20 C
Vitória
segunda-feira, 17 maio 2021

Valdemiro Santiago tem contas penhoradas pela justiça

A justiça de São Paulo também penhorou as contas da Igreja Mundial, da qual Valdemiro Santiago é líder. Igreja disse que a pandemia dificultou arrecadação de dinheiro de seus membros com templos fechados

A Justiça de São Paulo penhorou R$ 246,6 mil das contas bancárias do apóstolo Valdemiro Santiago e da Igreja Mundial do Poder de Deus. A cobrança ocorre devido a cobrança de aluguéis atrasados de templos da igreja.

A decisão, da juíza Valéria Longobardi, da 29ª Vara Cível de São Paulo, foi tomada em razão de uma dívida no pagamento do aluguel de um dos seus templos, em São Paulo. A Igreja Mundial é uma das maiores igrejas evangélicas do Brasil, com seis mil templos espalhados em 27 países.

Embora a cobrança seja por aluguéis não pagos em 2018 e 2019, a igreja disse à Justiça que, por conta da pandemia, foi obrigada a deixar de honrar contratos firmados. Alega que com as igrejas fechadas houve uma queda enorme na arrecadação dos dízimos pagos pelos fiéis.

“É necessário ter fôlego financeiro para continuar com suas operações empresariais e não chegar ao ponto de total falência”, afirmou sua defesa à Justiça.

Justificativa

O apóstolo Valdemiro disse à Justiça que não pode ser responsabilizado pela dívida, pois não tem nenhuma relação jurídica com a Igreja Mundial. Disse também que não assinou o contrato de locação, assim como seu nome não faz parte da ata fundacional nem do estatuto social da igreja.

Valdemiro e a Igreja Mundial foram denunciados no início de agosto pelo Ministério Público sob acusação de abuso de liberdade religiosa. De acordo com a procuradoria, o apóstolo estaria comercializando sementes de feijão com a falsa promessa de que curariam a covid-19.

A Igreja afirma que nos vídeos divulgados pelo apóstolo não há menção sobre a venda de semente, assim como não haveria tentativa de atrelá-la à cura do coronavírus.

*Com informações de Isto é e G1

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

- Publicidade -

Plugue-se