Polônia quer incluir valores cristãos na constituição

Andrzej Duda, presidente da Polônia. Foto: Getty Images

A proposta, do presidente, Andrzej duda, pretende fortalecer a identidade cultural do país contra influências exteriores.

Varsóvia – O governo da Polônia anunciou no último dia 20/07 que deve realizar um plebiscito para consultar a população sobre mudanças na constituição do país. A proposta é do presidente, Andrzej Duda.

A consulta deve ocorrer nos dias 10 e 11 de novembro. É a da que o país celebra o centenário da reconquista de sua independência, que foi após o fim da Primeira Guerra Mundial. Entre as perguntas que a população vai responder está a possibilidade do documento fazer referência explícita aos valores e à herança cristã polonesa.

Duda fez o anúncio na TV. Durante o discurso, ele defendeu a importância de a vontade do povo na hora de abordar a série de mudanças na Constituição polaca. A versão atual é de 1997. “O resultado do plebiscito não será vinculativo, mas servirá como indicador das mudanças que a sociedade polonesa quer para sua Constituição”, declarou o Duda.

A intenção é fortalecer a identidade cristã da nação. Além disso, o governo quer saber o que a opinião pública pensa sobre a permanência da Polônia na União Europeia, na OTAN, sobre questões relacionadas à aposentadoria e sobre as atribuições do presidente da república.

O Senado deve votar na próxima semana se aprova as datas propostas pelo presidente para a realização do plebiscito. “Como resultado do referendo não será vinculativo, mas vai servir como indicador das mudanças na sociedade polonesa quer a Constituição”, explica.

*Com informações da Agência EFE