um gênero musical diferente. Então, cumprirei o Ide, valorizando o VICTIN como artista”, declara, explicando que o nome é para expressar que Jesus está em todos os lugares, disponível para todas as classes e etnias.

Alcance do rap

Na visão do artista, o rap possui um alcance bastante promissor no mercado gospel nacional. “Dentro do rap não existe divisão de segmento. Rap é ritmo e poesia, batida e verdade. Aproveito essa liberdade para falar de Jesus”, pontua e emenda: “No rap não existe rótulo ou padrão”. Nos Estados Unidos, segundo ele, essa vertente já é muito consistente. “No Brasil, há espaço para crescimento, e eu chego para somar e alavancar o rap cristão”.

VICTIN explica que seu estilo alcança um público que o “corinho de fogo”, a música pentecostal, não atinge. “Ele entra na comunidade, na quebrada, na escola, na faculdade, em todos os lugares: na televisão, rádio, rede social”, frisa. O cantor considera o rap como a “nova MPB” da geração de que faz parte. “Muitas pessoas que não davam nada pelo rap testemunham que foram tocadas pelo Senhor por esse estilo musical”.

Quando perguntado sobre o sonho que deseja conquistar, VICTIN não titubeia: o Grammy. “Para mostrar para todo mundo que um garoto, um homem, que veio de uma família humilde, é capaz de chegar ao Grammy fazendo rap e falando de Jesus”. Ele também diz desejar resgatar a arte dentro da igreja evangélica brasileira.

O cantor teve a fé despertada aos 11 anos. VICTIN estava internado em um leito de hospital com traumatismo craniano. Para os médicos, o cantor morreria ou ficaria com sequelas. “Ganhei uma Bíblia de um grupo de missionários da Assembeia de Deus, que faziam visitas no hospital. Não havia outra saída a não ser crer em Jesus”, testemunha e finaliza: “Sou a resposta que o Senhor existe, e o resultado de um milagre. Fiquei 100% curado, saudável e sem sequelas”.

Já Agradeço
VICTIN

É o Victin
Jesus invadiu a cena

Abro meus braços
E já agradeço
Pela graça que eu nem mereço
Na cruz Ele pagou o preço
Jesus Ele pagou o preço

Jesus é Santo, é puro é love
Eu agradeço meu pai above
Voando alto sabe like a dove
Queimando fogo dentro like a stove

Como você me ama, me chama
Te clamo, Te amo
Eu sou o ramo
Aumenta minha chama
Hosana, Hosana
Meu peito clama
Ontem eu dei um rolê
Com Deus lá em Copacabana

Não sou Samuel, mas comecei bem cedo
Sempre no secreto Deus conta segredo
Eu não sou Pedro
Mas sigo andando sobre às águas vencendo meus medos

Hoje eu consigo te ver e cantar
Sou imagem e semelhança
Com Ele volto a ser criança
E crer na mudança que me fez mudar

Hoje eu consigo te ver e cantar
Jesus é a minha esperança
Teremos herança abundante
Bonança
Minha segurança é que Ele vai voltar

Abro meus braços
E já agradeço
Pela a graça que eu nem mereço
Na cruz Ele pagou o preço
Jesus Ele pagou o preço

A sua glória Ele despiu, o seu sangue me refez
Com coroa de espinho
Ele reinou mais uma vez
Igual no seu corpo nu
Revestiu minha nudez
Se esvaziou de si
Para preencher minha escassez

Quer achar o amor, Mateus 6.6
Quer cumprir o IDE, Marcos 16
31 provérbios, 1 dia por mês
70×7 perdoou vocês

Ele é 1 comigo mesmo sendo 3
Descansou no 7, fez o mundo em 6
Escolheu só 12, pra orar só 3
Mas morreu por todos aos seus 33
Vezes 2,”66″, livros que a bíblia nos conta de vez
E no dia 3 meu Deus se refez
E o que ele fez por mim na cruz
Nenhum outro homem fez
Nenhum outro homem fez
Nenhum outro homem fez

Abro meus abraços
E já agradeço
Pela a graça que eu nem mereço
Na cruz Ele pagou o preço
Jesus Ele pagou o preço

 

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Entre para nosso grupo do Telegram

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se