19.9 C
Vitória
sexta-feira, 12 agosto 2022

Varejo apresenta sinais de recuperação

varejo
(Foto: Reprodução)

É o que aponta a Pesquisa IPC Maps, especializada em potencial de consumo dos brasileiros há quase 30 anos

O varejo brasileiro deve movimentar, até o final de 2021, cerca de R$ 336,3 bilhões, retomando parte da fatia que havia perdido no ano passado em função da pandemia, quando respondeu por apenas R$ 295,6 bilhões. É o que aponta a Pesquisa IPC Maps, especializada em potencial de consumo dos brasileiros há quase 30 anos, com base em dados oficiais.

Embora o cenário seja de otimismo, o estudo mostra que ainda levará algum tempo para o setor voltar ao patamar que havia conquistado. Em 2019, o potencial de consumo do varejo chegou a R$ 424,2 bilhões, ou seja, 20,7% a mais que a projeção atual.

Nos cálculos acima, são levadas em conta despesas com artigos de limpeza; mobiliários e artigos do lar; eletroeletrônicos; vestuário confeccionado; calçados; e joias, bijuterias e armarinhos.

Se o consumo começa a recuperar seu fôlego, a quantidade de lojas segue o mesmo ritmo. Segundo o IPC Maps, dos 7,5 milhões comércios varejistas e atacadistas existentes em 2019 no Brasil, 1,8 milhão fechou suas portas no início da pandemia. Já neste ano, a quantidade de empresas voltou a subir, totalizando 5,9 milhões de unidades instaladas.

Com informações de Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Entre para nosso grupo do Telegram

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se