back to top
19.4 C
Vitória
domingo, 14 DE julho DE 2024

Veteranos da Guerra do Afeganistão tentam resgatar aliados abandonados pelos EUA

As tropas americanas começaram a deixar o Afeganistão em 28 de agosto de 2021, por ordem do presidente Joe Biden

Quase um ano e meio após a retirada das tropas dos Estados Unidos do Afeganistão, concluída em agosto de 2021, veteranos da guerra mais longa da história americana se organizam para salvar a vida de cidadãos afegãos que trabalharam para Washington durante os quase 20 anos de ocupação ? e viraram alvos do Taleban após serem abandonados pelos antigos aliados.

O The New York Times produziu um vídeo exclusivo mostrando o trabalho da rede informal de voluntários montada pelos veteranos para oferecer o apoio humanitário negado aos afegãos pelo governo americano.

As tropas americanas começaram a deixar o Afeganistão em 28 de agosto de 2021, por ordem do presidente Joe Biden, que no mesmo ano já havia anunciado que nenhum militar americano deveria estar no país em 11 de setembro daquele ano, quando o atentado às Torres Gêmeas do World Trade Center completariam 20 anos.

A saída dos militares americanos causou polêmica tanto por ocorrer em meio a uma ofensiva do Taleban, grupo fundamentalista que governava o país antes da chegada americana e com histórico de violações de direitos humanos, quanto pela desorganização vista em Cabul – de onde as tropas partiram – nos dias seguintes ao anúncio da retirada.

- Continua após a publicidade -

Milhares de pessoas se aglomeraram nos arredores do aeroporto da capital afegã na tentativa de deixar o país. Muitas morreram tentando se agarrar aos aviões que decolavam, caindo pouco depois das aeronaves deixarem o solo. Cenas marcantes, como a de mães entregando os filhos para os soldados americanos em tentativas de retirá-los do país rodaram o mundo.

Também durante a retirada, a preocupação com os afegãos que trabalharam para os EUA e seus aliados ocidentais durante os anos de ocupação já era latente, com o presidente Biden chegando a afirmar que ninguém que colaborou com as forças americanas seria deixado para trás. A promessa não foi cumprida.

Com informações Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Publicidade

Comunhão Digital

Publicidade

Fique por dentro

RÁDIO COMUNHÃO

VIDA E FAMÍLIA

- Publicidade -