23.6 C
Vitória
segunda-feira, 19 outubro 2020

Vacina contra covid-19 desenvolvida em Oxford será testada no Brasil

Leia também

Ocupação de UTI no Estado de SP é a mais baixa da pandemia

"Estamos no controle da pandemia, mas a vacina é e será a única maneira de retornarmos ao normal", completou o secretário Gorinchteyn

Bolsonaro volta a dizer que vacina contra covid-19 não será obrigatória

Na última sexta-feira, 16, o Presidente já havia sinalizado que o governo não iria obrigar a população a se vacinar

Mundo chega a mais de 40 milhões de contaminações por covid-19

O aumento do número de infecções pode ser explicado em parte pela elevação do número de testes de diagnóstico em alguns países

A vacina contra a covid-19 que está sendo desenvolvida na Universidade de Oxford, no Reino Unido, será testada também no Brasil, conforme publicação na noite desta terça-feira, 2, no Diário Oficial da União

Por Roberta Jansen (AE)

Considerado um dos mais promissores, o imunizante já está na fase três de testes, em que dez mil pessoas serão testadas para se avaliar a eficácia do produto. Das mais de 70 vacinas em desenvolvimento em todo o mundo, é a que se encontra em estágio mais avançado.

Duas mil pessoas participarão dos testes no Brasil, em São Paulo e no Rio de Janeiro, que contam com o apoio do Ministério da Saúde e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A articulação para a vinda dos testes ao Brasil contou com a liderança da Professora Doutora Sue Ann Costa Clemens, diretora do Instituto para a Saúde Global da Universidade de Siena e pesquisadora brasileira especialista em doenças infecciosas e prevenção por vacinas, investigadora do estudo.

Testes em São Paulo

Em São Paulo, os testes serão conduzidos pelo Centro de Referência para Imunobiológicos Especiais (CRIE) da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), e contaram com a viabilização financeira da Fundação Lemann no custeio de toda a infraestrutura médica e de equipamentos necessários.

A Unifesp irá recrutar mil voluntários que estejam na linha de frente do combate à covid-19, uma vez que estão mais expostos à contaminação. Eles precisam ser soronegativo, ou seja, pessoas que não tenham contraído a doença anteriormente.

Segundo Dra. Lily Yin Weckx, investigadora principal do estudo e coordenadora do CRIE-Unifesp, “o mais importante é realizar essa etapa do estudo agora, quando a curva epidemiológica ainda é ascendente e os resultados poderão ser mais assertivos.”

Análise em outros países

Há outros países cuja participação está em processo de análise e aprovação. Os resultados desses testes serão primordiais para o registro da vacina no Reino Unido, previsto para final deste ano Entretanto, o registro formal deve acontecer apenas após a conclusão dos estudos realizados em todos os países participantes.

Para Denis Mizne, diretor executivo da Fundação Lemann, organização viabilizadora dos recursos necessários à realização do estudo de eficácia da vacina em São Paulo, “inserir o Brasil no panorama de vacinas contra a covid-19 é um marco importante para nós, brasileiros, e acredito que poderemos acelerar soluções que tragam bons resultados e rápidos. Para a Fundação Lemann esta é mais uma importante oportunidade de contribuir em iniciativas de grande impacto para o nosso país e sua gente.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Ocupação de UTI no Estado de SP é a mais baixa da pandemia

"Estamos no controle da pandemia, mas a vacina é e será a única maneira de retornarmos ao normal", completou o secretário Gorinchteyn

Bolsonaro volta a dizer que vacina contra covid-19 não será obrigatória

Na última sexta-feira, 16, o Presidente já havia sinalizado que o governo não iria obrigar a população a se vacinar

Mundo chega a mais de 40 milhões de contaminações por covid-19

O aumento do número de infecções pode ser explicado em parte pela elevação do número de testes de diagnóstico em alguns países

PIB de SP terá queda de 2% a 2,5% em 2020, diz Meirelles

O documento mais recente aponta queda de 5% no PIB brasileiro em 2020 e alta de 3,5% em 2021

OMS: possível vacina da Pfizer requer paciência e remdesivir não é eficiente

Michael Ryan, diretor da OMS, afirmou que "pessoas devem usar máscaras apropriadamente, mas também tomar as outras medidas"

Bolsonaro diz que, na saúde, ‘tivemos mais sucesso que exterior’

Segundo o presidente, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, "está fazendo um trabalho excepcional na Saúde"

Comunhão Digital

- Publicidade -

Fique Por Dentro

Live Solidária “Um Com Eles” em Libras

A live solidária, realizada pela Portas Abertas, será transmitida pelo Facebook, e estará acessível a todos que entendem a língua brasileira de sinais. Saiba mais!

Desafio Superação em corrida virtual; É neste domingo, 18

Em alusão ao Outubro Rosa, o Desafio Superação vai mobilizar mulheres cristãs de todo o Brasil em prol da saúde. Saiba mais!

Vovô Raul Gil recebe artistas gospel em live; Saiba mais

A live gospel do Vovô Raul Gil será no dia 21 de outubro e vai reunir personalidades e artistas evangélicos. Saiba mais!

Dia da Bíblia 2020 será focado nos jovens

Dia da Bíblia esse ano propõe que todos os cristãos, principalmente os jovens, se engajem com a Palavra de Deus. Saiba mais!
- Publicidade -

Plugue-se

Deive Leonardo de volta as pregações presenciais

Fenômeno da internet, Deive Leonardo grava a primeira série presencial em Itajaí (SC) depois de um bom tempo sem gravar por conta da pandemia.

Episódios do Nossa Música Brasileira; Assista aqui!

Nossa Música Brasileira acontece em formato on-line, com episódios até o final de 2020.. Confira aqui!

Os vencedores da Billboard Music Awards 2020

Kanye West levou nove prêmios, em seis categorias. A cantora Lauren Daigle, que ganhou em três categorias do prêmio em 2019, venceu esse ano como melhor artista cristã.

Luciano Camargo reverencia o gospel em trabalho solo inédito

Com 29 anos de carreira ao lado irmão, Zezé de Camargo, Luciano Camargo acaba de lançar 15 músicas dedicadas ao gospel. O álbum "A Ti entrego". Saiba mais!